fbpx

Sistema de Consórcios: o que é e como funciona

17 . jun . 2015

Se você está pensando em fazer um consórcio para adquirir bens ou serviços, mas tem dúvidas sobre o que é e como funciona o Sistema de Consórcios, saiba que essa modalidade é simples e fácil de compreender. Veja só:

Dizemos que consórcio é “a arte de poupar em grupo”, pois se baseia na união de pessoas (físicas ou jurídicas) que contribuem mensalmente (ou conforme estabelecido em contrato) para a formação de uma poupança comum. Essa poupança, chamada de “fundo comum”, é utilizada por todos os participantes do grupo para a aquisição do bem ou serviço desejado, em ordem definida por sorteio e lance. Por ser financiado pelos próprios integrantes do grupo, consórcio é chamado de autofinanciamento.

No sorteio, um ou mais participantes do grupo (de acordo com a disponibilidade do caixa) são sorteados para utilizar o valor do crédito contratado, independentemente do número de prestações que tenha pagado. Ou seja, no sorteio, todos os participantes do grupo concorrem em igualdade ao direito de utilizar o crédito. Logo, a contemplação pode ocorrer do primeiro ao último mês do grupo, não sendo possível prever a data.

No lance, o consorciado aumenta suas chances de contemplação mediante a oferta de um valor que será abatido no saldo devedor. Porém, assim como no sorteio, não é possível garantir qual lance será contemplado, pois depende da oferta dos demais participantes. As regras de oferta e apuração variam entre os grupos e constam no contrato de adesão. Ainda, você só pagará o valor ofertado se for contemplado.

Como faço para entrar no Sistema de Consórcios?

O primeiro passo para adquirir uma cota é procurar uma administradora de consórcios (empresa que organiza e administra grupos de consórcios) autorizada pelo Banco Central do Brasil. É possível verificar se uma administradora possui essa autorização diretamente no site do Banco Central do Brasil. Você também pode escolher uma administradora autorizada que seja associada à ABAC e apoia o desenvolvimento do setor.

Feita a apuração das empresas, você pode entrar em contato com as de sua preferência e verificar os planos disponíveis. Faça a adesão ao grupo que tiver os melhores prazos e valores para o seu bolso. E atenção: antes de assinar o contrato, leia atentamente todas as cláusulas para conhecer seus direitos e obrigações.

Itens aos quais você deve estar atento ao ler o contrato:

  • Valor que você deseja para comprar o bem ou serviço (valor de crédito);
  • Prazos de duração do grupo, percentuais de contribuições (taxa de administração e, se houver, fundo de reserva e/ou seguro), demais despesas que poderão ser cobradas;
  • Garantias que você deverá apresentar para utilizar o crédito ao ser contemplado;
  • Regras de contemplação por sorteio e lance e forma de antecipação de pagamento de prestações;
  • Critérios de atualização do crédito;
  • Todas as condições prometidas pelo vendedor.

No ato da assinatura do contrato, também é fundamental exigir uma das vias do documento de adesão e/ou cópia do regulamento do grupo. O contrato cria vínculos entre consorciados e administradora, dando a todos os participantes as mesmas condições para concretizar seus objetivos.

Para conferir mais dicas importantes, assista ao vídeo abaixo e descubra como o consórcio pode ajudar você a realizar o seu sonho. Se ainda ficar com dúvidas sobre como entrar para o Sistema de Consórcios, Fale com a ABAC!

Categoria(s):

Consórcio de A a Z

Tag(s):

51 Comentários

  • VANTAGENS DO CONSÓRCIO
    • Poupança forçada!
    • Forma mais econômica de adquirir um bem
    • Não tem Juros !
    • Planos de Imóveis em até 180 meses
    • Planos de Veículos em até 100 meses
    • Sem taxa de adesão

  • Boa tarde
    Se eu comprar uma cota de R$500.000,00 e for contemplada , mas não quiser pegar o dinheiro, e deixar na empresa , o que eles fazem com o meu dinheiro? Eles aplicam? e meu dinheiro ficaria rendendo? E quando eu fosse pegar o dinheiro teria um valor maior para pegar?

    • Olá, Rita.

      Quando o consorciado é contemplado, ele tem até o encerramento do grupo para utilizar o crédito. Até que isso ocorra, esse valor estará aplicado no mercado financeiro e terá rendimentos líquidos a favor do consorciado. A rentabilidade tem início até o terceiro dia útil após a contemplação e término no último dia útil anterior ao da utilização do crédito. O tipo de aplicação é deliberado pelo grupo na primeira Assembleia Geral Ordinária, dentre as estabelecidas pelo Banco Central do Brasil.

