fbpx

39% não conseguiriam arcar com gastos imprevistos

23 . abr . 2019

Um estudo realizado pela CNDL e pelo SPC Brasil, em parceria com o Banco Central, buscou saber de que forma os brasileiros lidam com situações inesperadas no dia a dia, do ponto de vista financeiro. Foi constatado que 39% não seriam capazes de arcar com gastos imprevistos.

Para arcar com despesas inesperadas equivalentes ao seu ganho mensal, os 39% teriam que recorrer à ajuda de terceiros ou a um empréstimo. Por outro lado, 42% (4 em cada 10) teriam condições de cobrir despesas extras desse tamanho.

No caso de dificuldades financeiras, os entrevistados ouvidos disseram que conseguiriam sustentar, em média, até cinco meses o padrão de vida atual. Chama a atenção o fato de 20% não saberem por quanto tempo manteriam o mesmo patamar.

Na possibilidade de virem a enfrentar algum problema financeiro, 47% garantiram que cortariam despesas desnecessárias, ao passo em que 33% avaliariam quanto ganham e gastam para decidir o que fazer – proporção que aumenta para 48% nas classes A e B. Já 13% reconheceram que não saberiam por onde começar e teriam medo de encarar a verdadeira situação financeira.

“É preciso entender que em certas situações emergenciais, nem mesmo cortar gastos será suficiente para resolver o problema. Manter uma reserva financeira é fundamental em qualquer etapa da vida, pois imprevistos podem acontecer a qualquer momento. Recomenda-se ter disciplina para começar, mesmo que seja com um valor pequeno. Poupar e investir regularmente – mesmo que pequenos valores – acaba trazendo um bom resultado”, explica o Chefe do Departamento de Promoção da Cidadania Financeira do Banco Central, Luis Mansur.

Despesas emergenciais

Imprevistos acontecem. Um defeito ou uma batida no veículo, ou problemas de saúde na família são exemplos corriqueiros. Entretanto, nem sempre estamos preparados financeiramente para superar esses obstáculos. E o resultado muito gente já conhece: o superendividamento.

Por isso é tão importante ter uma reserva financeira, manter o orçamento sempre equilibrado, e ficar atento às ciladas que podem colocar seus sonhos a perder. Por isso, não deixe de conferir o texto 20 Dicas para evitar o endividamento.

20 dicas para evitar o endividamento

Categoria(s):

Educação Financeira

Tag(s):

, , ,

Deixe seu comentário

*

Receba novidades




ENVIE SUGESTÕES
DE POSTAGENS