Publicado em 18/12/2017 as 16:04H
Drops de Mercado

Sistema de Consórcios em outubro/2017: dados econômicos

O ritmo de vendas registrado pelo Sistema de Consórcios durante todo o ano foi mantido em outubro. A comercialização de novas cotas atingiu 1,97 milhões no acumulado do ano, o que representa crescimento de 8,2% em relação ao acumulado no mesmo período de 2016 (1,82 milhão).

Outubro representou o segundo melhor mês de 2017 no total de vendas, com a comercialização de 220,2 mil cotas. Por segmentos, os resultados também foram expressivos: 105 mil novas cotas vendidas de veículos leves, 75 mil de motos, 30 mil de imóveis, 5,2 de veículos pesados, 3 mil de serviços e 2 mil de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis.

O volume de cotas vendidas no acumulado do ano até outubro gerou negócios que somaram R$ 83,28 bilhões em créditos comercializados. O valor é 27,8% superior ao registrado pelo Sistema de Consórcios de janeiro a outubro de 2016. No ano passado, foram R$ 65,15 bilhões. Por sua vez, o tíquete médio mensal também avançou: passou de R$ 37,6 mil, em outubro de 2016, para R$ 44,1 mil, em outubro de 2017.

Veja como ficou o desempenho do Sistema de Consórcios por segmento:

Consórcio de veículos leves: de janeiro a outubro de 2017, foram comercializados R$ 38,58 bilhões em créditos – expansão de 16,6% em relação ao acumulado de janeiro a outubro de 2016. Nessa mesma comparação, foram contabilizadas 932,1 mil adesões, disponibilizados R$ 18,46 bilhões em créditos e contemplados 452,5 mil consorciados, altas de 10,5%, 5,5% e 4,9%. Em outubro de 2017, o número de participantes ativos cresceu 4,2%, fechando em 3,46 milhões de consorciados. O único indicador a registrar queda foi o tíquete médio, que no décimo mês do ano foi de R$ 38,9 mil, ainda assim de apenas 1%.

Consórcio de motocicletas: no acumulado até outubro de 2017, foram comercializados R$ 6,01 bilhões em créditos – crescimento de 4,7% em relação ao registrado de janeiro a outubro de 2016. Em outubro, o tíquete médio foi de R$ 7,8 mil, estável em relação ao mesmo mês de 2016, mas os 2,22 milhões de participantes ativos representaram queda de 12,6% sob a mesma base de comparação. De janeiro a outubro deste ano, as vendas de novas cotas (715,1 mil), as contemplações (457,5 mil) e o volume de créditos disponibilizados (R$ 4,89 bilhões), baixaram 3,3%, 15,7% e 15,4%, respectivamente, comparadas ao registrado no mesmo período de 2016.

Consórcio de veículos pesados: o volume de créditos comercializados acumulou R$ 7,01 bilhões até outubro de 2017, crescimento de 23,2% em relação ao acumulado de janeiro a outubro de 2016. No mesmo período, foram vendidas 46,55 mil novas cotas (alta de 13,3%), contemplados 25,05 mil consorciados e disponibilizados R$ 3,54 bilhões em créditos, o que no caso dos dois últimos indicadores significa estabilidade. Da mesma forma, ficou estável o número de participantes ativos (279 mil) em outubro de 2017, enquanto o tíquete médio de R$ 156 mil significou crescimento de 11,1% em relação ao alcançado em outubro de 2016.

Consórcio de imóveis: de janeiro a outubro de 2017, foram comercializados créditos de R$ 31,39 bilhões, com a venda de 231,7 mil novas cotas – altas de 53,2% e 32,4% em relação ao acumulado no mesmo período de 2016. Até outubro deste ano, foram 60,05 mil contemplações, apresentando estabilidade em relação ao registrado de janeiro a outubro de 2016, e disponibilizados R$ 6,02 bilhões, crescimento de 1,3%. Com um tíquete médio de R$ 139,9 mil em outubro, crescimento de 7% comparando com outubro de 2016, o total de participantes ativos atingiu 822 mil, expansão de 4,8%.

Consórcio de serviços: nesse segmento, os indicadores tiveram altas de até 105,9%, caso do volume de créditos disponibilizados de janeiro a outubro de 2017, que somou R$ 194,93 milhões, ante R$ 94,65 milhões no mesmo período de 2016. Nessa mesma comparação, as vendas de novas cotas (26,7 mil), as contemplações (11,96 mil) e o volume de créditos disponibilizados (R$ 66,56 milhões), cresceram 88%, 30,7% e 30,6%. O total de 49,5 mil participantes ativos de outubro foi 37,5% maior que o registrado no mesmo mês de 2016 e o tíquete médio foi de R$ 8 mil – alta de 21,2%.

Consórcio de eletroeletrônicos: todos os indicadores desse segmento registraram crescimento ou estabilidade. A maior expansão se deu no volume de créditos comercializados, que avançou 57,1% de janeiro a outubro de 2017, em relação a igual período de 2016. No total foram comercializados R$ 86,94 milhões em créditos. Sob a mesma base de comparação, as 17,6 mil cotas vendidas representaram crescimento de 46,3%. Já as contemplações (6,57 mil) e o volume de créditos disponibilizados (R$ 35,15 milhões) ficaram estáveis. Em outubro, foram contabilizados 30,5 mil participantes ativos e tíquete médio de R$ 5 mil, altas de 8,7% e 19,6%, em relação ao mesmo mês de 2016.

Sistema de Consórcios em geral

Confira como foi o desempenho de todos o Sistema de Consórcios de janeiro a outubro, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Participantes ativos consolidados (consorciados em grupos em andamento)
– 6,86 milhões (outubro/2017)
– Retração: 1,7%

Vendas de novas cotas (novos consorciados)
– 1,97 milhão (janeiro-outubro/2017)
– Crescimento: 8,2%

Volume de créditos comercializados
– R$ 83,28 bilhões (janeiro-outubro/2017)
– Crescimento: 27,8%

Tíquete médio geral (valor médio da cota no mês)
– R$ 44,1 mil (outubro/2017)
– Crescimento: 17,3%

Contemplações (consorciados que tiveram a oportunidade de comprar bens)
– 1,013 milhão (janeiro-outubro/2017)
– Retração: 5,8%

Volume de créditos disponibilizados
– R$ 33,01 bilhões (janeiro-outubro/2017)
– Estável

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*