      Abraço

  • Fiz um consórcio de 54.000,00 , ofereci de lance 35% desse valor. Qual é minha possibilidade de ser contemplada de imediato?

    • Olá, Daniela.

      Você deverá acompanhar as assembleias e verificar a média de lances que estão sendo ofertados no seu grupo. Mas não é possível garantir que outro consorciado não ofereça percentual maior que o oferecido por você.

      Abraço!

  • Boa tarde, poderia explicar melhor por favor sobre a taxa de adminsitração? estou vendo um consórcio de carros, e a taxa de adm ficou em 15%. esse valor eu perco correto? ou seja, eu pagarei 15% do valor da minha carta ao banco. Qual é o valor que retorna para mim no final do pagamento? é o fundo de reserva? eu estou em duvida nestes dois pontos.
    Obrigado !

    • Olá, Kaueê.

      A taxa de administração é a remuneração pela formação, organização e administração do grupo de consórcio até o encerramento deste. Portanto, os valores pagos a esse título não serão devolvidos. Já o fundo de reserva, que tem destinação especifica na forma do artigo 14 da Circular 3.432, do Banco Central do Brasil, somente será rateado proporcionalmente entre os consorciados ativos se existir saldo quando do encerramento do grupo.

      Esperamos ter ajudado e continuamos à disposição para ajudá-lo!

      Abraço!

  • No caso de cancelar perde todo o dinheiro

    • Olá, Carlos.

      O consorciado não contemplado que deixar de pagar as parcelas passará a figurar como consorciado excluído. Neste caso, ele continua participando dos sorteios mensais na condição de excluído. Sendo sorteado, terá direito à restituição da importância paga ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem). Portanto, não serão restituídos valores pagos referentes à taxa de administração, fundo de reserva e/ou seguros, sendo ainda possível a aplicação de uma cláusula penal por quebra de contrato.

      Abraço!

  • Site muito bom e esclarecedor! Obrigado aos envolvidos.

  • O banco na qual tenho conta está me oferecendo consórcio pra imóvel mas gostaria de entender mais sobre o assunto.Meu banco é o Itau

    • Olá, Patrícia.

      Sugerimos a leitura das cartilhas da ABAC para entender as principais regras do consórcio. O download é gratuito! Acesse: http://abac.org.br/a-abac/cartilhas. Além disso, a ABAC está à disposição para o que precisar!

      Abraço!

  • Num grupo de 168 meses, onde saem um imóvel por lance e outro por sorteio, em quanto tempo devo ser contemplado?

    • Olá, Luiz.

      Não é possível prever quando você será contemplado, o que pode acontecer até o final do seu grupo de consórcio.

      Abraço!

  • E se eu for contemplado,e pegar o valor abaixa da carta de crédito e continuar pagando eles me darão o valor restante ?

    • Olá, Adriana.

      Não. Na hipótese de adquirir bem com preço inferior ao valor do crédito, a diferença deve ser utilizada, a critério do consorciado, para (i) pagamento de obrigações vinculadas ao bem, observado o limite total de 10% do valor do crédito, relativamente às despesas com transferência de propriedade, tributos, registros cartoriais, instituições de registros e seguros; (ii) quitação das prestações vincendas na forma estabelecida no contrato e (iii) devolução do crédito em espécie ao consorciado quando suas obrigações financeiras, para com o grupo, estiverem integralmente quitadas.

      Abraço!

  • Se eu tiver nome no spc e for sorteado eu posso retirar o bem a qual eu estou comtribuindo?

    • Olá, Moises.

      À época da utilização do crédito, a Administradora avaliará o seu cadastro e a sua capacidade financeira de pagamento. Se, na ocasião, você estiver negativado junto aos órgãos de proteção ao crédito haverá problemas para liberação do crédito.

      Abraço!

  • Como funciona o lance fixo?Vou pagar junto com as parcelas, se contemplado como isso reduz o número de parcelas?

    • Olá, Eliton.

      O lance é a oportunidade a mais que o consorciado tem de concorrer à contemplação por meio do pagamento antecipado de parcelas. Ele poderá ser abatido de três maneiras: quitando da última para a primeira (ordem inversa), quitando a contar pelo próximo pagamento (ordem direta) ou diminuindo o valor de todas as prestações em aberto. Confira quais são as regras estabelecidas pela administradora em contrato. Recomendamos também a leitura do post “Conheça os diferentes tipos de lance no consórcio”: http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/conheca-os-diferentes-tipos-de-lance-no-consorcio-2

      Abraço!

