fbpx

Gastos: necessários, supérfluos ou desperdícios?

24 . jul . 2020

Uma ação muito efetiva para equilibrar as contas em tempo de crise é diminuir gastos. Mas como fazer isso? Como escolher o que cortar ou reduzir? No post de hoje, vamos ajudá-lo a identificar e classificar os seus gastos.

Primeiramente, é preciso refletir sobre os três tipos de gastos que temos: necessários, supérfluos e desperdícios. São eles:

Necessários: são os gastos considerados imprescindíveis. Estão ligados aos itens sem os quais não conseguimos viver, como alimentação, moradia e vestuário.

Supérfluos: são gastos que geram bem-estar e atendem mais aos desejos que às necessidades. Como roupas de marca, restaurantes e TV a cabo.

Desperdícios: são gastos que não geram bem-estar e não atendem nem às necessidades nem aos desejos. Como as multas por atraso de pagamento, a compra de algo que não será usado e a compra de alimentos que vão estragar antes do consumo.

Leia também Necessidade ou desejo: você sabe identificar?

Mãos à obra!

  1. Liste todas as suas despesas. Se precisar de ajuda, utilize essa planilha de orçamento pessoal da ABAC, que ainda te ajuda a definir e monitorar suas metas: https://materiais.abac.org.br/planilha-controle-gastos

  2.  Classifique cada gasto nesses três grupos; 

  3. Agora crie coragem e tome a iniciativa da mudança:

Necessário = busque alternativas com menor custo.

Supérfluo = reduza ou elimine durante a crise.

Desperdício = elimine por completo, para sempre!

Lembre-se da importância do consumo consciente. Valorize empreendedores locais e apoie pequenas empresas especialmente durante a pandemia.

Fonte:Portal Cidadania Financeira, do Banco Central do Brasil.

Categoria(s):

Educação Financeira

Tag(s):

, , , , , , ,

Deixe seu comentário

*

Receba novidades




ENVIE SUGESTÕES
DE POSTAGENS