correcao-valor-do-credito-consorcio
Publicado em 22/03/2016 as 10:00H
Consórcio de A a Z

Veja como o valor do seu crédito é corrigido no consórcio

Você sabia que no Sistema de Consórcios o valor do crédito é atualizado ao longo do prazo do grupo? Isso acontece para que o consorciado sempre tenha poder de compra ao ser contemplado, mesmo que o valor do bem ou serviço tenha sido alterado. Após a contemplação, o valor deixa de ser atualizado e passa a ter rendimento financeiro até a sua utilização pelo consorciado. No post de hoje, você irá conhecer como funciona essa importante característica do consórcio, que é a correção do crédito.

Critérios para atualização do crédito

O crédito no consórcio é atualizado conforme as regras estabelecidas em contrato. A administradora pode definir como critério um índice de preço ou até o valor sugerido pela montadora ou fabricante.

Quando a regra contratual da administradora for um índice de preço, a atualização do valor do bem ou serviço será realizada anualmente, considerando-se a data de abertura do grupo. No segmento de imóveis, o indicador mais utilizado é o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC). Em serviços, o mais comum é o Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM).

A administradora também pode optar por outros critérios, como o preço sugerido pela montadora ou fabricante. Essa regra é muito utilizada no consórcio de veículos. Neste caso, o valor do crédito será corrigido sempre que a montadora sugerir um novo preço.

Uma dica para quem quer estimar a alteração do crédito em análise ou já contratado é pesquisar a variação do índice ou da regra definida pela administradora em contrato nos anos anteriores.

Com a correção no valor do crédito, as prestações também são atualizadas conforme a regra contratual adotada. Vale destacar que as atualizações podem fazer o crédito e as prestações variarem tanto para mais quanto para menos! É importante entender ainda que mesmo após a contemplação as parcelas continuam sendo corrigidas, pois o grupo precisa de recursos para garantir a atualização do crédito dos demais integrantes ainda não contemplados. Essa é a essência do consórcio: união de pessoas com o mesmo objetivo visando proporcionar a realização de cada um de seus integrantes!

Exemplificando uma atualização

Confira um exemplo da atualização do valor do crédito de um grupo de imóveis cujo critério contratual seja o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC):

  • Data de abertura do grupo: 08 de março de 2015
  • Crédito contratado: R$ 100.000
  • Valor da prestação: R$ 983,33

A atualização do crédito e da prestação será realizada todo mês de março, aplicando-se o acumulado do índice nos últimos 12 meses:

  • INCC acumulado (de março/2015 a fevereiro/2016): 7,17%
  • Valor do crédito atualizado: R$ 107.170
  • Valor da prestação atualizada: R$ 1.053,83

Assim, a partir de março de 2016, o consorciado desse grupo pagará uma parcela de R$ 1.053,83 e, se contemplado, receberá um crédito atualizado de R$ 107.170.

Para entender como são calculadas as prestações no consórcio, clique aqui.

 Da contemplação à utilização do crédito

Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. A rentabilidade tem início até o terceiro dia útil após a contemplação e término no último dia útil anterior ao da utilização do crédito. Dentre os tipos de aplicação possíveis estabelecidas pelo Banco Central (BC), os próprios consorciados escolhem, na primeira assembleia geral ordinária do grupo, aquela que será utilizada no grupo.

É importante não confundir atualização do valor do crédito com rendimentos financeiros. A atualização é feita somente até a data de contemplação, independentemente da data em que o crédito for utilizado pelo consorciado, enquanto o rendimento financeiro é acrescido a partir da contemplação. Dessa forma, se você resolver utilizar o crédito um ano após ser contemplado, terá direito ao crédito considerado no dia da assembleia de contemplação mais o seu rendimento financeiro durante esse ano.

Dica da ABAC

Agora que você já sabe como funciona a correção do crédito no consórcio, antes de fechar um contrato, leia atentamente todas as cláusulas e confira, dentre outros itens, o critério aplicável para a sua atualização. Conhecendo as regras, será muito mais fácil realizar os seus sonhos com o consórcio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

248 comentários sobre “Veja como o valor do seu crédito é corrigido no consórcio”

  1. douglas murilo dos reis disse:

    Fui contemplado por sorteio. A minha dúvida é se vale a pena vender a carta ou manter o valor aplicado no mercado financeiro.

  2. Rafael disse:

    Ótima informação

  3. brendo pereira disse:

    A atualização pode ser feita mesmo com o carro sendo semi novo ?

    1. ABAC disse:

      Olá, Brendo. Se o contrato estiver referenciado em um determinado veículo, esse será sempre zero quilômetro. Ao ser contemplado, e se constar do contrato, o consorciado poderá optar por comprar um veículo seminovo, no entanto, as parcelas continuarão sendo corrigidas pelo zero quilômetro. Abraços!

  4. Sempre preservando o poder de compra

  5. Francielen disse:

    Olá , eu gostaria de tirar um dúvida , fiz um consórcio de 35 meses e estou da parcela 29 , já fui contemplada e comprei um carro do ano de 2003 , até no mês de setembro estava pegando o valor da parcela de 772,32 e esse mês veio no valor de 886.45 teve um aumento de quase 90 reais , gostaria de saber se isso está correto , o valor do meu bem atualizado é de 31.44,74 … é correto esse aumento no valor de 11,49% igpm?

    1. ABAC disse:

      Olá, Francielen.

      O valor da parcela em consórcio é calculado com base no preço do bem novo ou importância em dinheiro que será atualizado, periodicamente, por algum índice. Este parece ser o seu caso. Verifique no seu contrato o índice estabelecido para atualizar o valor da parcela e qual o período para sua aplicação. Qualquer dúvida, entre em contato com o setor de atendimento ao consorciado de sua administradora.

      Abraços

  6. Artur disse:

    Como são feitas as correcoes das parcelas após ser contemplado? Como é feita a amortização da dívida?

    1. ABAC disse:

      Olá, Artur.

      A correção das parcelas após a contemplação segue a mesma regra de antes da contemplação. Isso é importante para que todos os participantes do seu grupo que ainda não foram contemplados tenham recursos suficientes para a aquisição do bem ou serviço desejado.

      Os valores pagos nas prestações a título de fundo comum, taxa de administração, fundo de reserva e seguros (esses dois últimos, se contratados) são convertidos em percentual do preço do bem ou serviço contratado na data da Assembleia Geral Ordinária (AGO), ocorrendo a amortização do seu saldo devedor.

      Para qualquer outro esclarecimento, estamos à disposição!

      Abraços

  7. Sirion carlos bezerra disse:

    Quando for contemplado vou pegar o valor integral da carta ou o valor é baseado no numeros de parcelas pagas?

    1. ABAC disse:

      Olá, Sirion.

      Quando contemplado, você receberá o valor integral contratado, atualizado na data da Assembleia Geral Ordinária (AGO). A AGO é a ocasião em que ocorrem as contemplações por sorteio e lance.

      Abraços

  8. iesser traya disse:

    Fui sorteado em meu consórcio imob da Embracom dia 30/08/2016. Ocorre que a atualização do crédito foi dia 01/09/2016. Sendo assim minhas parcelas devidias foram corrigidas, mas o consórcio alegou que meu crédito não iria receber a mesma correção, e aí perdi por causa disso 10 mil reais em poder de compra isso é correto por parte da administradora???? pq não fizeram a correção anual antes do sorteio??? exemplificando todas as cotas apartir de 01/09 atualizaram para um valor de r$162.000,00 e a minha por ter sido sorteada ficou com o valor de r$152.000,00. Agradeço o retorno

    1. ABAC disse:

      Olá, Iesser.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, enviei para o e-mail falecom@abac.org.br número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso, OK?

      Abraço

  9. Vania disse:

    Meu irmão foi contemplado mas pagou 24 parcelas das 56 sem utilizar a carta, depois comprou um carro para mim e eu paguei a ele o valor correspondente as 24 parcelas que ele tinha pago e passei a pagar as parcelas seguintes. A carta era de 41.000,00 mas quando compramos o carro recebemos 43.800,00. Essa diferença foi a atualização do período que ele foi contemplado até a utilização da carta? Eu tenho que devolver esse diferença a ele?

    1. ABAC disse:

      Olá, Vania.

      Sim, essa diferença é a rentabilidade referente ao período entre a contemplação e a aquisição do bem. A devolução é um acerto entre o vendedor da cota e o comprador. Normalmente, a rentabilidade da carta de crédito não é objeto de negociação quando da transferência da cota.

      Abraços

  10. Fui contemplado a mais de um ano, resolvi não retirar o veiculo, terminei de pagar o consócio e queria usar a carta de credito para tirar uma motocicleta em outro fabricante, o valor do bem é 40000 mas na época da contemplação era 38000, acontece que eu paguei todos os reajustes do valor do bem e a honda quer pagar só o valor da época da contemplação, me parece um quanto injusto eu pagar os reajustes e nao ter direito a ele, gostaria de saber se isso é correto, desde ja agradeço.

    1. ABAC disse:

      Olá, Romulo.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. É importante não confundir atualização do valor do crédito com rendimentos financeiros. A atualização é feita somente até a data de contemplação, independentemente da data em que o crédito for utilizado pelo consorciado, enquanto o rendimento financeiro é acrescido a partir da contemplação. Dessa forma, no seu caso, você terá direito ao crédito considerado no dia da assembleia de contemplação mais o seu rendimento financeiro.

      Abraços

  11. Leonardo Souza disse:

    Olá pessoal!

    Eu entrei num grupo de consórcio da Porto e estava pagando, até que analisando um conjunto de fatores e situações da vida, não me permitiram continuar pagando e simplesmente parei de pagar. O valor que paguei ficará preso e receberei apenas em sorteios ou fim do grupo (150 meses eu acho), mas minha dúvida é. Digamos que parei de pagare já tinha pago em prestações 3.000,00; Já se passaram 3 anos desde que paguei a primeira parcela, esse valor será corrigido baseado em quê? Quanto mais ou menos esse valor estará hoje? Sei eles iráo cobrar a taxa administrativa e tal. Obrigado, otimo site.

    1. ABAC disse:

      Olá, Leonardo.

      Nos termos da Lei 11.795/2008, o consorciado excluído terá direito à restituição da importância paga ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem), quando de sua contemplação pela modalidade sorteio. O consorciado receberá seu crédito parcial atualizado nos termos do artigo 30 da Lei acima mencionada, cujo valor deve ser calculado com base no percentual amortizado a titulo de fundo comum, vigente na data da assembleia de contemplação, acrescidos dos rendimentos da aplicação financeira a que estão sujeitos os recursos dos consorciado enquanto não utilizados pelo participante.
      Vale registrar que não serão restituídos valores pagos referentes à taxa de administração e fundo de reserva e/ou seguros, se contratados, e é possível ainda que seja aplicada uma cláusula penal por quebra do contrato.

      Abraços

  12. Feito o consorcio o vendedor me passou que não seria feita alteração no valor das parcelas , desde então as parcelas só vem aumentando , mesmo ele me dizndo que não aumentaria gostaria de saber o seguinte : o valor do meu plano era de 340.89 e o valor total de 20.453,40 ,este valor total de 20.453,40 poderá aumentar tbm ? ou somente o valor das parcelas ?

    1. ABAC disse:

      Olá, Jean.

      Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Por essa razão a sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isto ocorre para que você e todos os participantes de seu grupo possam adquirir o bem ou serviço contratado. Leia o post “O valor da prestação do consórcio muda?” (http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/o-valor-da-prestacao-consorcio-muda#blog).

      Abraços

  13. Rafaelle disse:

    Tenho um consórcio de veículo, dei lance e fui contemplada, peguei o carro em dez/2014 com a carta valendo R$ 33 mil, hoje ela com valor atualizado está R$ 34 mil e pago as prestações sobre R$ 34 mil, essa diferença de R$ 1.000,00 poderia ser utilizada para abater das minhas parcelas? Seria correto usar para abater, já que estou pagando sobre um valor maior do que utilizei?

    1. ABAC disse:

      Olá, Rafaelle.

      Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Mesmo que você já tenha sido contemplada, a sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isto ocorre para que todos os participantes de seu grupo possam adquirir o bem contratado. Da mesma forma como todos contribuíram para que você pudesse ser contemplada. Leia o post “O valor da prestação do consórcio muda?” (http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/o-valor-da-prestacao-consorcio-muda#blog).

      Abraços

  14. Daniel Bellei disse:

    Fui contemplado carta de 27 mil, comprei um carro, depois disso o carro saiu de linha e colocaram um de 35mil, a parcela que era de 400 hoje passa de 600, o consórcio fala que é por causa da atualização do bem… ele podem fazer isso?

    1. ABAC disse:

      Olá Daniel.

      Sim, havendo substituição do bem objeto do contrato, as prestações dos contemplados, a vencer ou em atraso, são atualizadas quando houver alteração no preço do novo bem, na mesma proporção.