  • Aplicação em imóveis. E obrigobrigatório que este imóvel tenha escritura

    • Olá, Gilenilson.

      Em caso de consórcio de imóveis, para utilização do crédito contemplado um dos requisitos exigidos é a Escritura Definitiva do imóvel em nome do vendedor, devidamente registrada junto ao Cartório de Registro de Imóveis competente.

      Abraço

  • Muito bom!!!! Obrigado!!! seus lindos!!!

  • Se eu fizer o contrato e depois de um bom tempo pagando o consorcio, precisar cancelar o contrato, consigo ter o retorno do dinheiro investido? Como funciona nesta situação?

    • Olá, Wagner.

      Em caso de pedido de cancelamento, o consorciado não contemplado continua participando dos sorteios mensais como excluído. O consorciado excluído terá direito à restituição do percentual pago ao fundo comum (que é o valor destinado à compra do bem), calculado sobre o valor do crédito na data da contemplação por sorteio ou na data da última de assembleia, acrescido dos rendimentos da aplicação financeira. Portanto, não serão restituídos valores pagos de taxa de administração, fundo de reserva e/ou seguros, caso contratados, sendo ainda possível que seja aplicada uma cláusula penal por quebra de contrato.

      Abraço!

  • Boa tarde.
    Existe legislação específica que regulamenta o consórcio?

    • Olá, Juan.

      Sim, o Sistema de Consórcios é regulamentado pela Lei nº 11.795, de 2008, mais conhecida como a Lei dos Consórcios. Clique no link para acessar a postagem “Conheça a Lei dos Consórcios” publicada no próprio site da ABAC – http://blog.abac.org.br/consorcio-de-a-a-z/conheca-lei-dos-consorcios-e-seus-beneficios#blog.

      Abraço!

      • OLÁ EXISTE COMPRA DE COTAS CONTEMPLADAS EM UMA EMPRESA DE CONSÓRCIOS?MEU MARIDO E EU FOMOS ATÉ UMA ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS E ELES NOS DISSERAM SOBRE COTAS CONTEMPLADAS OU SEJA TERÍAMOS Á NOSSO DISPOR DENTRO DE UMAS DUAS SEMANAS O VALOR QUE PRETENDEMOS CONTRATAR PARA COMPRA DE UM AUTOMÓVEL.É POSSÍVEL ISSO?

        • Olá, Elaine.

          Sim, é possível desde que se trate de uma cessão de direitos, ou seja, da transferência do contrato do consórcio já contemplado. Recomendamos a leitura atenta da integralidade das recomendações elencadas pela ABAC, disponíveis no link http://abac.org.br/o-consorcio/alerta-cotas-contempladas. Caso a dúvida persista, fique à vontade para entrar em contato conosco pelo e-mail falecom@abac.org.br.

          Abraço!

  • Meu filho assinou uns papeis no banco pra receber um cartão de crédito só depois de assinado eles falaram que era de um consórcio eu pedi pra ele pegar uma segunda via do contrato só que o banco não quer da dizem que nao podem dar

    • Olá, Mirian.

      Para que possamos ajudá-la, precisamos de mais informações sobre o caso. Por favor, entre em contato através do endereço de e-mail falecom@abac.org.br descrevendo novamente o ocorrido e informando o nome de seu filho (consorciado) e o nome do Banco.

      Abraço

  • Olá
    Se algum membro do grupo não conseguir pagar as parcelas q foram feita para o plano dele, os outros membros pagam?

    • Olá, Guilherme.

      Em raríssimas situações o consorciado contemplado de posse do bem poderá acarretar algum prejuízo ao grupo. No entanto, isso poderá ocorrer caso os bens retomados se demonstrem insuficientes à cobertura do saldo devedor do consorciado inadimplente. Há, portanto, vários outros procedimentos usualmente utilizados pelas administradoras, tais como: seguro de quebra de garantia, fundo de reserva (FR) do grupo e aplicações financeiras. Assim sendo, a realização de rateio de eventual saldo devedor entre os demais consorciados se evidencia pouco provável.

      Abraço!

  • Prezados(as)
    Excelente hoje!

    Me parece muito injusto que administradoras exijam dar lance sobre o Valor Total da Carta, e não do Saldo Devedor.
    Num plano de 80 meses; por exemplo, paguei 70 parcelas, por que deveria dar lance sobre o valor total da carta?
    Princípio do mutualismo se aplica somente em seguro, ou também em Consórcios?
    Ou…?
    Grato!

