fbpx

Consórcio cresce 33% e é opção para a compra de bens e serviços

04 . out . 2016

Depois de registrar oscilações na venda de novas cotas, o consórcio registrou o quarto mês consecutivo de crescimento, com recorde anual de 221 mil cotas vendidas em agosto. O crescimento de 33% em relação a maio reflete o aumento no Índice de Confiança do Consumidor – que subiu de 90,85 para 100,05 pontos no período, segundo a Fecomércio/SP – e revela boas perspectivas para os próximos meses.  

Os segmentos do consórcio que se destacaram nesse mês foram veículos leves e motocicletas novas, com 118 e 79 mil adesões, respectivamente. No comparativo das vendas de janeiro a agosto deste ano com as do ano passado, os segmentos que apresentaram alta foram serviços (51,1%), eletroeletrônicos e outros bens móveis (10,7%) e veículos leves (0,4%). Apesar do pequeno aumento em veículos leves, este resultado pode ser comemorado por ser o primeiro resultado positivo do ano nesse segmento em comparação com 2015.

O Sistema de Consórcios 

Em período de recessão, em que é necessário mais cautela ao consumir e um controle mais rigoroso do orçamento mensal, a saída para continuar realizando sonhos é planejar. E este é um dos principais motivos pelos quais o consórcio vem se destacando: a modalidade permite ao consumidor se programar financeiramente para fazer uma aquisição a médio e longo prazos.

Ideal para quem não tem pressa e pode aguardar a contemplação por sorteio ou lance, o consórcio pode oferecer custos mais atraentes por não ter juros, apenas taxa de administração que é paga à administradora pelos serviços prestados. Leia O que faz uma administradora de consórcios. O consumidor pode procurar no mercado, entre empresas autorizadas pelo Banco Central, aquelas que oferecem as melhores taxas, bem como prazos e créditos adequados para cada necessidade.

É possível comprar todo tipo de bem com o consórcio, desde carro, passando por moto, caminhão trator, eletroeletrônicos, casa, terreno, apartamento, até aeronaves e embarcações. Em agosto, o valor médio da cota de veículos leves ficou em R$ 39.268, enquanto o de imóveis ficou em R$ 113.929. Já a cota média de motocicletas foi de R$ 7.745, de pesados (caminhões, ônibus, semirreboques, tratores e implementos) R$ 131.943, e de eletroeletrônicos, R$ 4.598.

Com o consórcio também é possível contratar qualquer tipo de serviço, como tratamentos odontológicos, festa de casamento, cirurgias plásticas, faculdade e viagens. Esse segmento – o mais novo do Sistema de Consórcios -, apesar de ter pouco mais de 35 mil participantes ativos, é o que vem registrando os crescimentos mais expressivos em relação a 2015. Para se ter uma ideia, o total de créditos comercializado de janeiro a agosto foi de quase R$ 70 milhões, 75% maior que em 2015, enquanto as cotas comercializadas (10.500 ao todo) foram 51,1% maior.

Seja para a compra de bens ou contratação de serviços, o consórcio vem mostrando cada vez mais sua força e importância para a realização de sonhos, permitindo ao brasileiro, mesmo em tempo de crise, manter seu poder de compra. Para saber mais sobre essa modalidade, leia também nosso post Sistema de Consórcios: o que é e como funciona.

Categoria(s):

Drops de Mercado

Tag(s):

, ,

2 Comentários

  • Acho consórcio uma maneira de adquirir um bem, mais em conta e com melhor planejamento, financeiro.

    • Obrigada pela sua opinião, Paulo Roberto! 😉

Deixe seu comentário

*

Receba novidades




ENVIE SUGESTÕES
DE POSTAGENS