      Abraços

      1. andre disse:

        Esse valor pago a maior é devolvido em algum momento?

        1. ABAC disse:

          Olá, André.

          Quando o crédito do consórcio é reajustado para mais, o consorciado já contemplado não receberá a diferença, assim como se reajustado para menos, ele não terá que fazer a devolução. Isso acontece porque o consórcio tem como foco o consorciado contemplado do mês, de forma a garantir os recursos para que ele adquira o bem ou serviço desejado.

          Abraço

  15. Elias disse:

    Boa noite, tenho uma carta de consórcio contemplada em 2013 onde o valor do Bem (Celta Life) era de R$ 28.140,00, acompanhando a variação do valor do Bem notei que de fevereiro de 2015 para março de 2015 a variação foi de R$ 30.990,00 para R$ 36.000,00 reais. Achei estranho na época porém continue com os pagamentos, hoje o valor do Bem está em R$ 41.600,00 e continua sendo referenciado “Celta Life” porém fui pesquisar e descobri que esse Bem foi tirado de linha pela montadora faz mais de 1 ano. Questionei a operadora do consórcio se houve alteração do Bem e qual seria o motivo de uma variação tão alta, a mesma me informou que não houve alteração do Bem. Posso de alguma forma recorrer sobre essa alta absurda no valor do Bem? Qual providência posso tomar?

    1. ABAC disse:

      Olá, Elias.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, enviei para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da administradora de consórcios, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso.

      Abraços

  16. Sandra disse:

    Gostaria de saber se mesmo após contemplado e já usei minha carta de crédito e msm assim ainda continua subindo o valor da parcela isso é certo?

    1. ABAC disse:

      Olá, Sandra.

      Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Mesmo que você já tenha sido contemplado, a sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isto ocorre para que todos os participantes de seu grupo possam adquirir o bem contratado. Da mesma forma como todos contribuíram para que você pudesse ser contemplado. Para saber mais, leia também o post “O valor da prestação do consórcio muda?” (http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/o-valor-da-prestacao-consorcio-muda#blog).

      Abraços

  17. Ana disse:

    Olá!
    Eu fui contemplada logo na 6 parcela do meu consorcio de 72 parcelas. Quando fiz o uso da carta de crédito, ela estava em 34.000,00 e hoje pago a parcela referente ao valor de 47.000,00. Gostaria de saber como funciona essa diferença… Liguei na empresa mas ninguém soube me explicar! Se eu só utilizei o crédito de 34.000, o que é feito com a diferença?

    1. ABAC disse:

      Olá, Ana.

      Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Mesmo que você já tenha sido contemplado, a sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isto ocorre para que todos os participantes de seu grupo possam adquirir o bem contratado. Da mesma forma como todos contribuíram para que você pudesse ser contemplado. Para saber mais, leia também: Olá, Ana. Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Mesmo que você já tenha sido contemplado, a sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isto ocorre para que todos os participantes de seu grupo possam adquirir o bem contratado. Da mesma forma como todos contribuíram para que você pudesse ser contemplado. Para saber mais, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/o-valor-da-prestacao-consorcio-muda#blog.

      Abraços

  18. Gerson disse:

    Tenho um consórcio, referenciado por um carro 0km. Acontece que fui contemplado em 2014 e utilizei o valor a época de R$32.000,00. Continuo pagando esse consórcio, mas hoje a carta está em R$43.500,00. Essa diferença de R$ 11.000,00 que pago sem utilizar, não tenho direito a reembolso? Nesse caso, o consórcio é menos vantajoso que financiamento.

    1. ABAC disse:

      Olá, Gerson.

      Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Mesmo que você já tenha sido contemplado, a sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isto ocorre para que todos os participantes de seu grupo possam adquirir o bem contratado. Da mesma forma como todos contribuíram para que você pudesse ser contemplado. Saiba mais neste post: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/o-valor-da-prestacao-consorcio-muda#blog.

      Abraços

  19. Naftali Dias de Oliveira disse:

    Boa noite, tenho um consorcio com parcelas fixas, ja quitei o mesmo mas ainda nao fui contemplado quando eu for comtemplado como eu vou receber minha carta. como é feita correção?
    Quero saber o calculo da corração quantos eu vou reveber. outra duvida o carro que está na carta saiu de linha como vou saber o preço do veivulo novo para calcular a corração da minha carta favor me responder.

    1. ABAC disse:

      Olá, Naftali.

      O crédito no consórcio é atualizado conforme as regras estabelecidas em contrato. Lembramos que, no Sistema de Consórcios, as prestações não são fixas, pois com a correção do valor do crédito, as prestações também são atualizadas conforme a regra contratual adotada. Por outro lado, na hipótese da descontinuidade de produção do veículo, a Administradora convoca uma Assembleia Geral Extraordinária do grupo de consorciados, submetendo aos participantes à votação da substituição do bem referenciado no contrato. Desse modo, você deverá consultar a sua Administradora de Consórcios para tomar conhecimento do veículo substituto e do valor atualizado do crédito.

      Abraços

  20. Mara disse:

    Tenho um consorcio de caminhão que segundo o consorcio não sobe a 3 anos. Ocorre que 2o a montadora Mercedes bens o bem reajustou todo ano. Porque o consorcio não reajustou minha cota? Não estou contemplada.

    1. ABAC disse:

      Olá, Mara.

      Para que possamos ajudá-la, precisamos de mais informações. Por favor, envie para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da administradora de consórcios, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso, OK?

      Abraços

  21. Marcelo Santana disse:

    Minha quota foi contemplada por sorteio, e mesmo depois de adiquirido o bem pela carta de crédito, as parcelas continuaram aumentando em função do carro 0km. Ao final do consórcio terei pago um valor muito maior que o bem que recebi. Haverá alguma devolução da diferença?

    1. ABAC disse:

      Olá, Marcelo.

      Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Mesmo que você já tenha sido contemplado, sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos) para que os participantes que ainda não foram possam adquirir o bem ou serviço contratado, assim como você. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Para saber mais, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraços

  22. Marcelo Santana disse:

    O pagamento de Seguro de Vida é obrigatório?

    1. ABAC disse:

      Marcelo,

      Não há uma exigência legal para contratação do seguro de vida, mas sim uma regra contratual estabelecida entre a Administradora de consórcios e o consorciado.

      Abraços

  23. jorge disse:

    comprei uma cota de consorcio de um sandero stepway 1.6 no valor de 46 mil reais em 2014, o credito teve apenas uma correção até hj e o valor está em 47.370,00 ou seja insuficiente para que eu possa comprar o bem em questão. entrei em contato com a administradora e depois de muitos dias sendo enrolado me disseram que o sandero stepway não era mais fabricado pela monatdora. isso não procede pois até hoje vc encontra sandero stepway 1.6 saido zero de fabrica.
    não querem reajustar o valor do bem e me ofereceram uma mudança de bem em que o valor fica em 60 mil mais opu menos porem a parcela sobe em média uns 300 reais.
    gostaria de saber se esta atitude da administradora é correta? estou sendo lesado?o que fazer neste caso?

    1. ABAC disse:

      Olá, Jorge.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de algumas informações de sua administradora. Por favor, envie para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da administradora de consórcios, o número do seu grupo e cota, bem como seu telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso, OK?

      Abraços

  24. manoel messias soares carvalho disse:

    fui contemplado 21/10/2015 a carta era 37.890,00 hoje é 44.053,00 a administradora diz que só tenho direito a 42.345,66 para comprar o veiculo qual seria meu valor real o da contemplação ou valor da casta atual já que pago as parcelas com a correção do bem .

    1. ABAC disse:

      Olá, Manoel.

      O valor do crédito deverá corresponder ao da data da contemplação, acrescidos dos respectivos rendimentos. Lembramos que, quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. A rentabilidade tem início até o terceiro dia útil após a contemplação e término no último dia útil anterior ao da utilização do crédito. Dentre os tipos de aplicação possíveis estabelecidas pelo Banco Central (BC), os próprios consorciados escolhem, na primeira assembleia geral ordinária do grupo, aquela que será utilizada no grupo.

      Abraços

  25. manoel messias soares carvalho disse:

    BOM DIA

    1. ABAC disse:

      Bom dia para você também, Manoel! 😉

  26. Pedro Luiz disse:

    Olá!

    Fiz um consorcio onde o valor do bem era de R$ 38.242,00 dividido em 55 parcelas, na parcela de numero 02 já pude dar um lance e ser contemplado, assim utilizando tal carta. Na parcela de numero 35 efetuei a quitação de meu consorcio (antecipando demais saldo) neste momento o valor do bem já era de R$ 47.239,78 (diferença de R$ 8997,78), pergunta é: tenho direito há alguma restituição de valores os quais paguei a mais (diferença entre carta contratada inicialmente para valor do bem na quitação do mesmo)?

    Abs.

    1. ABAC disse:

      Olá, Pedro.

      Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Mesmo que você já tenha sido contemplado, sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos) para que os participantes que ainda não foram possam adquirir o bem ou serviço contratado, assim como você. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Para saber mais, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraços

  27. Andreas disse:

    Gostaria de saber como é o reajuste do consórcio, ex. Tenho uma carta de crédito de 100.000,00 em 100 parcela, depois de 1 ano é reajustado em 5% , ela irá passar para 105.000,00, como se dá o cálculo da nova parcela, o valor já pago abate em algum valor, ou somente atualiza o valor e divide pelos meses restantes? E se possível vocês tem uma planilha de exemplo para melhor entendimento

    1. ABAC disse:

      Olá, Andreas.

      O Sistema de Consórcios é controlado e administrado em porcentagem do preço do bem ou serviço contratado. Portanto, todo crédito, assim como todo débito, será traduzido em percentual, relativamente ao preço do bem ou serviço vigente na data da Assembleia Geral Ordinária do grupo. No exemplo apresentado por você, a prestação também será reajustada em 5%. Assim, se a sua parcela era de R$ 1.000 (R$ 100 mil em 100 parcelas), ela passará a ser R$ 1.050. Nada acontece com as parcelas já pagas.

      Vale destacar que no seu exemplo apenas foi considerado o valor do fundo comum, ou seja, o valor do crédito. No consórcio também é paga uma taxa de administração e, se contratados, fundo de reserva e seguros, que são expressos em percentuais e calculados com base no valor do crédito. Assim, da mesma forma como a contribuição ao fundo comum aumenta ou diminui com a atualização do crédito, esses demais valores também serão ajustados.

      Para entender melhor como é constituída a parcela do consórcio, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/o-valor-da-prestacao-consorcio-muda#blog;

      Abraços

  28. fui contemplado dia 01/03/2013 no valor de R$ 86.000,00 e não utilizei o credito, gostaria de saber qual o juros que tenho direito e quanto daria o valor até hoje deste credito.

    1. ABAC disse:

      Olá, Valdemar.

      O valor do crédito, após a contemplação, deixa de ser atualizado e passa a ter rendimentos financeiros até a sua utilização, podendo ser aplicado em títulos públicos federais, em fundos de investimentos e em fundos de investimentos em cotas de fundos de investimentos constituídos sob a forma de condomínio aberto, classificados como fundos de curto prazo e fundos referenciados, conforme determina o Banco Central do Brasil, órgão que fiscaliza e normatiza o Sistema de Consórcios. Para saber o valor atual do seu crédito, você deverá consultar a sua Administradora.

      Abraços

  29. Fábio disse:

    boa tarde, fui contemplado em uma carta de crédito de R$106.000,00 na nona parcela. Qual índice é usado para corrigir o valor da carta crédito? li o contrato e lá consta que será conforme a legislação, mas qual legislação, como descubro isso? obrigado

    1. ABAC disse:

      Olá, Fábio.

      No consórcio, o valor do crédito a ser disponibilizado é atualizado pelo valor do bem ou serviço de referência ou por um índice estabelecido no contrato. Após a contemplação o valor deixa de ser atualizado e passa a ter rendimentos financeiros até a sua utilização pelo consorciado, podendo ser aplicado: em títulos públicos federais, em fundos de investimentos e em fundos de investimentos em cotas de fundos de investimentos constituídos sob a forma de condomínio aberto, classificados como fundos de curto prazo e fundos referenciados, conforme o determinado no artigo 6º da Circular nº 3.432/2009 editada pelo Banco Central do Brasil (veja aqui: http://www.bcb.gov.br/pre/normativos/circ/2009/pdf/circ_3432_v3_P.pdf), órgão que fiscaliza e normatiza o Sistema de Consórcios.

      Abraços

  30. Tem alguma possibilidade de retirar o reajuste do INCC apos ser Contemplado ?

    1. ABAC disse:

      Olá, Rafael.

