Publicado em 15/08/2017 as 17:03H
Drops de Mercado

Sistema de Consórcios em junho/2017: dados econômicos

A procura pelo consórcio cresceu 8,4% no 1º semestre de 2017, conforme balanço do Sistema de Consórcios. No acumulado do ano, foram vendidas 1,1 milhão de novas cotas, ante 1,015 milhão no 1º semestre de 2016. Conheça outros resultados do Sistema de Consórcios no acumulado de janeiro a junho deste ano.

A venda de novas cotas cresceu em cinco dos seis setores que compõem o Sistema de Consórcios. A maior alta foi registrada no segmento de Serviços, que manteve a liderança com expansão de 107,5%. Em relação aos R$ 43,92 bilhões comercializados em crédito no 1º semestre, o montante supera em 23,7% o alcançado nos seis primeiros meses de 2016. Em junho, o tíquete médio de R$ 40,5 mil supera em 7,1% o registrado há 12 meses.

Confira o desempenho de cada segmento do Sistema de Consórcios de janeiro a junho deste ano, em comparação com 2016, segundo dados da assessoria econômica da ABAC.

Consórcio de veículos leves: esse segmento registrou alta em diversos indicadores, chegando a 26,7% no volume de créditos disponibilizados (R$ 21,51 bilhões) de janeiro a junho de 2017. Na comparação com o acumulado no 1º semestre de 2016, houve ainda expansão de 20,5% nas vendas de novas cotas (516,6 mil). Em junho de 2017, o total de participantes ativos (3,44 milhões) e o tíquete médio (R$ 41,9 mil) superam em 6,2% e 1,7%, respectivamente, ao registrado em junho de 2016. No acumulado do ano até junho, as contemplações (259,5 mil) caíram 1,8% e o volume de créditos disponibilizados no período baixou 1,1%.

Consórcio de motocicletas: de janeiro a junho de 2017, o volume de créditos comercializados atingiu R$ 3,58 bilhões, alta de 4,1% em relação ao 1º semestre de 2016. Em junho, o tíquete médio de R$ 8,6 mil foi 10,3% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado, mas o total de consorciados ativos (2,34 milhões) baixou 11,7%. No acumulado do 1º semestre, as contemplações (286,5 mil) e o volume de créditos disponibilizados (R$ 3,06 bilhões), caíram respectivamente 17,6% e 17,3%, na comparação com o 1º semestre de 2016.

Consórcio de veículos pesados: a maior alta desse segmento foi registrada no tíquete médio, que cresceu 13,7% em junho, atingindo R$ 147,7 mil, ante R$ 129,9 mil no mesmo mês de 2016. De janeiro a junho de 2017, foram comercializados R$ 3,46 bilhões em créditos e vendidas 23,45 mil novas cotas, altas de 12,3% e 10,4%, nessa ordem, em relação ao 1º semestre de 2016. No período, as contemplações (14,35 mil) e o volume de créditos disponibilizados (R$ 2,03 bilhões), tiveram quedas de 5,3% e 4,2%. Em junho de 2017, o total de participantes ativos nesse segmento apresentou ligeira retração de 1,6%, fechando em 276 mil consorciados.

Consórcio de imóveis: a procura pelo segmento teve alta de 8,7%, com a comercialização de 114,7 mil cotas no acumulado de janeiro a junho de 2017. Os R$ 15,22 bilhões  em créditos comercializados nesse período, representam crescimento de 27,6% em comparação com o montante atingido no 1º semestre de 2016. Já o total de contemplações (33,85 mil) e o volume de créditos disponibilizados (R$ 3,39 bilhões), tiveram quedas de 6,1% e 5,3%, respectivamente, na mesma base de comparação. Em junho de 2017, o total de consorciados ativos (804 mil) apresentou estabilidade e o tíquete médio cresceu 15,6%, em relação a junho de 2016.

Consórcio de eletroeletrônicos: o volume de créditos comercializados no 1º semestre do ano (R$ 43,24 milhões) é 33,2% maior do que o acumulado nos seis primeiros meses de 2016.  No mesmo período, o total de cotas vendidas (8,90 mil) representou crescimento de 26,6%. Já as 3,67 mil contemplações do semestre, representaram baixa de 9,2% em relação ao 1º semestre de 2016. Como resultado, o volume de créditos disponibilizados no período (R$ 19,64 milhões) caiu 9%. Embora o total de participantes ativos (26,5 mil) representem queda de 1,9% em junho, em relação ao mesmo mês de 2016, o tíquete médio fechou em alta de 2,1%, fechando em R$ 4,9 mil.

Consórcio de serviços: esse segmento segue liderando os resultados positivos do Sistema de Consórcios, com altas em todos os indicadores. A maior expansão se deu no volume de créditos comercializados, que cresceu 130% ao atingir R$ 98,21 milhões de janeiro a junho de 2017, em relação ao mesmo período de 2016. Nessa mesma comparação, houve ainda expansão de 107,5% nas vendas de novas cotas (13,80 mil), de 16,2% nas contemplações (6,16 mil), e de 16,1% no volume de créditos disponibilizados no período (R$ 34,27 milhões). Em junho deste ano, o total de consorciados ativos (44,5 mil) e o tíquete médio (R$ 7,1 mil), representaram altas de 29% e 2,9%, sob o registrado em junho de 2016.

Sistema de Consórcios em geral

Veja o desempenho do Sistema de Consórcios de janeiro a junho de 2017, em comparação com 2016, considerando todos os segmentos:

Participantes ativos consolidados (consorciados em grupos em andamento)
– 6,93 milhões (junho/2017)
– Retração: 1,4%

Vendas de novas cotas (novos consorciados)
– 1,1 milhão (janeiro-junho/2017)
– Crescimento: 8,4%

Volume de créditos comercializados
– R$ 43,92 bilhões (janeiro-junho/2017)
– Crescimento: 23,7%

Tíquete médio geral (valor médio da cota no mês)
– R$ 40,5 mil (junho/2017)
– Crescimento: 7,1%

Contemplações (consorciados que tiveram a oportunidade de comprar bens)
– 604 mil (janeiro-junho/2017)
– Retração: 10,2%

Volume de créditos disponibilizados
– R$ 19,12 bilhões (janeiro-junho/2017)
– Retração: 5,2%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*