house and key with Calculator on wooden background
Publicado em 27/09/2016 as 12:14H
Cases

Consórcio e planejamento: receita para sair do aluguel

A sabedoria popular diz que quem casa, quer casa. E foi justamente o que aconteceu com Marcos de Paulo Tinti, de 35 anos, que mora em Cotia (SP) e é proprietário de uma academia. Oficializar a união com a namorada foi a decisão que mudou sua vida e o fez buscar pelo imóvel perfeito para não depender de aluguel, tendo como aliado o consórcio.

No Brasil, existem cerca de 12,4 milhões de domicílios alugados, de acordo com a Síntese de Indicadores Sociais, divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em dezembro de 2015. Em 10 anos, o número de imóveis alugados cresceu no país, passando de 15,4% para 18,5%. “Até então eu morava com meus pais, mas a decisão de me casar foi o pontapé para que eu começasse a pesquisar minhas possibilidades para não viver pagando aluguel”, conta Marcos.

A abordagem de uma vendedora de consórcios em 2008 foi dar frutos anos depois. Assim que surgiu a necessidade de adquirir um imóvel, Marcos se lembrou da possibilidade de fazer essa aquisição através do consórcio e começou a comparar todas as opções disponíveis. “Percebi que o consórcio era mais vantajoso quando comparei o custo final em relação a outras modalidades de financiamento. A única preocupação era quando sairia a contemplação”, explica.

Por isso, Marcos buscou entender melhor o funcionamento do Sistema de Consórcios e analisou cuidadosamente as diversas propostas recebidas, encontrando no lance a oportunidade desejada para alcançar seus objetivos.

A adesão ao consórcio de imóveis foi realizada em dezembro de 2014. No terceiro mês de participação ele já contava com o crédito disponível para adquirir o imóvel desejado: um sobrado com dois dormitórios, três vagas de garagem e quintal nos fundos, dentro de um condomínio fechado. Dali em diante, o que se seguiu foram trâmites envolvendo avaliação do imóvel e documentação. “Sem o consórcio, acredito que também teria conseguido adquirir o imóvel, mas em condições muito menos vantajosas”, orienta.

A história de Marcos de Paulo Tinti mostra de que forma o planejamento financeiro, aliado aos benefícios do consórcio, pode ser uma excelente alternativa para realizar seus sonhos, como a aquisição da casa própria. Se você também tem uma experiência bem sucedida com o Sistema de Consórcios, conte para a gente. Entre em contato conosco pelo e-mail marketing@abac.org.br e compartilhe sua história!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


2 comentários sobre “Consórcio e planejamento: receita para sair do aluguel”

  1. GOSTARIA DE UM CONSORCIO DE IMOVEL

    1. Olá, Aline!

      Você deve buscar uma administradora de consórcios autorizada pelo Banco Central do Brasil que atue nesse segmento. No link a seguir você encontra a relação das empresas associadas à ABAC: http://abac.org.br/a-abac/administradoras-associadas. Selecione seu estado e a categoria “bens imóveis” para facilitar a busca, e não se esqueça de pesquisar os diversos planos disponíveis até encontrar o que melhor atende à sua necessidade.

      Abraço!