      Mesmo que você já tenha sido contemplado, sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos) para que os participantes que ainda não foram possam adquirir o bem ou serviço contratado, assim como você. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Para saber mais, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog

      Abraços

  31. Romário Beckman disse:

    Pretendo fazer um consórcio, minhas dúvidas:
    1. Após a aquisição do bem no consórcio (imóvel ou veículo), os valores das prestações continuam sendo atualizadas?
    2. Se o valor do bem for menor (decidir por outro bem de menor valor para compra) posso solicitar o reembolso ou solicitar o valor da carta de crédito?

    Obrigado

    1. ABAC disse:

      Olá, Romário.

      Sim, mesmo que você já tenha sido contemplado, a sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isto ocorre para que todos os participantes de seu grupo possam adquirir o bem contratado, assim como você, independentemente de quando serão contemplados. Para saber mais, leia o post http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Se o consorciado adquirir um bem ou contratar um serviço de preço inferior ao valor do crédito contratado, a diferença poderá ser utilizada, a critério do consorciado, para: (i) pagamento de obrigações financeiras, vinculadas ao bem ou serviço, até o limite de 10% (dez por cento) do valor do crédito objeto da contemplação, relativamente às despesas com transferência de propriedade, tributos, registros cartoriais, instituições de registro e seguros; (ii) quitação das prestações vincendas na forma estabelecida no contrato e (iii) devolução do crédito em dinheiro ao consorciado quando suas obrigações financeiras estiverem integralmente quitadas.

      Abraços

  32. Felipe disse:

    Boa noite estou qerendo fazer consórcio e valor da carta 38590 se for comteplado e nao quiser pegar o bem, o valor da carta fica em rendimento qual seria o rendimento um exemplo de anos comteplado desse valor?

    1. ABAC disse:

      Olá, Felipe.

      Sim, o crédito contemplado terá rendimentos até a sua utilização, sendo a modalidade de aplicação definida pelos integrantes do grupo na primeira assembleia geral ordinária. Conforme determinação do Banco Central do Brasil, órgão que fiscaliza e regulamenta o Sistema de Consórcios, o crédito pode ser aplicado em: títulos públicos federais, em fundos de investimentos e em fundos de investimentos em cotas de fundos de investimentos constituídos sob a forma de condomínio aberto, classificados como fundos de curto prazo e fundos referenciados.

      Abraços

  33. Paulo Henrique disse:

    Contratei um consórcio no valor do bem de 35 mil. Fui contemplado e já adquiri o bem.
    Continuo pagando minhas parcelas, mas hoje o bem está avaliado em 43 mil e consequentemente as parcelas estão aproximadamente 20% mais caras.
    No final do consórcio terei pago por um bem de 43 mil mas adquirido um de 35.
    Minha dúvida é: ficarei no prejuízo destes 8 mil a mais que paguei?

    1. ABAC disse:

      Olá, Paulo.

      Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Mesmo que você já tenha sido contemplado, sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos) para que os participantes que ainda não foram possam adquirir o bem ou serviço contratado, assim como você. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Para saber mais, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog

      Abraços

  34. Mauricio disse:

    Bom dia. Estou avaliando um consorcio de imoveis no valor de 240.000 reais em 180 meses. Supondo que fosse premiado e utilizado o valor no primeiro mês e supondo uma correção de parcelas por INCC de 7% ao ano com taxa de adm de 20% e fundo de reserva de 5%, cheguei em um valor final de gasto total em 15 anos de 550.000 reais. Será que estou calculando certo?

    1. ABAC disse:

      Olá, Maurício.

      Nas condições informadas, você pagará um valor equivalente a R$ 502.580,44, com prestação inicial de R$ 1.666,67, com prestação média durante o período de R$ 2.792.11 e com prestação final de R$ 4.297,56.

      Abraço

  35. Mário disse:

    Bom dia. Recebi como 39 mil de crédito como valor de bem. Hoje o valor de bem que estou pagando é 45 mil. Sei que essa diferença é para manter o poder aquisitivo dos consorciados. Uma dúvida: no fim do grupo, para onde vai esse dinheiro, já que cada um paga pelo aumento do seu bem?

    1. ABAC disse:

      Olá, Mario.

      Você está certo quanto à necessidade de se manter o poder aquisitivo do grupo. Por essa razão, as prestações são fixadas em percentual do valor do bem ou serviço referenciado no contrato. Assim, na data estabelecida para as contemplações (Assembleias Gerais Ordinárias), o grupo terá arrecadado o valor necessário para disponibilizar os créditos aos contemplados. Por exemplo: imagine um grupo de 100 pessoas com crédito no valor de R$ 100 mil. Com o pagamento de todos no mês, o grupo terá R$ 100 mil para contemplar um integrante. Agora esse crédito sofreu um aumento de 10%, passando para R$ 110 mil, bem como a prestação de todos, que subiu para R$ 1100. Com o pagamento da prestação atualizada por todos os 100 participantes, o grupo terá R$ 110 mil no mês para contemplar um novo integrante no valor atualizado. Mario, esse é apenas um exemplo simplificado para que você entenda o cálculo, OK?

      De qualquer forma, quando do encerramento do grupo, caso haja saldo no fundo comum (decorrente do rendimento de aplicações financeiras, cobrança de multas, redução do valor do bem, dentre outros fatores possíveis) e, se for o caso, no fundo de reserva, este será distribuído proporcionalmente entre todos os consorciados que cumpriram com suas obrigações contratuais.

      Abraços

  36. amadeu disse:

    boa noite eu fui contemplado nun consocio ja ate recebir o bem so que o valor do bem teve reajuste o consocio devolve o a diferença por causa do aumento

    1. ABAC disse:

      Olá, Amadeu.

      Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Mesmo que você já tenha sido contemplado, sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos) para que os participantes que ainda não foram possam adquirir o bem ou serviço contratado, assim como você. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Para saber mais, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraços

  37. Selma disse:

    Ola. Boa noite. Fiz um consórcio de uma moto fazer 150 SED no valor de 8. 762. 00. Fiz em 36× Agora ta no valor de 10. 736. 00 e fslta 7 prestacoes para terminar de pagar. Nao queri pegar a moto. Quero oegar uma carta de credito. Qual seria o valor da carta de credito. E o mesmo valor do ben do contrato inicial de 8. 762 ou 10. 736

    1. ABAC disse:

      Olá, Selma.

      Você terá direito ao crédito vigente na data da assembleia geral ordinária de sua contemplação, somado aos rendimentos referentes à sua aplicação financeira (conforme estabelecido em contrato) desde o terceiro dia útil após a contemplação até a data de sua utilização. No consórcio, você tem total liberdade para comprar a moto indicada em seu contrato ou optar por outro bem, desde que pertencente à mesma categoria, como outra moto ou até mesmo um automóvel. Você ainda pode retirar o valor do crédito em dinheiro 180 dias após a contemplação e caso tenha quitado todo o seu saldo devedor, conforme estabelecido em normativo do Banco Central.

      Abraços

  38. WAGNER FALANGO disse:

    FUI CONTEMPLADO EM UM CONSÓRCIO, QUANDO USEI A CARTA DE CRÉDITO O VALOR ERA DE R$ 30.000,00, MAS AGORA O VALOR DO BEM ESTÁ EM R$ 34.000,00, ESSA DIFERENÇA EU TENHO DIREITO AO REEMBOLSO?

    1. ABAC disse:

      Olá, Wagner.

      Não haverá diferenças a serem pagas ou restituídas. Mesmo que você já tenha sido contemplado, sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos) para que os participantes que ainda não foram possam adquirir o bem ou serviço contratado, assim como você. Consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Para saber mais, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraços

  39. Lucas disse:

    Para consórcio de imóveis, gostaria de saber se a correção anual pelo INCC se aplica ao saldo devedor, quando já contemplado e amortizado parcial, ou sobre o valor da carta de crédito?

    1. ABAC disse:

      Olá, Lucas.

      O índice de correção é aplicado sobre o valor do crédito contratado e não sobre o saldo devedor. Isso ocorre para manter o poder de compra do grupo e permitir que todos os consorciados, quando contemplados, tenham acesso a cartas de crédito atualizadas. Para saber mais sobre atualização do crédito e das parcelas, leia também: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/o-valor-da-prestacao-consorcio-muda#blog.

      Abraço!

  40. Tiago Santos de Araujo disse:

    Bom dia, Estou com uma duvida com essa informação:

    “É importante não confundir atualização do valor do crédito com rendimentos financeiros. A atualização é feita somente até a data de contemplação, independentemente da data em que o crédito for utilizado pelo consorciado, enquanto o rendimento financeiro é acrescido a partir da contemplação. Dessa forma, se você resolver utilizar o crédito um ano após ser contemplado, terá direito ao crédito considerado no dia da assembleia de contemplação mais o seu rendimento financeiro durante esse ano.”

    Meu automóvel continua tendo atualizações no crédito mesmo depois de eu ter sido contemplado e já esta com o veiculo.

    Isso é legal? Essas atualizações não deveriam parar assim que eu estivesse com meu automóvel em mãos? Comprei um carro de 40 e estou pagando um de 52 pois ja tive 3 reajustes.

    Alguem pode me ajudar?

    1. ABAC disse:

      Olá, Tiago.

      As atualizações deverão ocorrer até o encerramento do grupo, já que o consórcio é uma forma colaborativa de adquirir bens e serviços. Mesmo que você já tenha sido contemplado, a sua prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isto ocorre para que todos os participantes de seu grupo possam adquirir o bem contratado. Da mesma forma como todos contribuíram para que você pudesse ser contemplado. Para saber mais, leia nosso post: Já fui contemplado e o crédito do consórcio mudou. O que acontece?, no link: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraços

  41. Jorge Ávila disse:

    Olá!
    Fui contemplado por sorteio no dia 14/02/2017, tendo já pago 50/80. Recebi em seguida o kit de contemplação. Fui fazer uma pesquisa dos veículos ao qual tinha interesse, porém resolvi esperar mais um tempo para usar o crédito da carta, pois achei os preços dos veículos nesse período altos.
    Liguei para a administradora do consórcio e fui informado que a carta fica rendendo 0,002 ao dia.
    Gostaria de saber na prática como isso funciona, pois esqueci de tirar a dúvida de que forma esse rendimento retorna para mim. Se eu quiser usar a carta daqui há 5 meses, por exemplo? Tendo uma carta de crédito no valor de 35.200, e se esse rendimento se dará num possível aumento da carta ou na diminuição dos valores das parcelas ainda a vencer?

    1. ABAC disse:

      Olá, Jorge.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. A rentabilidade tem início até o terceiro dia útil após a contemplação e término no último dia útil anterior ao da utilização do crédito. Portanto, com essa rentabilidade o valor da carta de crédito aumentará.

      Abraços

  42. creuza disse:

    tenho um amigo que fez um consorcio e apos um m tempo deu o lance so que o valor do lance não foi retirado nem no valor das parcelas e nem na quantidade de parcelas, gostaria de saber se isso esta correto?

    1. ABAC disse:

      Olá, Cleuza.

      Para que possamos ajudar seu amigo, precisamos de mais informações. Por favor, solicite a seu amigo que encaminhe para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da administradora de consórcios, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso, OK?

      Abraços

  43. André Perin disse:

    Olá, gostaria de saber qual seria a melhor opção para no cenário atual do mercado.
    eu dei um lance embutido e serei contemplado ainda esse mês.
    apos a contemplação, minha a duvida é: deixar o valor da carta rendendo no banco ou cancelar a contemplação e dar novo lance futuramente e pegar a atualização do valor do crédito?

    1. ABAC disse:

      Olá, André.

      Desconhecemos as regras estabelecidas em seu contrato, mas podemos afirmar que o cancelamento de contemplação só ocorre no caso de inadimplência da cota contemplada e desde que deliberado em Assembleia. Recomendamos que você obtenha mais informações junto à Administradora.

      Abraço

  44. Luciano Pereira dos Santos disse:

    Bom dia! Tenho um consorcio de 55 parcelas no valor total do bem de 10.000,00 (dez mil) já paguei 32 parcelas, e ainda devo 7.000,00 está correto isso? Porque esta parecendo financiamento!

    1. ABAC disse:

      Olá, Luciano.

      Para que possamos ajuda-lo, precisamos de mais informações. Por favor, encaminhe para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da administradora de consórcios, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso.

      Abraços

  45. Arthur disse:

    Bom dia caros amigos da ABAC.

    Tenho duas dúvidas. Estou recebendo a transferência de um consórcio para uma carta de crédito de R$350.000,00 com pagamento em 192 meses sendo que faltam 171 parcelas, o valor da parcela hoje é de R$2.675,00. Gostaria de ter uma projeção do valor médio das parcelas no curso do plano e uma estimativa do valor da parcela final.

