Publicado em 12/07/2017 as 18:04H
Drops de Mercado

Sistema de Consórcios em maio/2017: dados econômicos

O Sistema de Consórcios está alcançando resultados positivos em 2017. De janeiro a maio, o total de vendas de novas cotas cresceu: foram ao todo 912,5 mil adesões, 7,8% a mais que no mesmo período de 2016, quando atingiu 846,3 mil.

Os créditos comercializados nos cinco primeiros meses do ano cresceram quase 25%, ultrapassando a cifra de R$ 36,30 bilhões. No mesmo período do ano passado, o montante comercializado foi de R$ 29,11 bilhões em créditos. O tíquete médio de R$ 40,7 mil em maio, um dos fatores da evolução dos negócios no mês, foi 10,6% superior aos R$ 36,8 mil contabilizado no quinto mês de 2016.

Porém, mesmo com os significativos saldos positivos, o total de consorciados registrou retração de 1,9%, ficando em 6,93 milhões. As contemplações nos cinco primeiros meses do ano somaram 503 mil, 12% inferior às 571,8 mil do mesmo período do último ano. Também nos correspondentes créditos concedidos houve 6,5% de retração, baixando de R$ 17,11 bilhões para R$ 16 bilhões.

A exemplo dos quatro primeiros meses deste ano, as adesões em maio apresentaram crescimento em cinco dos seis setores, com exceção de motocicletas. Confira o desempenho de cada segmento do Sistema de Consórcios de janeiro a maio deste ano, em comparação com 2016, segundo dados da assessoria econômica da ABAC.

Consórcio de veículos leves: esse segmento continua apresentando altas diversas. As vendas de cotas de janeiro a maio (430,6 mil) cresceram 19% em relação ao mesmo período do ano passado. O volume de créditos comercializados foi de R$ 17,91 bilhões, 25,9% a mais, bem aumentou em 9,5% o tíquete médio (R$ 42,5 mil) e em 5,5% o total de participantes ativos de maio (3,43 milhões). Já as contemplações (219,5 mil) e e os créditos disponibilizados (R$ 8,95 milhões) registraram pequenas quedas de 1,7% e 1,1% no acumulado de janeiro a maio em relação ao ano passado.

Consórcio de motocicletas: esse segmento continua apresentando retração, mas a alta em alguns segmentos aponta para uma recuperação. No acumulado de janeiro a maio, o volume de créditos comercializados cresceu 2,8% em relação ao ano passado, ficando em R$ 2,95 bilhões, bem como o tíquete médio em maio cresceu 13,2%, passando de R$ 7,6 mil para R$ 8,6 mil. As vendas de novas cotas no período (350,5 mil) caíram 6,1%, enquanto as contemplações (235,5 mil) e os créditos disponibilizados (R$ 2,52 bilhões), caíram 20,8% e 20,3% respectivamente. O total de participantes ativos caiu 11,6%, ficando em 2,36 milhões em maio.

Consórcio de veículos pesados: as vendas de cotas desse segmento cresceram 11,5% nos cinco primeiros meses do ano, totalizando 18,65 mil comercializações. Elas representaram R$ 2,75 bilhões em créditos, 10% a mais que o registrado no ano passado. O tíquete médio de maio cresceu 2,2% em maio, passando de R$ 147,5 mil para R$ 150,8 mil. Já as 11,85 mil contemplações, 8,5% a menos que de janeiro a maio de 2016, permitiram disponibilizar R$ 1,67 bilhão de créditos, 7,7% a menos. O setor fechou maio com 277 mil participantes ativos, queda de 1,4%.

Consórcio de imóveis: com 800 mil participantes ativos em maio, número estável em relação ao mesmo período do ano passado, esse segmento apresentou alta de 21,8% no tíquete médio nesse mesmo mês, ficando em R$ 135,9 mil o valor da cota média. As comercializações (94,7 mil) cresceram 12,7% no acumulado de janeiro a maio, e o total de créditos comercializados (R$ 12,57 bilhões) subiram 32,7%. Já as contemplações caíram 8,5% (de 30,64 mil para R$ 28,05 mil), e o volume de créditos disponibilizados foi 7,6% menor (de R$ 3,04 bilhões para R$ 2,81 bilhões).

Consórcio de eletroeletrônicos e outros bens móveis: com R$ 34,50 milhões de créditos comercializados de janeiro a maio (36,7% a mais que e 2016), esse segmento registrou alta de 28,4% nas vendas de novas cotas (7,1 mil). Já as contemplações caíram 12,2%, ficando em 3,02 mil, e o volume de créditos disponibilizados caiu 12%, totalizando R$ 16,16 milhões. O tíquete médio de maio caiu 11,1%, ao fechar em R$ 5 mil, e o segmento terminou o mês com 25,75 mil participantes ativos, 1,2% a menos que em 2016.

Consórcio de serviços: único segmento a apresentar alta em todos os indicadores na comparação com 2016. Venda de novas cotas (11 mil), com + 113,6%, volume de créditos comercializados (R$ 78,35 milhões), com + 142%, contemplações (5,11 mil), com + 23,1%, e volume de créditos disponibilizados (R$ 28,42 milhões), com + 22,9%. O tíquete médio em maio foi de R$ 7,3 mil, ante R$ 6,2 mil no ano passado, e o total de participantes em maio foi de 43,3 mil, ante 34,3 mil.

Sistema de Consórcios em geral

Veja o desempenho do Sistema de Consórcios de janeiro a maio de 2017, em comparação com 2016, considerando-se todos os segmentos:

Participantes ativos consolidados (consorciados em grupos em andamento)
– 6,93 milhões (janeiro-maio/2017)
– Retração: 1,9%

Vendas de novas cotas (novos consorciados)
– 912,5 mil (janeiro-maio/2017)
– Crescimento: 7,8%

Volume de créditos comercializados
– R$ 36,30 bilhões (janeiro-maio/2017)
– Crescimento: 24,7%

Tíquete médio geral (valor médio da cota no mês)
– R$ 40,7 mil (janeiro-maio/2017)
– Crescimento: 10,6%

Contemplações (consorciados que tiveram a oportunidade de comprar bens)
– 503,0 mil (janeiro-maio/2017)
– Retração: 12%

Volume de créditos disponibilizados
– R$ 16,00 bilhões (janeiro-maio/2017)
– Retração: 6,5%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

2 comentários sobre “Sistema de Consórcios em maio/2017: dados econômicos”

  1. Weder Caetano paixão disse:

    Sol consultor de vendas quero melhorar mais meus conhecimento,

    1. ABAC disse:

      Olá, Weder.

      Continue acompanhando nossos canais para saber mais sobre o Sistema de Consórcios. Você também pode fazer o download gratuito das nossas cartilhas: http://abac.org.br/downloads&flag=&busca=&categoria=27.

      Abraços