Publicado em 8/02/2017 as 13:46H
Dicas da ABAC

6  Dicas básicas para quem quer fazer um consórcio 

O consórcio está  consolidado  entre os brasileiros como uma importante modalidade para planejar a realização de sonhos, permitindo desde a formação de patrimônio até a contratação de serviços, como curso no exterior, festa de casamento e até cirurgias. Para quem está pensando em fazer um consórcio, a ABAC preparou algumas dicas básicas com o que você precisa saber.

1 – Analise se você pode esperar a contemplação 

A palavra que resume o consórcio é planejamento. A modalidade é ideal para quem se programa para conquistar o que deseja em médio e longo prazos. Por isso, analise sua necessidade e veja se você pode aguardar a contemplação por sorteio ou lance. E lembre-se: no consórcio, todos os participantes concorrem em igualdade, e não é possível saber quando você será contemplado. Planeje-se para aproveitar as vantagens de fazer um consórcio.

2 – Só compre de administradora autorizada pelo Banco Central 

Só podem administrar grupo de consórcios empresas autorizadas pelo Banco Central do Brasil, que é a autoridade que regulamenta e fiscaliza o Sistema de Consórcios. Todas as administradoras associadas à ABAC são autorizadas, mas você pode buscar a relação completa das empresas no site do Banco Central do Brasil.

3 – Encontre o melhor plano 

Embora muitas regras do consórcio sejam determinadas por lei e normativos, a administradora é livre para oferecer os planos que achar mais adequados aos seus clientes. Dessa forma, prazo, taxa de administração, valor do crédito, cobrança ou não de fundo de reserva e de seguros, dentre vários outros pontos, variam entre as empresas. Pesquise para encontrar a melhor opção para sua necessidade.

4 – Leia atentamente o contrato 

A ABAC sempre orienta o consumidor a ler com bastante atenção as cláusulas do contrato, pois é nele que constam todos os direitos e deveres do consorciado e da administradora. Com a leitura do contrato, você fica ciente de todas as regras do seu consórcio.  Não deixe de ler nosso post Check list para assinar um contrato de consórcio e, em caso de dúvidas, vocês pode entrar em contato diretamente com a ABAC para esclarecimentos, pelo e-mail falecom@abac.org.br.

5 – Informe-se quanto às garantias 

A administradora precisa seguir alguns procedimentos para garantir a segurança do grupo. A apresentação de garantias é uma delas. Para utilizar o crédito ao ser contemplado, o consorciado precisa comprovar para a administradora que pode arcar com os compromissos do consórcio até o final do grupo. Assim, a contemplação dos demais participantes, que depende da contribuição de todos, ficará assegurado. De acordo com a legislação, a administradora pode solicitar ao consorciado até mesmo garantias complementares, se julgar necessário. Consulte sua administradora para mais informações.

6 – Entenda por que a parcela pode variar 

O crédito no consórcio é corrigido conforme o critério estabelecido no contrato, sendo o mais comum algum índice de inflação (como IPCA e IGPM) ou o preço sugerido pelo bem, como no caso de veículos. Isso acontece para que, independentemente da data em que for contemplado, você possa adquirir o bem ou serviços desejados. Um exemplo: o carro que você deseja custa R$ 37 mil. Suponhamos que você seja contemplado 18 meses depois e o preço do veículo tenha subido para 40 mil. Graças à correção do crédito, seu poder de compra estará garantido.  Vale destacar que o valor do seu crédito também pode variar para menos. Se o índice for negativo ou o preço sugerido cair, o valor do seu crédito e da sua parcela também cai. Se o índice for nulo ou o preço sugerido não for alterado, seu crédito também não sofrerá alteração. E não se esqueça: as parcelas continuarão sendo atualizadas, se for o caso, mesmo após a contemplação, afinal, os participantes que ainda não foram contemplados também precisam realizar os seus desejos.

O consórcio oferece inúmeras vantagens a quem planeja e sabe o que quer. Leia também 10 Motivos para fazer um consórcio, onde você encontrará os principais benefícios desse Sistema, além de 7 Coisas que você precisa saber ao fazer um consórcio, onde destacamos diversas regras de funcionamento que podem te ajudar a aproveitar ainda mais seu investimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

3 comentários sobre “6  Dicas básicas para quem quer fazer um consórcio ”

  1. BOAS DICAS DE QUEM QUER COMPRAR CONSORCIO SEGURO

  2. Ricardo Silva disse:

    Olá amigos da ABAC,

    Eu acho o consorcio para aquisição de bens e de investimento uma boa opção, levando em consideração o baixo risco, variedade de valores e praticidade na aquisição. Porem após os consórcios ganharem credibilidade no mercado, está se criando uma grande especulação, principalmente em cima do fundo de reserva, não tem lógica as administradoras cobrar até 3,5% de(F.R.). Conforme as normas dos consórcios o ideal é no máximo 2,0% e contando todos os encargos de administração chegar a 14 e 16% e não até 23% como encontrei na ultima pesquisa que fiz. Devo esclarecer que mesmo tendo interesse não fiz nova aquisição pois me deparei com uma onda especulativa muito grande. É bom as administradoras rever esses valores, os clientes estão percebendo e vão fugir dessas taxas absurdas. Eu não pago mais que 17% as que já tenho ficam entre 13 e 16% é o suficiente conforme anda a nossa economia.

    1. ABAC disse:

      Olá, Ricardo.

      Obrigada por expressar sua opinião. Porém, gostaríamos de esclarecer que não existem normas que estabelecem valores máximos para cobrança do fundo de reserva. Cabe à administradora, quando está planejando a constituição de um grupo, definir o percentual que considera necessário em virtude das características desse grupo. Da mesma forma ocorre com a taxa de administração.

      Abraços