    Além disso, gostaria de saber como funciona a restituição do valor pago caso cancele o plano. O valor já pago (aproximadamente R$30.000,00) será corrigido pelo INCC até que eu seja sorteado dentre os excluídos ou ao fim do consórcio ou por conta do cancelamento essa correção deixa de existir e eu receberei ao ser sorteado ou ao fim do consórcio o valor defasado.

    Muito obrigado por vossa atenção.

    Saudações Arthur

    1. ABAC disse:

      Olá Arthur.

      Primeiramente, esclarecemos que o Departamento de Atendimento da ABAC somente esclarece dúvidas sobre a legislação pertinente ao Sistema de Consórcios, não fazendo projeções a qualquer título. Por outro lado, nos termos da Lei 11.795/2008, o consorciado excluído terá direito à restituição da importância paga ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem), quando de sua contemplação pela modalidade sorteio. O consorciado receberá seu crédito parcial atualizado nos termos do artigo 30 da Lei acima mencionada, cujo valor deve ser calculado com base no percentual amortizado a titulo de fundo comum, vigente na data da assembleia de contemplação, acrescidos dos rendimentos da aplicação financeira a que estão sujeitos os recursos dos consorciado enquanto não utilizados pelo participante. Vale registrar que não serão restituídos valores pagos referentes à taxa de administração e fundo de reserva e/ou seguros, se contratados, e é possível ainda que seja aplicada uma cláusula penal por quebra do contrato.

      Abraços

  46. Oliveira disse:

    Boa noite, tenho um consórcio contemplado, fui contemplado no dia 14 de outubro de 2016, valor de minha carta foi de 33.150,00. Tenho 3 dúvidas:

    1. Valor da minha carta no dia de hoje 30 de março de 2017, ainda não utilizei ela ?

    2. No mesmo mês de outubro de 2016 entreguei toda documentação e foi aprovado o credito para que eu pudesse retirar o veículo como: contrato de alienação, contrato de contemplação e carta de avaliação, esses mesmos documentos ainda posso utilizar eles, ou os mesmos tem um prazo de validade, de quantos meses, para que eu utilize na aquisição de um veículo, ou vou ter que reenviar tudo novamente para fazer analise de credito, consulta SPC, etc. como fiz na primeira vez em outubro ?

    3. Quero adquirir um veículo usado, tem alguma restrição de vida do veículo, como por exemplo até 5 anos, ou posso pegar um veículo mais velho, não sei, tipo estamos em 2017 até qual ano para trás posso adquirir o veículo com a carta de crédito, fiz consórcio para aquisição de veículo novo, mas com o valor do crédito, tenho que comprar um mais velho que seja de meu agrado ?

    Consórcio da Disal

    1. Oliveira disse:

      até agora estou esperando uma resposta para minhas dúvidas, notei que respondeu no dia 14 de abril a outro e ja faz um mes e até agora nada do meu ?????

      1. ABAC disse:

        Olá, Oliveira.

        Com relação aos itens 1 e 2, você deve entrar em contato com a Administradora, pois somente ela poderá responder às suas questões.
        Com relação ao tem 3, a aquisição de veículo usado é possível. No entanto, as Administradoras costumam estabelecer limite quanto ao ano de fabricação, bem como outras regras a serem seguidas para aquisição de veículo usado. Recomendamos a leitura do seu contrato ou contato direto com a Administradora.

        Abraços

  47. Cristina Araujo disse:

    Gostaria de uma orientação. Em 2009 eu e meu marido decidimos optar por fazer um consorcio de imóvel, e entramos com 3 cotas No meio do caminho desistimos, chegamos a pagar mais ou menos 26 mil. E agora em janeiro encerrou o grupo e fomos atras de receber o valor que havíamos pago, sabíamos dos descontos de taxas de aproximadamente 25%, no entanto recebemos menos de 1/3 do valor pago (+- 8.500,00). Ficamos perplexos, essa conta está correta? Por que recebemos tão pouco?

    1. ABAC disse:

      Olá, Cristina.

      A forma e condições de devolução de quantias pagas por desistente/excluído do consórcio estão previstas no contrato. Caso queira informação adicional, favor enviar para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da administradora de consórcios, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso.

      Abraços

  48. Fabio disse:

    Olá, entrei num consórcio yamaha ontem, para adquirir uma moto no valor de R$23,00 ( 60 meses ) É possível eu alterar o valor da carta de crédito para 31.000? Desde já agradeço

    1. ABAC disse:

      Olá, Fábio.

      Caso não tenha sido contemplado e seu grupo tenha categorias diferentes de créditos, você poderá solicitar a alteração do valor do crédito. Entretanto, a Administradora de Consórcio fará uma avaliação técnica podendo atender ou não o seu pedido.

      Abraços

  49. Regis rossi disse:

    Boa tarde
    Pedi uma redução no valor de minha carta de crédito e a empresa me reduziu muito pouco não chegando ao valor que tenho condições de pagar. Há alguma lei que limita o valor dessa redução? Eles podem se negar a reduzir sendo que receberei também uma carta de menor valor?

    1. ABAC disse:

      Olá, Regis.

      A Administradora de Consórcios não tem a obrigação de reduzir o valor do crédito e, consequentemente, o valor da prestação. Para verificar a possibilidade de redução do crédito, a Administradora fará uma avaliação técnica junto ao grupo que você participa. Isso porque, se o grupo for de preços diferenciados, o crédito de menor valor não pode ser inferior a 50% do crédito de maior valor. Por exemplo, se o crédito de maior valor for R$ 100 mil, o menor crédito não poderá ser inferior a R$ 50 mil. Assim, se o valor de seu crédito for o menor do grupo, a Administradora estará impedida de reduzir o crédito da cota.

      Abraços

  50. Maria Israeline disse:

    Olá, ótimas informações, mas gostaria de saber por exemplo , fui contemplada em apenas cinco meses de consórcio, eles falam que não irão liberar o crédito,será necessário pagar mais seis meses eles podem bloquear esse crédito mesmo sem o meu nome estar sujo.Na venda do consórcio não foi informado essa burocracia a mim.O quê posso fazer nesse caso? Desde já obrigada.

    1. ABAC disse:

      Olá, Maria.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, envie para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da administradora de consórcios, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso.

      Abraços

  51. Raissa disse:

    Se possuo, por exemplo, duas parcelas em atraso do meu consórcio e no terceiro mês, a carta de crédito sofre reajuste. É correto essa atualização cair também sobre as parcelas em atraso, referente aos dois meses anteriores ao reajuste?

    1. ABAC disse:

      Olá, Raissa.

      A referência do consórcio é o valor do bem objeto do contrato vigente no dia da assembleia geral ordinária, mesmo que você já tenha sido contemplado e utilizado seu crédito. Deste modo, as prestações sempre deverão ser pagas com base no preço atualizado do bem básico objeto do contrato, mesmo aquelas que estão pendentes de pagamentos.

      Abraço

  52. Wellington disse:

    Prezados,

    Tenho um consórcio mais leve, no qual você pode optar pelo saldo total do bem (44,150) ou parcial (-25% = 28.800,00) , fui contemplado por sorteio e optei pelo saldo parcial, porém o saldo das parcelas e do bem estão sendo reajustadas pelo valor total do bem. Isto está correto?

    Desde já agradeço pelo apoio

    1. ABAC disse:

      Olá, Wellington.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, encaminhe para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da Administradora, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso.

      Abraços

  53. wanderson disse:

    Porque não consigo pagar prestações de trás para frente com desconto, como no financiamento?

    1. ABAC disse:

      Olá, Wanderson.

      No financiamento ocorre a redução proporcional dos juros em caso de quitação antecipada, na forma do artigo 52, do Código de Defesa do Consumidor. Em Sistema de Consórcios não existem juros, mas sim taxa de administração. A possibilidade ou não de antecipação de pagamentos deve constar no contrato. Quanto ao eventual abatimento da taxa de administração, consulte a Administradora de Consórcios.

      Abraço

  54. Clelia Maria Brumatti Silveira disse:

    Dei um lance e fui contemplada, qual a melhor optação refinanciar a divida ou abater o lance no prazo .

    1. ABAC disse:

      Olá, Clélia.

      Em Sistema de Consórcio não existe refinanciamento da dívida. Dependendo das regras estabelecidas pela administradora em contrato, com o valor pago no lance poderá ser quitado o saldo devedor da seguinte forma: (i) na ordem direta, em que são abatidas as próximas parcelas a vencer e retomado o pagamento quando os recursos do lance terminarem; (ii) na ordem inversa, em que é abatida da última parcela até a primeira e (iii) na diluição do valor do lance em todas as parcelas vincendas.

      Abraço

  55. celio disse:

    o grupo do meu consorcio terminou tem 6 meses , o valor e corrigido ate o momento que eu pedir o resgate ? e tem prazo maximo pra resgatar

    1. ABAC disse:

      Olá, Célio.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, encaminhe para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da Administradora, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a Administradora para apurar o seu caso, Ok?

      Abraço

  56. Lara disse:

    Olá, tenho consorcio imobiliário e preciso do valor em espécie. No próximo mês pretendo quitar meu consórcio e solicitar o dinheiro. Soube que o valor demora 180 dias para estar disponível em minha conta. Qual calculo é utilizado para eu saber o rendimento diário durante esses 6 meses de espera? Obrigada!

    1. ABAC disse:

      Olá, Lara.

      Para recebimento do crédito em dinheiro, além da quitação da cota, a mesma deve estar contemplada. É da data de contemplação que se conta o prazo de 180 dias para a liberação do crédito em espécie. Maiores detalhes quanto ao tipo de aplicação do crédito, bem como o respectivo cálculo de rendimentos, poderão ser obtidos diretamente na Administradora de Consórcios.

      Abraço

  57. Paulo Peixoto disse:

    Olá. Boa noite.
    Contratei um consórcio e fui contemplado.
    O valor do crédito foi de R$38.000,00.
    Verifiquei que o valor da parcela aumentou porque o valor do bem aumentou para R$43.000,00.
    Suponhamos que o valor do bem aumente para R$70.000,00 (joguei beeeemmm pra cima rsrsrs) se isso acontecer eu vou ter que pagar por este novo valor?
    Percebi que o consórcio é infelizmente uma furada para quem é contemplado no início, pois o valor sempre aumenta.
    Desde já agradeço se puder responder.

    1. ABAC disse:

      Olá, Paulo.

      Em Sistema de Consórcios, o valor do crédito é atualizado na forma estabelecida em seu contrato. Com atualização do crédito as prestações também se alteram na mesma proporção. Portanto, essa regra se aplica a todos os participantes do grupo.

      Abraço

  58. Fiz um consorcio valor 29544,00…fui contemplado e me deram uma carta de 17430,00.Acabei de pagar 52 prestação de 345,00…valor fechou, tenho que continuar pagando ainda?

  59. Uilliane Torres disse:

    Bom dia. Meu esposo entrou em um consorcio de veiculo e foram passadas as seguintes informações:
    1- o consorcio era de um veiculo no valor de r$ 62,090,00;
    2-Valor das parcelas – r$ 1200,00
    3-Que ele poderia optar em receber a metade do valor, o que reduziria para a metade o valor da parcela, ou seja, 606,00
    4 – o valor das parcelas seria fixas;
    5 – A taxa de administração de 16% seria cobrados no ato do lance;
    Ocorre que, ele foi deu o lance de 11.500,00 e nas primeiras parcelas ele realmente efetuou o valor das parcelas em 612,00.
    Vendo o contrato com maior atenção, ele esta pagando o valor integral do credito que na ultima atualização esta em 67.790,00.
    Isso esta correto???

    1. ABAC disse:

      Olá, Uilliane.

      Para que possamos ajudá-la, precisamos de mais informações. Por favor, encaminhe para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da Administradora, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a Administradora para apurar o seu caso.

      Abraço

  60. Pablo disse:

    Fui cintemplado no meu consorcio da embracon uma carta de 84600, recebi e comprei meu carro, no mês seguinte o valor da carta foi atualizado para 96900 e minhas parcelas aumentaram 200 reais esmo apos recebido o bem. Esse dinheiro a mais que estou pagando é pior que juros. É legal isto mesmo após recebido o bem?

    1. ABAC disse:

      Olá, Pablo.

      Em Sistema de Consórcios, o valor do crédito é atualizado na forma estabelecida em seu contrato. Com atualização do crédito as prestações também se alteram na mesma proporção. Esclarecemos que esse procedimento é legal, mesmo após a contemplação e aquisição do bem. Portanto, não se trata de juros, mas sim de atualização do crédito conforme estabelecido em contrato.

      Abraço

  61. Roberto disse:

    Boa noite,
    Fui contemplado no consórcio mas não pretendo do usar a carta de crédito. Faltam 07meses para a última parcela. Gostaria de saber quando posso sacar em dinheiro o valor da minha carta de crédito. Tem prazo para a administradora depositar o dinheiro na minha conta, caso seja possível? Até lá minha carta de crédito contemplada fica aplicada?Obrigado

    1. ABAC disse:

      Olá, Roberto.

