Publicado em 12/07/2018 as 17:01H
Drops de Mercado

Sistema de Consórcios em maio/2018: dados econômicos

O Sistema de Consórcios registrou recorde de adesões nos cinco primeiros meses de 2018. A venda de 1,01 milhão de cotas representou avanço de 10,7% sob o comercializado de janeiro a maio de 2017. É o melhor resultado para o período desde 2014.

O interesse do consumidor pela modalidade consórcio segue crescendo. Apenas no mês de maio, foram 220 mil novas adesões. O tíquete médio atingido no quinto mês do ano foi de R$ 41,5 mil – valorização de 2% em relação a maio de 2017. Já os créditos comercializados, aumentaram 9,1% e chegaram a R$ 39,61 bilhões no acumulado de 2018 até maio.

O Sistema de Consórcios viu ainda seu número de participantes ativos romper a casa dos 7 milhões. Com crescimento de 1,2% em maio, foram 7,01 milhões de consorciados ativos. Nos últimos oito meses, o crescimento desse indicador tem sido constante. Em relação aos 6,86 milhões existentes em outubro, a alta é de 2,2%.

Sistema de Consórcios: desempenho por segmento

Veja como ficou o desempenho do Sistema de Consórcios no acumulado de janeiro a maio de 2018, comparando com igual período de 2017.

Consórcio de veículos leves: a procura por esse segmento do consórcio esteve em alta no acumulado até maio de 2018. Foram vendidas 467 mil cotas, crescimento de 8,5% em relação ao acumulado de janeiro a maio de 2017. Já o volume de créditos comercializados, cresceu 8,3%, fechando em R$ 19,4 bilhões. No mesmo período, ocorreram 235,3 mil contemplações, aumento de 7,2%, e foram disponibilizados R$ 9,6 bilhões em créditos, montante 7,2% superior ao registrado um ano antes. Em maio, o Sistema de Consórcios registrou 3,57 milhões de participantes ativos na categoria de veículos leves. Esse total é 4,1% superior ao obtido em maio de 2017. O tíquete médio, na mesma base de comparação, sofreu desvalorização de 1,2% e ficou em R$ 42 mil.

Consórcio de motocicletas: no acumulado do ano até maio, a comercialização de novas cotas teve alta de 11,5%. No período, foram vendidas 390,8 mil cotas. Com isso, o volume de créditos comercializados atingiu crescimento de 10,2%. No total, atingiu R$ 3,25 bilhões. As 207,5 mil contemplações e os R$ 2,21 bilhões de créditos disponibilizados representaram baixas de 11,9% e 12,3%, respectivamente. Em maio, o total de participantes ativos (2,19 milhões) foi 7,2% menor que no mesmo mês de 2017. Em igual comparação, o tíquete médio teve desvalorização de 2,3%, fechando em R$ 8,4 mil.

Consórcio de veículos pesados: os créditos comercializados até maio tiveram alta de 22,5%, acumulando R$ 3,37 bilhões. Foram vendidas 22,4 mil cotas, crescimento de 20,1% em relação a comercialização atingida de janeiro a maio de 2017. As contemplações (13,55 mil) e o volume de créditos disponibilizados (R$ 1,91 bilhões) anotaram expansão de 14,4%. O número de participantes ativos em maio subiu 5,1%, atingindo 291 mil consorciados. Já em relação ao tíquete médio, estabilidade. Fechou em R$ 152,2 mil.

Consórcio de imóveis: a procura pelo consórcio de imóveis aumentou 4,6%, com a venda de 99 mil cotas de janeiro a maio. No mesmo período, os créditos comercializados atingiram R$ 13,4 bilhões – alta de 6,6%. Já a as contemplações, acumularam aumento de 5,3%, beneficiando 29,6 mil consorciados. Foram disponibilizados ainda R$ 2,97 bilhões em crédito, crescimento de 5,7%. Em maio, o total de consorciados ativos (862 mil) foi 7,8% maior que o alcançado no respectivo mês de 2017. Nessa mesma base de comparação, o tíquete médio ficou estável, em R$ 136,9 mil.

