fbpx

Vendas do consórcio de eletroeletrônicos crescem pelo 3º ano consecutivo

14 . mar . 2019

Após registrar 13,05 mil adesões em 2015, o consórcio de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis cresceu pelo terceiro ano consecutivo em 2018. O segmento conquistou alta de 34,9% nas 29 mil adesões registradas, em comparação às 21,5 mil do ano anterior.

Todos os demais indicadores deste segmento também tiveram alta quando comparados a 2017. A maior foi no total faturado pelas vendas: R$ 148,36 milhões, crescimento de 38,8%. Foram 10,69 mil contemplações de janeiro a dezembro, 35% a mais, enquanto os créditos disponibilizados para a compra de eletroeletrônicos e outros bens móveis somaram R$ 57,72 milhões – alta de 36,2%.

O tíquete médio anual do segmento ficou em R$ 5,12 mil, 3% maior que em 2017. E o total de participantes ativos em dezembro de 2018 subiu 29,7%, contabilizando 41,5 mil consorciados.

Criado na década de 80, em função da instalação da indústria eletroeletrônica no Brasil, esse segmento já foi o maior do Sistema. Por meio dele, muitos brasileiros conseguiram adquirir o videocassete, o item mais cobiçado da época. Em 1991, por exemplo, 47,6% dos consorciados pertenciam a esse segmento.

Para se ter uma ideia, em 1991, havia 1,56 milhão de consorciados de eletroeletrônicos e outros bens móveis, 47,6% do total no País. Veículos leves, que atualmente é o maior, aparecia em segundo, com 916 mil consorciados. Dos 66,31 mil grupos ativos em dezembro daquele ano, 42,8 mil eram de eletros. Bem como as 81,32 mil contemplações, de um total de 126 mil.

Com a facilidade de crédito para aquisição desses bens, o segmento acabou sofrendo quedas constantes. Mesmo assim, desde 2016 vem se recuperando e ganhando adeptos entre aqueles que se planejam para investimentos dessa natureza, tanto pessoas físicas, quanto jurídicas.

Sudeste conquista liderança de vendas

Sempre liderado pela região Sul, o indicador de vendas de consórcio de eletroeletrônicos ganhou um novo protagonista em 2018: o Sudeste, que registrou 11.337 adesões. Mas o Sul continuou liderando com seus 18.252 participantes, e com suas 4.181 contemplações.

Após conquistar a liderança de vendas em 2017, São Paulo manteve sua posição em 2018, com alta de 52,2%. Foi seguido pelo Rio Grande do Sul, que manteve a liderança no total de participantes, com 10.687 consorciados. O indicador de contemplação manteve os primeiros lugares: Rio Grande do Sul em primeiro, com 2.410 contemplados, e São Paulo com 2.267, altas de 10,4% e 53,7%, respectivamente.

As informações completas do segmento você poderá conferir, em breve, no Anuário do Sistema de Consórcios. E continue acompanhe o blog, pois ao longo da semana postaremos mais resumos. Confira o que já foi publicado:

Sistema de Consórcios bate recorde histórico de adesões em 2018

Alta em todos os indicadores do consórcio de serviços em 2018

Participantes do consórcio de imóveis crescem 6,4%

Categoria(s):

Drops de Mercado

Tag(s):

, , ,

Deixe seu comentário

*

Receba novidades




ENVIE SUGESTÕES
DE POSTAGENS