      O recebimento do valor do crédito em dinheiro está condicionado à quitação da cota e ao prazo de 180 dias após a contemplação. Por outro lado, quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. A rentabilidade tem início até o terceiro dia útil após a contemplação e término no último dia útil anterior ao da utilização do crédito.

      Abraço

  62. Vânia disse:

    Fis um consórcio de 72 meis que era descontando na minha conta por motivo de desemprego paguei só 30 pacela minhas conta estar.negativadas e agora foi contemplado qual valor a receber

    1. ABAC disse:

      Olá, Vânia.

      O consorciado desistente terá direito à restituição da importância paga ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem). Vale registrar que não serão restituídos valores pagos referentes à taxa de administração e fundo de reserva e/ou seguros. Portanto, a base de cálculo para restituição de valores ao consorciado excluído é o percentual amortizado ao fundo comum sobre o valor do bem na data da contemplação por sorteio, sendo ainda possível que seja aplicada uma cláusula penal por quebra do contrato.

      Abraço

  63. Anderson disse:

    Tenho uma carta de crédito contemplada a 4 meses, devido as várias atividades diárias ainda não tive tempo de pegar meu carro, vou fazer lo no fim deste mês. Conforme o texto, tenho direito a receber 4 meses de juros do sobre o valor da minha carta. Gostaria de saber se estou correto. Obrigado

    1. ABAC disse:

      Olá, Anderson.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. A rentabilidade tem início até o terceiro dia útil após a contemplação e término no último dia útil anterior ao da utilização do crédito.

      Abraço

  64. Thiago disse:

    Quais são as opções para investimento na cota contemplada não faturada? Quais são os critérios da administradora para a escolha do indexador do investimento?

    1. ABAC disse:

      Olá, Thiago.

      Conforme normativo do Banco Central do Brasil, os recursos podem ser aplicados em títulos públicos federais registrados no SELIC, em fundos de investimentos e em fundos de investimentos em cotas de fundos de investimentos constituídos sob a forma de condomínio aberto, classificados como fundos de curto prazo e fundos referenciados. O tipo de aplicação é determinado pelo grupo na primeira Assembleia Geral Ordinária.

      Abraço

  65. Alex disse:

    Depois que utilizei carta de credito minhas parcelas dispararam, ela deve msm ser corrigida pela fipe?

    1. ABAC disse:

      Olá, Alex.

      Em Sistema de Consórcios, o valor do crédito é atualizado na forma estabelecida em contrato, antes e após a contemplação. Portanto, consulte seu contrato para constatar a forma de atualização das prestações.

      Abraço

  66. Elismar disse:

    Tenho um consórcio de carro da wolksv, gostaria de saber se ao final do consórcio eu posso pegar em dinheiro o valor da carta de crédito ou sou obrigado a pegar um veículo, mesmo sendo esse seme novo?

    1. ABAC disse:

      Olá, Elismar.

      Sim, é possível solicitar a liberação do crédito em espécie quando do encerramento do grupo. Você também pode retirar o crédito em dinheiro 180 dias após a data da contemplação, desde que a cota esteja integralmente quitada.

      Abraço

  67. Glênison disse:

    Boa noite, gostaria de sanar minha dúvida. Fiz um consórcio, com carta de crédito de 32.600 e fui contemplado por lance, no primeiro lance e comprei o carro, vinha pagando certas parcelas, porém foi reajustado o valor do bem para 33.800 concequentemente o valor das parcelas aumentaram, mais fui me informar sobre o bem vinculado ao consórcio e descobri que tinha mais de um ano que saiu de linha, mais nos meus boletos não me informaram nenhuma substituição de bem, ainda nessa data continua vindo o mesmo que contratei e saiu de linha, liguei e me informaram que substituiram em assembléia, “repito, não
    fui informado dessa substituição e ainda vem o mesmo bem nos boletos.
    Isso é devido?

    1. ABAC disse:

      Olá, Glênison.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, encaminhe para o e-mail falecom@abac.org.br o nome da Administradora, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso, OK?

      Abraços

  68. Ana Elisa Simões Mota disse:

    Bom dia! Fiz um consórcio imobiliário w paguei somente 6 parcelas e cancelei. Só receberei o valor pago no encerramento do grupo. Gostaria de saber como será a retabilidade desse valor durante esse período que ficará parado?

    1. ABAC disse:

      Olá, Ana.

      Nos contratos firmados após fevereiro/2009, consorciado desistente terá direito à restituição da importância paga ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem), através de sorteio, o que pode acontecer a qualquer momento até o final do grupo. Não serão restituídos valores pagos referentes à taxa de administração e fundo de reserva e/ou seguros. Até a data da contemplação, o fundo comum pago nas seis parcelas (convertido em percentual do crédito contratado) será atualizado conforme explicado no texto acima. Os rendimentos acontecem após a contemplação, no período entre a data da assembleia e a data de liberação do crédito. Vale destacar que é possível ainda que seja aplicada uma cláusula penal por quebra de contrato.

      Abraços

  69. César disse:

    Da contemplação à utilização do crédito

    Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado.

    Vocês dizem rendimentos líquidos a favor do consorciado. Então não incide nenhuma cobrança de Imposto de Renda? Devo receber 100 por cento do rendimento que tiver aplicado?

    1. ABAC disse:

      Olá, César.

      Você não receberá o rendimento bruto, ou seja, a totalidade do rendimento que tiver aplicado, mas sim o rendimento líquido, depois de deduzidas taxas e impostos.

      Abraços

  70. Agnaldo disse:

    Olá. Bom dia tenho uma dúvida meu grupo de consórcio foi encerrado e recebe uma carta inormando para quer eu mim dirigisse aterro uma agencia bancária para retirada de valores .quanto seria esse valores no prazo de 2 anos e 10 meses.Obrigado

    1. ABAC disse:

      Olá, Agnaldo.

      Consulte a Administradora de Consórcios para tomar conhecimento do valor a ser restituído. A ABAC não possui essa informação.

      Abraço

  71. Ezequiel Lima disse:

    Após contemplação, qual a porcentagem de lucro vou ter se o meu crédito continuar investido.

    1. ABAC disse:

      Olá, Ezequiel.

      Esclarecemos que o Departamento de Atendimento da ABAC somente esclarece dúvidas sobre a legislação pertinente ao Sistema de Consórcios, não fazendo projeções sobre rendimentos do crédito investido no mercado financeiro. Consulte a Administradora para obter detalhes quanto à aplicação financeira do seu crédito.

      Abraço

  72. Rodrigues disse:

    Fui contemplado na assembleia 58 (de 80) do grupo no qual faço parte, na ocasião ficaram disponiveis em torno de 49.000,00 porem optei por não mexer uma vez que ja possuia veiculo. Dentro de 6 meses meu grupo encerra, sendo assim esses 49mil tera rendimento de 22 meses mais o fundo de reserva, confere? É normal elas dizerem que esse fundo de reserva é 0 diante do atual cenário economico?

    Obrigado.
    Rodrigues

    1. ABAC disse:

      Olá. Rodrigues.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. A rentabilidade tem início até o terceiro dia útil após a contemplação e término no último dia útil anterior ao da utilização do crédito. Já o Fundo de Reserva somente será rateado entre os consorciados ao encerramento do grupo se houver saldo disponível, já que esse fundo é utilizado, dentre outras circunstâncias, para cobrir eventual insuficiência de recursos do fundo comum em decorrência da inadimplência de consorciados. Sua Administradora fará prestação de conta quando do enceramento do grupo.

      Abraços

  73. Vagner disse:

    Fiz um consórcio de imóvel e fui contemplado no valor de 210.000… Mas o imóvel que estava de olho foi vendido… Achei um bom e mais barato no valor 175.000,00… Posso usar o valor somente de 175.000,00 e usar o restante para abater partes da parcelas?

    1. ABAC disse:

      Olá, Vagner.

      O restante poderá ser utilizado, a seu critério, para quitação das prestações vincendas na forma estabelecida em contrato e para o pagamento de obrigações financeiras, até o limite de 10% do valor do crédito, referente às despesas com transferência de propriedade, tributos, registros cartoriais, instituições de registro e seguros.

      Abraços

      1. Luiz disse:

        Fui contemplado num consórcio em dez 2015 e nao fiz a retirada do bem. Ainda restam 7 parcelas do meu consórcio. Ao final das minhas parcelas devo receber o valor do bem? Ou terei que adquirir o bem? Ou será que a admistradora me pagará o valor integral? E se for terei rendimento desde a data da contemplação?

        1. ABAC disse:

          Olá, Luiz.

          Após a quitação de suas obrigações para com o grupo, você poderá resgatar o valor do crédito em dinheiro. Você terá direito ao valor do crédito à época da data da contemplação, acrescidos dos respectivos rendimentos financeiros.

          Abraço

  74. Eu sou desistente do consórcio n do contrato: 002455364

    1. ABAC disse:

      Olá, Antônio.

      Nos contratos firmados após fevereiro/2009, consorciado desistente terá direito à restituição da importância paga ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem), através da modalidade sorteio. Contate sua Administradora para mais informações.

      Abraços

  75. Gabriel disse:

    Bom dia.
    Fiz um consórcio com a Embracom, paguei uma parcela, e logo fui contemplado, mas não usei a carta de crédito, e já paguei mais uma parcela. A questão é que consultor me informou, que o lance que dei de 5 mil, seriam usados para abaixar o valor da parcela, e o crédito de 27 mil caiu para 20 mil devido á um tal de lance embutido… Quase desisti do consórcio, aí o consultor me informou que se eu não usasse a carta de crédito, e fosse pagando as parcelas, meu crédito ia subindo gradativamente até alcançar o valor total da carta de crédito… Isso procede?

    1. Gabriel disse:

      Obs: a primeira parcela paguei 533,50, depois da ser contemplado e pago o lance de 5 mil, a parcela veio no mesmo valor .

      1. ABAC disse:

        Olá Gabriel.

        Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, encaminhe esse questionamento para o e-mail falecom@abac.org.br, bem como o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso, OK?

        Abraço

    2. ABAC disse:

      Dúvida respondida na continuação da pergunta, Gabriel!

      Abraço

  76. Gustavo Bassan disse:

    Tudo bem? Fui contemplado num consórcio do BB. Usei a carta de crédito do valor que precisei, em torno de 102 mil reais. Sobraram 35 mil. 10 mil eu fui ressarcido de valores pagos por mim como ITBI, certidões, escritura etc. Decidi pegar os 25 mil e diluir as parcelas que estavam em 877,00 e o gerente do banco falou que ficariam em torno de 540,00. Mas a parcela veio 614,00 e dos 25 mil que seriam usados para diluir, tiraram 2.986,00 de tx adm e 1.066,00 de fundo de reserva. Quase 4 mil reais. Isso já não estava incluído nas parcelas que eu pagava? Achei um absurdo. Não me explicaram direito. Obrigado, desde já.

    1. ABAC disse:

      Olá Gustavo.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, encaminhe esse questionamento para o e-mail falecom@abac.org.br, bem como o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso.

      Abraço!

  77. Possuo duas cartas de crédito de consórcio imobiliário já contempladas há mais de um ano. Como elas são de minha pessoa jurídica e no momento preciso incrementar nosso fluxo de caixa, resolvi negociá-las. Quero apenas repassa-las SEM ÁGIO apenas recebendo o valor já pago. Gostaria de saber como proceder e onde é melhor ofertar.

    1. ABAC disse:

      Olá, José Ildo.

      Recomendamos a leitura do post “Posso transferir meu consórcio para outra pessoa ?”, disponível no link: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/posso-transferir-o-meu-consorcio-para-outra-pessoa#blog.

      Abraço

  78. Edcarlos Varini disse:

    Tenho uma dúvida.
    Fiz um consórcio de uma certa moto, através de lance livre retirei o bem. No boleto deste mês vi que a operadora do consórcio baixou o valor do bem que ficou menor surpreendentemente 4.300,00 reais. Bem menor do que o valor que já paguei até agora que correspondia a quase 90% ou seja 30.800,00. Não é o caso de quitar o valor, pois, diminuído o valor do bem, o valor pago já é mais que o suficiente para quitação??

    1. ABAC disse:

      Olá, Edcarlos.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações. Por favor, encaminhe esse questionamento para o e-mail falecom@abac.org.br, informando ainda o nome da Administradora de Consórcios, o número do grupo e da cota e um telefone de contato. Com essas informações, nossa equipe entrará em contato com a administradora para apurar o seu caso, OK?

      Abraço

  79. Loidemar disse:

    Olá
    Alguém pode tirar uma duvida se eu fizer um consórcio de 100 meses pagando só meia parcela até o sorteio, sendo que ela dobra o preço depois da contemplação, e se eu for contemplado somente no final, minha pergunta recebo o credito total ou somente respectivo ao que paguei?