Consórcio de serviços: todos os indicadores registraram expansão, com destaque para o volume de créditos comercializados. No acumulado até maio, esse montante fechou em R$ 132,04 milhões, alta de 68,5%. A comercialização de cotas cresceu 62,7%, com a chegada de 17,9 mil novos consorciados. Em maio, haviam 61,5 mil consorciados nesse segmento – 42% a mais que o alcançado um ano antes. No quinto mês do ano, o tíquete médio teve valorização de 2,7% em relação ao alcançado no mesmo mês de 2017, fechando em R$ 7,5 mil. De janeiro a maio, ocorreram 7,08 mil contemplações e foram disponibilizados créditos da ordem de R$ 39,39 milhões. Nesses dois indicadores, a alta foi de 38,6%.

Consórcio de eletroeletrônicos: com a venda de 10,95 mil cotas e a comercialização de R$ 55,13 milhões em créditos, as altas desse segmento chegaram a 54,2% e 59,8% no acumulado até maio, respectivamente. No mesmo período, ocorreram 4,03 mil contemplações, crescimento de 33,4%, e foram disponibilizados créditos da ordem de R$ 21,54 milhões – expansão de 33,3%. Em maio, o consórcio de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis fechou em 34,5 mil consorciados, 33,7% a mais do que o alcançado um ano antes. O tíquete médio no mês foi de R$ 5,1 mil, valorização de 2%.

Sistema de Consórcios em geral

Veja abaixo o desempenho do Sistema, considerando-se todos os segmentos, no acumulado de janeiro a maio de 2018.

Participantes ativos consolidados (consorciados em grupos em andamento)
– 7,01 milhões (maio/2018)
– crescimento: 1,2%

Vendas de novas cotas (novos consorciados)
– 1,01 milhão (janeiro-maio/2018)
– crescimento: 10,7%

Volume de créditos comercializados
– R$ 39,61 bilhões (janeiro-maio/2018)
– crescimento: 9,1%

Tíquete médio geral (valor médio da cota no mês)
– R$ 41,5 mil (maio/2018)
– crescimento: 2%

Contemplações (consorciados que tiveram a oportunidade de comprar bens)
– 496,5 mil (janeiro-maio/2018)
– retração: 1,3%

Volume de créditos disponibilizados
– R$ 16,75 bilhões (janeiro-maio/2018)
– crescimento: 4,7%

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

5 comentários sobre “Sistema de Consórcios em maio/2018: dados econômicos”

  1. Baptista disse:

    Show de bola!

  2. tenho interesse de vender lotes em consócios e quero trabalhar com uma ADM de consocio legal que a esteja no mercado e seja conhecida,

    1. ABAC disse:

      Olá, Paulo.

      A proposta de participação em grupo de consórcio pode ter como referência bem imóvel, cujo preço será a base para a apuração do valor do crédito a ser atribuído aos participantes do grupo. Contudo, o crédito não se encontra vinculado à aquisição daquele bem específico, podendo ser utilizado na aquisição de outros da mesma categoria, conforme as normas estabelecidas pelo Banco Central do Brasil. Portanto, a forma de utilização do crédito será sempre de livre escolha do consorciado contemplado. Para localizar as Administradoras de Consórcios associadas à ABAC, clique em http://abac.org.br/a-abac/administradoras-associadas

      Abraço!

  3. Henrique disse:

    Tive na loja querendo ver como funcionava pois tentei financiamento de um carro o score é baixo au não aprova ai falei com o vendedor olhei um carro foi 25 mil então deixei meus dados depois uma moça ligou dizendo que foi aprovado então o vendedor falou que eu teria quer da 1300 e no próximo dia 20 eu já pagaria uma parcela de 564 que foi feito em 60 meses e que após ter pago o valor de 1300 eu já ganharia uma carta de crédito e já poderia ir à qualquer conssecionaria … só que fiquei de resolver no dia quinze ou doze desse mês pois seria quando eu teria esse valor … que era diferente de consorsio pois ele tinha colocado meu nome como urgência aí logo estaria com carta de crédito que era um plano diferenciado… por gentileza gostaria realmente de saber se vcs trabalham assim mesmo se isso procede? Muito grato pela compreensão de vcs aguardo resposta.

    1. ABAC disse:

      Olá, Henrique.

      No consórcio, não é possível prever quando o consorciado será contemplado, pois a contemplação só pode ocorrer de duas formas: (i) por sorteio – no qual todos os consorciados concorrem mensalmente e de forma isonômica ao crédito até o encerramento do grupo – ou (ii) por lance, quando o valor ofertado pelo consorciado é o vencedor. Por favor, entre em contato através do endereço de e-mail falecom@abac.org.br descrevendo novamente o seu questionamento e informando o nome da empresa para que possamos verificar o caso.

      Abraço e obrigada pela confiança na ABAC!