Publicado em 28/08/2017 as 16:50H
Dicas da ABAC

Consórcio é um bom investimento para 78% dos consorciados

Além de possibilitar a aquisição de bens ou serviços, o consórcio também é utilizado como investimento por uma boa parcela dos consorciados. Em pesquisa realizada pela ABAC junto a administradoras associadas, por intermédio da Quorum Brasil, 78% dos consorciados ativos relataram que um “bom investimento” é o que vem à cabeça quando ouvem a palavra consórcio.

Em relação ao levantamento realizado em 2016, houve uma expansão de 12 pontos percentuais. Há um ano, esse contingente representava 66%. Em outra questão da nova pesquisa, o consórcio foi mencionado como meio de aquisição de bem por 46% e investimento por 54% dos consorciados ativos. Esses índices reforçam que o consórcio é um mecanismo de autofinanciamento consagrado no país. Também mostram que o consorciado planeja seu consumo.

A satisfação geral dos consorciados também cresceu de 2016 para 2017. Considerando os diversos segmentos do consórcio, o indicador subiu de 8,10, no ano passado, para 8,21, em 2017. Com a clientela satisfeita, também cresceu a parcela dos que recomendam a marca e o mecanismo consórcio. A parcela dos que recomendariam a administradora contratada variou de 79%, no segmento serviços, a 87%, no segmento de motocicletas.

Já os que recomendam o consórcio para aquisição de bens e serviços, variou de 81%, no segmento Imóveis, a 89%, no segmento motocicletas. Por fim, a menção à intenção de comprar novas cotas variou de 52%, no consórcio de máquinas agrícolas (que integra o segmento de veículos pesados), a 63%, nos segmentos Automóveis e Caminhões.

Percepção do consórcio como investimento cresce entre potenciais

Além dos consorciados ativos, a pesquisa também ouviu a opinião de consorciados em potencial. Também entre eles houve crescimento dos que apontam o consórcio como investimento. Passou de 48%, em 2016, para 61%, este ano. A opção “meio adquirir um bem” baixou de 52% para 39%, no mesmo período. Em outra pergunta relacionada, 57% mencionaram o consórcio como bom investimento, alta de dois pontos percentuais em relação a 2016.

Para 27% dos consorciados em potencial, o valor da parcela é o atrativo principal mencionado para o caso de futura adesão. Este também foi o principal atrativo do consórcio mencionado por 38,3% dos consorciados ativos – leia o post Planejamento financeiro leva consumidores ao consórcio. Na sequência dos atrativos, apareceram garantia da entrega do bem, com 16,9%, boa imagem da marca, com 14,7%. Também facilidade de retirar o bem, com 12,8%, e taxa de administração ou custo do consórcio, com 5,1%.

A pesquisa da ABAC ouviu 1.405 consorciados e potenciais consorciados em oito cidades no país. O objetivo foi traçar um perfil dos participantes do Sistema de Consórcios. Buscou ainda detectar as razões que os levaram a investir e optar pela modalidade para adquirir bens ou contratar serviços.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

8 comentários sobre “Consórcio é um bom investimento para 78% dos consorciados”

  1. Neide disse:

    O consórcio é o dinheiro mais barato para comprar apartamento ou imóvel comercial , principalmente se comparado com financiamento bancário.

    1. ABAC disse:

      Olá, Neide.

      Agradecemos o seu comentário.

      Abraços

  2. Publio Henrique Alcantara Barbosa disse:

    Há 21 anos no mercado de consórcios, onde o mercado sempre oscilou bastante tenho percebido um aumento significativo nas vendas de Consórcio, mesmo com o País com tantos problemas.

  3. Valdecir Hyppolito disse:

    Acredito neste investimento, sempre foi um bom negócio

  4. Marcus Ferreira Lima disse:

    Tenho sempre orientado nossos cliente que o Consorcio de Imoveis é um investimento de Longo Prazo. Não só para aquisição de bens, pois no final do plano tem a opção de resgate. Quando você investe em Consorcio, na realidade esta fazendo uma poupança ou reserva de capital para aquisição de um bem ou um projeto de vida.

  5. Comprei minha cota em uma mega seguradora onde me passou muita confiança, ainda mais por ser espanhola, com 6 meses exato consegui realizar meu sonho da casa própria, super recomendo esse mercado novo de modelo de negócios, que cresce. Comparei com financiamento e vi muita negativa, como entrada de 20% mais documentação mais reajuste anual muito caro por sinal, podendo chegar até 5x mais do valor contratado ao final do prazo! !!!!

    1. O negativo está no financiamento pessoal expressei mal

  6. WANDERLEN CELESTE disse:

    Sou profissional desse segmento ao qual tenho profundo conceito de que trata-se da melhor forma econômica e democrática de conquistar bens e de maneira inteligente na sua flexibilidade administrativa e comercial de ser.