    1. ABAC disse:

      Olá, Loidemar.

      Por ocasião da contemplação, para que possa utilizar a integralidade do crédito contratado (100% do valor do bem objeto do contrato), deverá obrigatoriamente quitar a diferença recolhida a menor, na forma estabelecida em contrato. Do contrário, você receberá somente 50% do valor do bem objeto do contrato.

      Abraço

  80. Marcos Roberto disse:

    Boa tarde! o que seria valor do bem ( sem as taxas ) no meu consorcio? outra coisa, posso retirar em dinheiro o valor do meu consorcio? No aguardo

    1. ABAC disse:

      Olá, Marcos.

      O valor do bem corresponde ao valor do crédito. O recebimento do crédito contemplado em dinheiro somente será possível no prazo de 180 dias da contemplação e desde que quitada suas obrigações para com o grupo.

      Abraço

  81. Higor disse:

    Então se eu for contemplado, e usar a carta depois de algum tempo, ela ira ser acrescida de juros a meu favor ? no caso se eu receber a carta de 20.000,00 e quando for utiliza-la ela ter o valor de 23.000,00 por exemplo, posso utilizar ela para quitar algumas prestações?

    1. ABAC disse:

      Olá, Higor.

      O crédito contemplado pode ser utilizado até o encerramento do grupo. Você terá direito ao valor do crédito da data da contemplação, acrescidos dos respectivos rendimentos financeiros. Caso você adquira um bem ou serviço com preço inferior ao valor do crédito, a diferença poderá ser utilizada para quitação das prestações vincendas na forma estabelecida em contrato.

      Abraço

  82. Augusto Moura disse:

    Boa tarde Pessoal. Poderiam continuar esse mesmo exemplo com atualização do valor da parcela a partir do terceiro ano? Não entendi como é feita a amortização para calculo da parcela atualização. Pelo exemplo entendi que não há amortização.

    1. ABAC disse:

      Olá, Augusto.

      No mesmo exemplo, a partir do terceiro ano: INCC acumulado (de março/2016 a fevereiro/2017 = 6,2495%. Valor do crédito atualizado = R$ 113.867,58. Valor da prestação = R$ 1.119,68. Para o cálculo da prestação, deve-se tomar como base o prazo de duração do grupo. Por exemplo, um grupo com prazo de duração de 60 meses, o consorciado irá pagar mensalmente 1,6667 % (100 dividido por 60 = 1,6667%) sobre o preço atualizado do crédito.

      Abraço

  83. Tiago disse:

    Boa noite, gostaria que vocês tirassem uma dúvida sobre fundo de reserva. Qual o tempo pra receber e o valor vai ser o mesmo pago em cada prestação?

    1. ABAC disse:

      Olá, Tiago.

      O valor do fundo de reserva será pago em cada prestação e somente será rateado entre os consorciados ativos ao encerramento do grupo se houver saldo disponível. A sua Administradora fará a devida prestação de contas quando do encerramento do grupo. Para mais informações quanto ao fundo de reserva, recomendamos a leitura do post “Para que serve o fundo de reserva?” (http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/fundo-de-reserva-para-que-serve#blog).

      Abraço

  84. Rodrigo Andreas disse:

    Fiz uma carta de crédito de um veículo na época de R$ 19.000,00 aproximadamente. Já fui contemplado e retirei o bem! Sei das correções baseadas no valor do carro novo. As parcelas aumentaram é o valor da carta hoje em dia gira em torno dos R$ 21.000,00. São 80 parcelas e estou na parcela 78.
    Como é feito a questão desta diferença? Eles devolvem? Ou eu perco? Pois até agora ninguém fez contato comigo a respeito.

    1. ABAC disse:

      Olá, Rodrigo.

      A referência do consórcio é o valor do bem objeto do contrato, vigente no dia da assembleia geral ordinária, mesmo que você já tenha sido contemplado e utilizado seu crédito. Isso acontece para que todos os participantes do grupo tenham a oportunidade de adquirir o bem ou contratar o serviço desejado. Deste modo, não haverá diferença a ser restituída, referente ao reajuste do preço do bem.

      Abraço

  85. Roney Reis disse:

    Boa noite,

    comprei um consórcio e na primeira assembleia dei um lance e fui contemplado. Acontece q, mesmo contemplado e já tendo usado minha carta de credito o vlr categoria não para de aumentar, saltou de R$ 45.017,00 no início do contrato para os atuais R$ 58.823,00, oq proporcionalmente me fará pagar cerca de R$ 8.000,00 a mais doq os cálculos iniciais, isso se não aumentar de novo. Isso é correto? Senão for, como faço p cobrar a diferença?

    1. ABAC disse:

      Olá, Roney.

      A referência do consórcio é sempre o valor do crédito atualizado, na forma estipulada em contrato, mesmo que você já tenha sido contemplado e utilizado seu crédito. Isso acontece para que todos os participantes do grupo tenham a oportunidade de adquirir o bem desejado. Deste modo, não haverá diferença a ser restituída referente ao reajuste do preço do bem.

      Abraço

  86. Joel alberton disse:

    Tenho um consórcio Colombo, a prestação aumentou de 295 para 330, isso pode ser tão diferente assim?

    1. ABAC disse:

      Olá, Joel.

      As prestações de consórcio são atualizadas na forma estipulada no contrato. Recomendamos que consulte o contrato ou a Administradora de consórcios.

      Abraço

  87. Fernando disse:

    Bom dia. Utilizei minha carta de crédito do consórcio VW no valor de 40 Mil reais em Fevereiro de 2015, de lá pra cá minhas prestações foram atualizadas (aumentadas) de acordo com a valorização do bem de referência, que foi para 58 Mil reais aproximadamente. Minha dúvida é se receberei ao final essa diferença de 18 Mil reais aproximadamente, pois é injusto que eu tenha utilizado um crédito de 40 Mil e tenha pago 58 Mil reais. Faço a observação de que não estou questionando a taxa de administração, que é de aproximadamente 17%, o que daria um valor de R$ R$ 46.800,00 para eu ter pago ao final, já que utilizei efetivamente uma carta de crédito de 40 mil, o justo seria eu pagar o valor utilizado mais a taxa de administração (R$ 46.800,00 ao final do consórcio), e não pagar os 58 Mil mais a taxa de administração. Fico no aguardo de esclarecimento quanto à essa dúvida. Dizer que o consórcio é uma forma colaborativa de aquisição de bens eu concordo, mas se um consorciado utilizou 40 mil e continua pagando sobre 58 mil, o outro consorciado que, supondo, utilizar os mesmos 58 mil, também pagou pelos 58 mil. Logo, dizer que o primeiro deve continuar pagando sobre o valor atualizado do bem de referência é um engodo. Os 18 mil de diferença não iria para “colaborar” com os outros ainda não contemplados, pois estes não contemplados também pagam sobre o valor atualizado, assim, os 18 mil ficariam simplesmente para a administradora, que vale lembrar, já está recebendo também a taxa da administração. Resumindo, o que contemplou primeiro recebeu 40 mil, e o por último 58 mil (valor gasto pela administradora 98 mil), porém ambos pagaram 58 mil + taxa de administração (17%) de uns 10 mil, 68 mil total individual, assim o valor gasto pela administradora foi de 98 mil e o recebido foi de 136 mil ( 68 mil*2), quando deveria ter recebido só os 40 mil + taxa do primeiro e 58 mil + taxa do último (o que daria no total uns 47 mil para o primeiro e 68 mil para o último= 115 mil). Conclusão, quem ganha é a administradora de forma lesiva, ilegal e não contratual em cima de nós ignorantes.

    1. ABAC disse:

      Olá, Fernando.

      A finalidade do consórcio é propiciar a seus integrantes, de forma isonômica, a aquisição de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento. Ou seja, o objetivo do consórcio é garantir que todos os participantes de um determinado grupo possam adquirir o bem ou serviço desejado, nas mesmas condições. Portanto, havendo aumento do preço do bem, o valor pago mensalmente pelos consorciados (contemplados e não contemplados) a título de fundo comum, deve ser ajustado na mesma proporção do aumento do bem/serviço, visando arrecadar recursos suficientes para a contemplação de todos os participantes do grupo. Recomendamos a leitura do post “Já fui contemplado e o crédito do consórcio mudou. O que acontece?”, disponível em http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraço

  88. Jonathan Cardoso disse:

    Bom dia. Fui contemplado já de segundo mes utilizando lance embutido. Minha renda é de 7000 comprovados com recibos, pois sou autônomo. Minha parcela é de pouco mais de 1400, para compra de auto. A empresa não quis liberar o uso ainda do valor, pois segundo eles após fazerem análise financeira minha, eu preciso de um avalista com renda mínima de até 3x o valor da parcela. Mesmo eu tendo renda compatível e nome limpo eles podem barrar minha carta de crédito (uso dela) e me pedir este avalista? Isto é correto?

    1. ABAC disse:

      Olá, Jonathan.

      A análise da capacidade de pagamento ao consorciado contemplado fica a critério exclusivo da Administradora. A legislação, pertinente ao Sistema de Consórcios, autoriza a Administradora exigir garantias complementares, como, por exemplo, avalista, dede que previsto em contrato.

      Abraço

  89. Johnata Henrique disse:

    Olá,

    Posso solicitar que minha carta de crédito não seja atualizada ? Isso após a contemplação.

    1. ABAC disse:

      Olá, Johnata.

      Não, o crédito é sempre atualizado na forma estabelecida no contrato, antes e após a contemplação.

      Abraço!

  90. Roberto disse:

    Fui contemplado com uma carta de crédito há mais de 180 dias e ainda não a utilizei. Como posso fazer para pegar este valor em dinheiro? Somente quitando as parcelas a vencer? E fazendo isto, quanto tempo a empresa de consórcio tem para fazer o crédito na minha conta?

  91. Rafael disse:

    “É importante entender ainda que mesmo após a contemplação as parcelas continuam sendo corrigidas, pois o grupo precisa de recursos para garantir a atualização do crédito dos demais integrantes ainda não contemplados.” Vejam esse caso no reclame aqui: “Efetuei a aquisição de um veículo pela BB Consórcio em Dezembro/2013, valor da carta de crédito liberada foi de R$ 42.817,52 , optei por diluir o lance nas parcelas vincendas, onde minha parcela ficou o no valor de R$ 569,71.

    A minha indignação é a seguinte:

    A BB consórcio estipula que no contrato há correções/reajustes de acordo com o valor do bem, até ai tudo bem, concordo. Mas isso vale somente para aqueles que não utilizaram a carta de crédito ainda, ou seja, vão pegar um veiculo do ano.

    No meu caso, já utilizei a carta de crédito no valor de R$ 42,817,52 (dezembro/2013), hoje minha parcela passou de R$ 569,71 para R$ 661,74 devido ao fato do valor do bem hoje (abril2015)( novo modelo) estar no valor de R$ 50.204,00…ou seja, estou com um veiculo usado pagando um veículo no novo modelo, ou seja, a diferença de R$ 7.386,48 é indevida pois não utilizei esse montante na carta de crédito.

    Argumentos pela cobrança ser indevida:

    1º – Como posso pagar uma carta de crédito no valor de R$ 50.204,00 visto que já utilizei a carta de crédito no valor de R$ 42.817,52?

    2º – Essa diferença R$ 7.386,48 vai para onde??? Taxa administrativa com certeza não é.

    3º – Como posso pagar por um veiculo modelo novo se meu veiculo é de 2013?

    4º – Concordo com cláusula contratual definindo reajuste, no entanto, deve se aplicar para os consorciados que não utilizaram a carta de crédito ainda, pois vão utilizar a carta de R$ 50.204,00 (veículo modelo novo), podemos observar claramente que não se aplica a pessoas como eu, já fui contemplado.”

    Minha pergunta é: Eu tenho que pagar a mais em benefício de outros integrantes que não tiveram a condição de contemplar por lance sua carta de crédito? Eu que fico no prejuízo em benefício de quem foi contemplado?

    Quem tem que arcar com os “recursos para garantir a atualização do crédito” é quem vai receber o crédito atualizado, e não quem já recebeu o crédito depreciado.

    Absurdo!!! Isso é cláusula leonina.

    1. ABAC disse:

      Olá, Rafael.

      A finalidade do consórcio é propiciar a seus integrantes, de forma isonômica, a aquisição de bens ou serviços por meio de autofinanciamento. Ou seja, o objetivo do consórcio é garantir que todos os participantes de um determinado grupo possam adquirir o bem ou serviço desejado, nas mesmas condições. Portanto, havendo aumento do preço do bem, o valor pago mensalmente pelos consorciados (contemplados e não contemplados) a título de fundo comum, deve ser ajustado na mesma proporção do aumento do bem/serviço, visando arrecadar recursos suficientes para a contemplação de todos os participantes do grupo. Recomendamos a leitura do post “Já fui contemplado e o crédito do consórcio mudou. O que acontece?”.