    • Roberto,

      Essa é uma regra estabelecida pela administradora em contrato, pois não existem normas específicas para isso. Caso deseje nossa ajuda, por favor, envie seu contrato para falecom@abac.org.br, com seu questionamento.

      Abraço!

  • Existe alguma administradora ou banco que crie um consórcio para um grupo fechado? De amigos por exemplo?
    Com valor de crédito solicitado pelos participantes?

    • Olá, Rodrigo.

      Você deverá procurar uma Administradora devidamente autorizada pelo Banco Central do Brasil. Após expor as suas necessidades e condições, a Administradora verificará se há condições suficientes para assegurar a viabilidade econômico-financeira do empreendimento sugerido, podendo ou não aceitar a sua proposta. Clique no link http://abac.org.br/a-abac/administradoras-associadas para ter acesso à relação de administradoras autorizadas pelo Banco Central e associadas à ABAC.

      Abraço!

  • No caso de falecimento do consorciado, é necessário colocar o consórcio no inventário para que na hora de contemplar o bem, este seja entregue aos herdeiros, ok? A dúvida é, qual valor deve ser declarado no inventário, o valor pago até o falecimento ou o valor contratado, ou seja total?

    • Silvana,

      Sugerimos que o inventariante solicite à Administradora de consórcios um extrato detalhado da cota do falecido consorciado e providencie a sua juntada aos autos do inventário. Caso a dúvida persista, fique à vontade para entrar em contato conosco pelo e-mail falecom@abac.org.br.

      Abraço!

  • Ola bom dia
    Se eu começar a pagar um consorcio hoje, no primeiro mês eu ja posso dar o lance, para tentar ser contemplado?

  • Paguei a primeira parcela quanto posso obter o veiculo

    • Olá, Rafael.

      No consórcio, o acesso ao crédito se dá por meio de contemplação, a qual pode se dar de duas maneiras: por sorteio ou por lance. Sugerimos a leitura do post “Como posso ser contemplado no consórcio?”, publicada no próprio site da ABAC. Clique aqui para ler.

      Abraço!

  • É possível transferir um consórcio feito por pessoa jurídica e já contemplado para uma pessoa física?

    • Olá, Marcos.

      Sim, o contrato de consórcio pode ser transferido de uma pessoa jurídica para uma pessoa física, desde que aprovada essa transferência pela sua Administradora.

      Abraço!

  • Bom dia.
    Fui contemplado em sorteio e lance ao mesmo tempo, Neste caso, posso optar por não pagar o lance e receber a carta de crédito pelo sorteio? ou sou obrigado a pagar o lance para comprar meu bem, um veículo?

    • Ernani,

      A contemplação por sorteio prevalecerá sobre a contemplação por lance. Não serão cobrados os valores referentes à eventual lance vencedor ofertado.

      Um abraço!

  • posso , ao ser contemplado, retirar em dinheiro e usar para compra de outro item, no caso que nao seja carro/moto?

    • Cleonice,

      Para retirar o crédito em dinheiro você deverá cumprir dois requisitos: quitar integralmente as suas obrigações financeiras e aguardar 180 dias desde a sua contemplação. Uma vez retirado o crédito em dinheiro, você poderá utilizá-lo da forma como desejar.

      Abraço!

  • quando uma administradora de consórcio antecipa os pagamentos das taxas de administracao alem da parcela na assinatura e durante 5 anos cobra antecipações alem da taxa convencionada no contrato e contraria a lei dos consórcios no err.27….qual seria o órgão que poderia ajudar o consorciado e seu grupo a repor seu patrimônio e ter o seu dinheiro devolvido?

    • Olá, Roberto.

      É facultado à administradora estipular no contrato de adesão, a cobrança de valor a título de antecipação de taxa de administração, conforme determina o art. 27, §3º da Lei 11.795/2008, que dispõe sobre o Sistema de Consórcio. Essa cobrança tem por destino o pagamento de despesas imediatas vinculadas à venda de cotas de grupo de consórcio e remuneração de representantes e corretores, devendo tal valor ser: (a) destacado do valor da taxa de administração que compõe a prestação, sendo exigível apenas no ato da assinatura do contrato de participação em grupo de consórcio, por adesão e (b) deduzido do valor total da taxa de administração durante o prazo de duração do grupo. Para confirmar a composição da prestação mensal solicite à Administradora um extrato da sua cota atualizado.

      Abraço

Deixe seu comentário

*

Receba novidades




ENVIE SUGESTÕES
DE POSTAGENS