      Ainda, agradecemos o seu comentário, pois a partir dele iremos aprimorar nossas explicações. Em breve, faremos um novo texto para exemplificar que todo valor arrecadado de fundo comum é utilizado na aquisição de bens e serviços pelos participantes do grupo.

      Abraço

  92. Alisson Reis disse:

    Pessoal, bom dia!

    Primeiramente gostaria de desejar um feliz ano novo.

    Bom, adquiri um Consórcio de 64 meses e paguei apenas 15 (ver anexo), totalizando R$8.370,00. O grupo está perto de acabar, não fui contemplado e gostaria de uma ajuda para saber quanto vou receber para poder ter ideia de um investimento futuro em meu negócio.

    Obrigado, um abraço!

    Alisson

    1. ABAC disse:

      Olá, Alisson. Esclarecemos que o consorciado excluído terá direito à restituição da importância paga ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem). Portanto, não serão restituídos valores pagos referentes à taxa de administração, fundo de reserva e/ou seguros, sendo ainda possível que seja aplicada uma cláusula penal por quebra de contrato. De acordo com a legislação, a base de cálculo para restituição de valores ao consorciado excluído é o percentual amortizado ao fundo comum sobre o valor do crédito na data da contemplação por sorteio ou da última assembleia do grupo, acrescidos dos rendimentos líquidos financeiros proporcionais ao período que ficar aplicado, compreendido entre a data em que foi colocado à disposição até a sua utilização.
      Abraço

  93. Luiz Henrique disse:

    Boa tarde! Apos ser contemplado continuo pagando o valor corrigido do grupo, porém quando acabo de pagar o valor da diferença do que foi contemplado para o que realmente foi pago ele é devolvido ou vou pagar a mais realmente?

    1. ABAC disse:

      Olá Luiz.

      É importante entender que o objetivo do consórcio é garantir que todos os participantes de um determinado grupo recebam recursos, nas mesmas condições, para adquirir o bem ou serviço referenciado no contrato. Para que esse objetivo seja alcançado, mesmo que o consorciado já tenha sido contemplado e utilizado o crédito, a prestação do consórcio continuará sendo atualizada (para mais ou para menos). Isso ocorre para que, no dia da Assembleia Geral Ordinária (AGO), o grupo tenha recursos para contemplar os consorciados por sorteio e lance. Portanto, caso haja saldo remanescente ao final do grupo, este será rateado de forma proporcional a todos os consorciados ativos.

      Abraço

  94. BARTIRA disse:

    Fui contemplada em 2016 e usei a carta em 2017, mesmo após termino do procedimento e pagamento da carta de crédito ao proprietário do imovel que adquiri, a CAIXA Consórcio continua a atualizar o valor da parcela. É abusivo?

    1. ABAC disse:

      Olá, Bartira.

      Primeiramente, é importante entender o objetivo do consórcio: propiciar aos integrantes de um determinado grupo, de forma isonômica, a aquisição de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento (ver artigo 2º da Lei 11.795/08). Para que esse objetivo seja alcançado, mesmo que o consorciado já tenha sido contemplado e utilizado o crédito, a prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos), de acordo com o estabelecido em contrato. Isso ocorre para que todos os participantes do grupo tenham a oportunidade de adquirir o imóvel, nas mesmas condições. Da mesma forma como todos os demais participantes do seu grupo contribuíram para que você pudesse compara o seu imóvel. Recomendamos que leia o seu contrato para conferir o critério de correção de suas parcelas.

      Abraço

  95. CRISTIANE MARIA disse:

    COMPREI UM IMOVEL COM CARTA DE CREDITO CONTEMPLADA ATRAVES DE LANCE, POREM, MESMO DEPOIS DA UTILIZACAO DO CREDITO, HOUVE REAJUSTE, OU SEJA AUMENTOU O VALOR DA CARTA E CONSEQUENTEMENTE O VALOR DA PARCELA ISSO É DEVIDO?

    1. ABAC disse:

      Olá, Cristiane.

      Primeiramente, é importante entender o objetivo do consórcio: propiciar aos integrantes de um determinado grupo, de forma isonômica, a aquisição de bens ou serviços, por meio de autofinanciamento (ver artigo 2º da Lei 11.795/08). Para que esse objetivo seja alcançado, mesmo que o consorciado já tenha sido contemplado e utilizado o crédito, a prestação continuará sendo atualizada (para mais ou para menos), de acordo com o estabelecido em contrato. Isso ocorre para que todos os participantes do grupo tenham a oportunidade de adquirir o imóvel, nas mesmas condições. Da mesma forma como todos os demais participantes do seu grupo contribuíram para que você pudesse compara o seu imóvel. Recomendamos que leia o seu contrato para conferir o critério de correção de suas parcelas.

      Abraço

  96. ivanildo disse:

    agora após a contemplação á carta sobe de 48 para 65 mil e não poderei receber á diferença no final certo? por que tenho que ajudar os outros pessoas no grupo, mas as pessoas que ficaro no grupo elas terao que pagar também a diferença ja que sobe o valor da carta, então o valor que sobra no final então fica de lucro para a empresa?

    1. ABAC disse:

      Olá, Ivanildo.

      Não, a Administradora somente faz jus à taxa de administração, a título de remuneração pela formação, organização e administração do grupo de consórcio até o encerramento deste. Quanto ao reajuste do crédito após a contemplação, recomendamos a leitura do post “Já fui contemplado e o crédito do consórcio mudou. O que acontece?”: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraço

  97. Esse cálculo de reajuste está correto?
    Se fizermos uma simulação de um planto até o final, esse tipo de reajuste irá resultar em um crédito de menos de 10% sobre as parcelas pagas. Neste caso o consórcio ficou com uma taxa efetiva bem abaixo da taxa inicial. Faça uma simulação até o final e confirme. Será que estou enganado?

    1. ABAC disse:

      Oi, Carlos Roberto!

      Esclarecemos sua dúvida por telefone e agradecemos a confiança na ABAC!

      Abraço

  98. Marcus Vinicius disse:

    Olá. Após se contemplado, optando em continuar pagando parcelas para fechar o valor da carta de crédito, continuo pagando taxas de administração, seguro e fundo de reserva?

    1. ABAC disse:

      Olá, Marcus.

      O Departamento de Atendimento ao Consumidor entrará em contato com você para obter mais informações.

      Abraço

  99. Um consorcio da Agrabem, hoje Primo Rossi, comtemplado e, 27 de 04 de 2011 R$146.313.59 somente o crédito utilizado em 25 de dezembro de 2017,pela correção via taxa SELIC seria uma correção para o valor de R$282.640,00 enquanto a Primo Rossi liberou apenas o valor de R$207.759,27 dando uma diferença a menos de R$74.880,14, ja reclamamos a Banco Central e até agora nenhuma solução

    1. ABAC disse:

      Olá, Solange.

      O Departamento de Atendimento ao Consumidor entrará em contato com você para obter mais informações.

      Abraço

  100. William disse:

    Olá, meu pai efetuou compra de um imóvel com 3 cartas contempladas após lances, e vejo que o valor de rendimento financeiro já ultrapassa os 50 mil reais, minha dúvida é… ele pode tirar esse rendimento financeiro quando quiser ou só quando terminar de pagar e o grupo fechar? Ex: uma carta de 60 mil já está em 82 mil desde que foi contemplada e utilizado os 60 mil do crédito, ele poderá sacar os 22 mil de rendimento quando quiser ou só quando fechar grupo e quitar a dívida? Esses 22 mil não é obrigatório ele usar como carta não né? ele pode sacar o dinheiro?

    1. ABAC disse:

      Olá, Willian.

      O artigo 5º, XIII, “d”, da Circular 3.432/2009, do Banco Central do Brasil, estabelece que o consorciado somente pode receber o valor do crédito em dinheiro (inclusive os rendimentos financeiros) mediante a quitação de suas obrigações para com o grupo, e no prazo de 180 dias da data da contemplação. Por outro lado, nos termos do artigo 12, parágrafo 3º, da mencionada Circular, caso o consorciado opte por adquirir um bem com preço inferior ao valor do crédito, a diferença deve ser utilizada, a seu critério, para (i) pagamento de obrigações vinculadas ao bem, observado o limite total de 10% do valor do crédito, relativamente às despesas com transferência de propriedade, tributos, registros cartoriais, instituições de registros e seguros; (ii) quitação das prestações vincendas na forma estabelecida no contrato e (iii) devolução do crédito em espécie ao consorciado.

      Abraço

  101. BRENNO CARLETTI disse:

    Tenho um consórcio de automóvel da Bradesco adquirido em 2013 e contemplado 2014.
    Na ocasião, meus credito foi muito menor do valor da carta hoje devido aos reajustes e o IPI que na contemplação estava reduzido.
    Estou para quitar nos próximo meses onde o grupo se encerra também.
    Minha duvida é se vou conseguir reaver algum valor já que hoje pago cerca de R$14.0000,00 (30%) mais do credito que “usei”.

    1. ABAC disse:

      Olá Brenno.

      No encerramento do grupo se verificará a existência ou não de saldo remanescente à disposição dos consorciados. Recomendamos a leitura do post “Já fui contemplado e o crédito do consórcio mudou. O que acontece?”: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraço

  102. Sidney disse:

    Olá boa tarde estou com uma dúvida me esclareça por favor, fiz um consórcio pela Volkswagem o meu grupo de consórcio já foi encerrado certo, tenho um valor de crédito a receber porém tem mais de três semanas que a empresa ainda não me pagou disseram que iriam fazer o depósito em minha conta e até agora nada, pergunto existe um valor a ser corrigido Que eu possa receber por esses dias de atraso?????

    Atenciosamente,

    Obrigado.

    1. ABAC disse:

      Olá, Sidney.

      Dentro de 60 dias, contados da data da realização da última assembleia de contemplação do grupo de consórcio, a administradora deverá comunicar ao consorciado que não tenha utilizado o respectivo crédito, que o mesmo está à disposição para recebimento em espécie. O depósito deverá ser realizado na conta de depósito ou de poupança, conforme autorizado e previamente informado pelo consorciado no contrato de adesão. Os recursos devem ser aplicados na forma estabelecida pelo Banco Central do Brasil.

      Abraço

  103. Iara disse:

    Boa tarde ! Fui contemplada num consorcio e gostaria de saber qual a taxa de juros mensal de rendimento…

    1. ABAC disse:

      Olá, Iara. Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, o valor do crédito ficará aplicado no mercado financeiro e seu rendimento líquido reverterá ao próprio cotista. São os próprios consorciados que escolhem, na primeira assembleia do grupo, o tipo de aplicação financeira, dentre as possíveis estabelecidas pelo Banco Central. Consulte a Administradora para verificar qual a aplicação financeira.
      Abraço

  104. renata dias chaves ferreira disse:

    atualmente estou pagando uma prestação de consorcio contemplado no valor de 4800,00 por mes. ainda faltam 24 parcelas. Eu queria saber se eu posso renegociar para que aumente o prazo e diminua o valor da parcela. obrigado.

    1. ABAC disse:

      Olá, Renata. O prazo de duração do grupo é o limite para qualquer renegociação com a Administradora, que somente pode ser dilatado através de Assembleia Geral Extraordinária dos consorciados. Todos os consorciados ficam obrigados a quitar seus débitos até a última assembleia do grupo. Portanto, consulte a Administradora para verificar a possibilidade de reduzir o valor do crédito.
      Abraço

  105. karen disse:

    boa tarde. fiz um consorcio em 07/2012 e infelizmente parei de pagar em 11/2013. parcelas de 453,20. o grupo irá encerra neste ano em novembro e ainda não sortearam minha cota excluída. gostaria de saber como será feita a correção dos valores que eu paguei. será que podem tirar minha dúvida?

    1. ABAC disse:

      Olá, Karen. Esclarecemos que o consorciado excluído terá direito à restituição da importância paga ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem). Portanto, não serão restituídos valores pagos referentes à taxa de administração, fundo de reserva e/ou seguros, sendo ainda possível que seja aplicada uma cláusula penal por quebra de contrato. De acordo com a legislação, a base de cálculo para restituição de valores ao consorciado excluído é o percentual amortizado ao fundo comum sobre o valor do crédito na data da contemplação por sorteio, acrescidos dos rendimentos líquidos financeiros proporcionais ao período que ficar aplicado, compreendido entre a data em que foi colocado à disposição até a sua utilização.
      Abraço

  106. Marilene disse:

    Boa noite!
    Minha irmã foi contemplada em um consórcio imobiliário da Embracon.
    Ela pagava 1.004 de prestação ela foi contemplada em sorteio em 08/2016 e quando retirou a cata de crédito em 2017, o valor da parcela pulou para 1334,00 (foi reajustado em 25%).
    Está prática está correta?uma vez que o reajuste foi além do índice utilizado?

    1. ABAC disse:

      Olá, Marilene.

      Para que possamos ajudá-la, precisamos de mais informações sobre o seu caso. Por favor, entre em contato conosco pelo e-mail falecom@abac.org.br descrevendo novamente o seu questionamento e informando o nome da Administradora de consórcios e o número do grupo/cota.

      Abraço!

  107. Igor disse:

    Fui contemplado faltando 31 parcelas p/ conclusão do meu grupo, na epoca 49.000,00 , sendo assim terei rendimentos ref a aplicacao desses 49 por 31 meses? Faço essa pergunta porque o bem esta avaliado hoje em 53.000,00 e pelas contas que fiz estarei recebendo mais que 53.000 fora o fundo de reserva, confere?

    Obrigado

    1. ABAC disse:

      Olá, Igor.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o valor crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. Portanto, se você já foi contemplado e ainda não utilizou o valor do crédito, quando utilizá-lo, este corresponderá R$ 49 mil (valor do crédito na data da Assembleia Geral Ordinária), acrescidos dos rendimentos líquidos da aplicação financeira. Quanto ao fundo de reserva, dentro de 60 dias, contados da data da realização da última assembleia de contemplação do grupo de consórcio, a Administradora deverá comunicar aos consorciados ativos, eventual saldo remanescente a ser rateado proporcionalmente ao valor das respectivas prestações pagas.

      Abraço!

  108. JEAN CARLOS GOMES DA SILVA disse:

    Boa tarde ! Fiz um consórcio e fui contemplado , o valor era 39 mil porém não utilizei o crédito ,hoje o valor do bem esta em 45 mil e terminei de pagar o consórcio , no total pago foi 48 mil , quero pegar o valor em dinheiro ! Quanto tenho direito de receber em dinheiro ? Obrigado.

    1. ABAC disse:

      Olá, Jean.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o valor crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. Portanto, você terá direito a receber a quantia de R$ 39 mil, acrescidos dos rendimentos líquidos da aplicação financeira. Você somente pode receber o numerário em dinheiro mediante a quitação do saldo devedor, e no prazo de 180 dias da data da contemplação. Recomendamos que entre em contato com a administradora para que esta possa informá-lo a respeito dos rendimentos financeiros.

      Abraço!

  109. wallace disse:

    ola boa noite, fiz um consorcio e fui contemplado, estou em fase de assinatura de contrato para aquisição do imóvel, só que no contrato esta dizendo que meu saldo devedor vai ser reajustado pelo incc, isso e correto?

    1. ABAC disse:

      Olá, Wallace.

      Em consórcio de imóveis não há impedimento legal para que os reajustes sejam firmados pelo índice do INCC.

      Abraço!

  110. Marlon Barbosa disse:

    Olá por favor preciso quem tire uma dúvida. De um ano pra cá sempre pago minha parcela do consórcio com 60 dias de atraso. Agora as parcelas terminaram esta tudo quitado mesmo com atraso.
    Eu tenho direito a receber o fundo de reserva?

    1. ABAC disse:

      Olá, Marlon.

      O pagamento de parcelas em atraso não interfere no direito do consorciado participar do rateio do saldo remanescente do fundo comum e fundo de reserva quando do encerramento do grupo.

      Abraço!

  111. Marta disse:

    Fiz um consocio de 35 parcelas. Onde. O bem era um fiat mobi easy 2017 e o valor da carta e 24 mil so que este carro agora custa 36.000 dei um lance mas por minha. Carta. Ser de menor valor nao poderei. Pegar meu carro?

    1. ABAC disse:

      Olá, Marta.

      Esclarecemos que o valor da carta de crédito também é reajustado na forma estabelecida em contrato. Consulte a Administradora para verificar o valor atual do crédito.

      Abraço

  112. Muito bem orientado o informativo quanto as regras bem como a valorização do bem, tanto veículos como imóveis. Gostaria que me enviasse mais exemplos de simulação de crédito. Grato.

    1. ABAC disse:

      Olá, João.

      Caso queira algo mais específico, favor entrar em contato conosco através do e-mail falecom@abac.org.br.

      Abraço!

  113. Saulo Leandro disse:

    Fiz um consórcio no valor de 23.254
    Fui comtemplado dando um lance de 6101 equivalente a 22,0074 %
    Achei o carro que eu queria
    Passei pro banco e eles fizeram a vistoria
    Agora estão me pedindo mais 5.000 pra liberar o credito
    Ou então arrumar um carro de valor mais baixo que a minha carta pra então pegar o bem
    Isso é correto?

    1. ABAC disse:

      Olá, Saulo.

      Para que possamos ajudá-lo, por favor, envie sua pergunta para falecom@abac.org.br, com o nome da Administradora e o número do grupo/cota.

      Abraço!

  114. Luciano disse:

    Se eu for contemplado e pegar o bem no ato, quando houverem os reajustes terei que pagalos, mas já terei adquirido o bem a um valor inferior do término do contrato, essa diferença que pagarei, ao final eum a recebo?

    1. ABAC disse:

      Olá, Luciano.

      Como você pode ter observado ao ler a nossa matéria, mesmo que o consorciado tenha sido contemplado e utilizado o crédito, as prestações vincendas continuam sendo atualizadas (para mais ou para menos). Isso ocorre para possibilitar que os demais consorciados possam, quando contemplados, ter acesso ao crédito devidamente atualizado. Portanto, não haverá diferença a ser restituída. O que pode ocorrer, ao encerramento do grupo, é eventual saldo remanescente no fundo comum e, se for o caso, no fundo de reserva, a ser rateado proporcionalmente com os demais integrantes ativos do grupo.

      Abraço!

  115. Oie Boa noite de um consorcio de 144 parcelas paguei 96
    E encerra o grupo no ano que vem
    2019 como faço para restituir o que dei!!!

    1. ABAC disse:

      Olá, Edson.

      O consorciado não contemplado que deixa de pagar as parcelas é excluído do grupo. Entretanto, até o encerramento do grupo, ele continua participando dos sorteios mensais. Sendo sorteado, ele terá direito à restituição do percentual amortizado ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem), calculado sobre o valor do crédito vigente na data da contemplação. Portanto, não serão restituídos valores pagos referentes à taxa de administração, fundo de reserva e/ou seguros, sendo ainda possível a aplicação de uma cláusula penal por quebra de contrato.

      Abraço!

  116. Luciano de Souza Salviato disse:

    Olá meu consocio já foi contemplado recebi valor intregal, continue pagando agora terminou, as parcelas teve aumento, eu tenho algumas diferenças a receber?

    1. ABAC disse:

      Olá, Luciano.

      Como você pode ter observado ao ler nossa matéria, mesmo que o consorciado tenha sido contemplado e utilizado o crédito, as prestações vincendas continuam sendo atualizadas (para mais ou para menos). Isso ocorre para possibilitar que os demais consorciados possam, quando contemplados, ter acesso ao crédito devidamente atualizado. Portanto, não haverá diferença a ser restituída. O que pode ocorrer, ao encerramento do grupo, é eventual saldo remanescente no fundo comum e, se for o caso, no fundo de reserva, a ser rateado proporcionalmente com os demais integrantes ativos do grupo.

      Abraço!

  117. Alberto Magalhães disse:

    Boa noite, tenho uma dúvida muito simples, fiz um consórcio com valor de carta em R$33.340,00 em 2013 e ofertei um lance de 57% 3 meses depois com contemplação no mesmo ano. Pois bem, minha escolha foi em amortizar no valor das prestações na alusão de que seria ajustados somente pelo IPCA. No ano de 2014, o governo Dilma voltou com a alíquota do IPI cheia e isso impactou diretamente no valor das parcelas. Minha dúvida é, se eu utilizei um valor de carta de R$33.340,00 com apenas 16% de taxa de administração, porque eu tive que pagar um valor total de, mais ou menos, R$46.000,00 ou 37,97%? Independente do valor do bem na carta, a partir do momento em que eu adquiri o bem antecipadamente, deveria congelar o valor das parcelas, reajustando somente pelo IPCA anual até o término do grupo, não sendo assim vantagem nenhuma a contemplação em contrário disso.

    1. ABAC disse:

      Olá, Alberto.

      Para que possamos ajudá-lo, por favor, envie sua pergunta para falecom@abac.org.br, com o nome da Administradora e o número do grupo/cota.

      Abraço!

  118. Fui contemplado por lance o veículo,mas optei pelo credito parcial so falta seis meses para terminar não usei a carta de crédito eu perco alguma coisa

    1. ABAC disse:

      Olá, Osvaldo.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o valor crédito. Até que isso ocorra, o valor do crédito estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. Não temos como analisar a questão de ter optado por crédito parcial, pois desconhecemos as cláusulas do seu contrato. Contate a Administradora para mais informações sobre o crédito parcial.

      Abraço!

  119. daniel disse:

    Boa tarde! fiz um consórcio no valor de 22500,00 e fui contemplado, utilizei o crédito e depois de 12 meses o consorcio sofreu reajuste no valor do bem para 24500,00. Dúvida: estou pagando as parcelas corrigidas, no final do consórcio recebo a diferença que paguei a mais? ex: 24500,00-22500,00= 2000,00

    1. ABAC disse:

      Olá, Daniel.

      Essas informações estão disponíveis no post “Já fui contemplado e o crédito do consórcio mudou. O que acontece?”. Acesse: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/ja-fui-contemplado-e-o-credito-consorcio-mudou-o-que-acontece#blog.

      Abraço!

  120. Igor Luiz disse:

    Fechei contrato de um consorcio, valor da carta de crédito é R$ 15.582,00. Mas a Empresa que administra o consorcio falou que o valor que vou receber líquido é R$ 12.417,00 não seria os R$ 15.582,00 que foi combinado com o vendedor?

    1. ABAC disse:

      Olá, Igor.

      Para que possamos ajudá-lo, precisamos de mais informações sobre o seu caso. Por favor, entre em contato conosco pelo e-mail falecom@abac.org.br descrevendo novamente o seu questionamento e informando o nome da Administradora de consórcios e o número do grupo/cota.

      Abraço!

  121. Quitei meu consórcio e meu grupo já acabou, quero receber o valor em espécie, no site aparecem 2 valores: credito na assembleia e valor do crédito.
    Qual é o valor certo q irei receber?

    1. ABAC disse:

      Olá, Lucélia.

      Possivelmente, um refere-se ao valor do crédito na data da assembleia da sua contemplação e outro ao valor do crédito atualizado (com os rendimentos financeiros) na data da última assembleia. Mas, para se ter certeza, recomendamos que consulte a Administradora.

      Abraço!

  122. Jhônatas David Carvalho Mota disse:

    Boa tarde pessoal do blog!
    De antemão já os parabenizo pelo excelente material apresentado no blog!
    A minha dúvida é a seguinte: tenho uma cota contemplada de imóvel pela administradora Embracon, a contemplação ocorreu no mês Out/2016 porém ainda não utilizei a carta. Na época da contemplação o valor do crédito era de R$ 174.194,00, hoje com a adição dos rendimentos financeiros está em R$ 191735,00, ou seja, em 20 meses tive um rendimento de R$ 17.540,00. Ocorre que pelo índice da poupança, que a aplicação de menor retorno, eu devera ter tido um rendimento de ao menos R$ 21 mil (diferença de 3.500 reais). Já liguei no consórcio e questionei o índice que é considerado para o rendimento e estou aguardando o retorno deles já que a atendente não soube me responder, mas pergunto: está correto a minha carta estar aplicado e rendendo menos que a poupança? Que ao meu ver seria o mínimo que deveria render, o percentual dos rendimentos da carta contemplada depende de cada administradora ou existe uma regulamentação que imponha índices mínimos de rendimento? Agradeço desde já pela atenção!

    1. ABAC disse:

      Olá, Jhônatas.

      Na primeira assembleia do grupo, os próprios consorciados deliberam pela aplicação dos recursos. Importante ressaltar que, conforme estabelece a Circular nº 3.432, do Banco Central do Brasil, eles somente podem ser aplicados em títulos federais registrados na Selic, em fundos de investimentos e em fundos de investimentos classificados como fundo de curto prazo e fundos referenciados. Você pode solicitar à Administradora a ata da primeira assembleia do grupo.

      Abraço!

  123. Elvis DeAquino disse:

    Fui contemplado faz 4 anos e nunca retirei o automovel. Na data de contemplacao o valor era 27 mil. Gostaria de saber qto de lucro me rendeu deixar o consorcio 4 anos rendendo

    1. ABAC disse:

      Olá, Elvis.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o valor crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. Vale registrar que na primeira assembleia o grupo decide quanto a modalidade de aplicação financeira. Deste modo, você deve consultar a Administradora para saber o valor final.

      Abraço!