Publicado em 23/09/2016 as 15:10H
Drops de Mercado

Participantes do consórcio de máquinas agrícolas aumentam 40%

Uma pesquisa realizada em agosto pela assessoria econômica da ABAC apontou crescimento de 40% no total de participantes ativos do consórcio de máquinas e implementos agrícolas nos últimos dois anos. Enquanto em agosto de 2014 havia 62,9 mil consorciados, em 2016 registrou-se 88 mil. No post de hoje, saiba mais sobre esse setor tão importante para a economia do país.

O consórcio vem conquistando cada vez mais espaço no setor agrícola, em que registra crescimento em participantes ativos, aumento dos prazos para pagamento e diminuição das taxas de administração. Essa conquista de mercado pode ser explicada não apenas pelo interesse dos agricultores e empresários em adquirir equipamentos com mais tecnologia a médio e longo prazos, como pela diminuição gradual das linhas de crédito do BNDES Finame (Financiamento de Máquinas e Equipamentos) desde 2014.

Participantes_maquinas_implementos_agricolas

Mais tempo e menos taxa

A pesquisa da ABAC, feita a partir dos dados fornecidos pelas administradoras associadas que atuam no setor de consórcio de máquinas e implementos agrícolas, identificou que os prazos nos grupos deste segmento aumentaram, variando de 100 a 150 meses, com média de 118 meses, enquanto em agosto de 2015, o prazo mínimo identificado foi de 60 meses, com média de 104. Ainda, a taxa de administração mensal ficou em 0,110% (agosto de 2016), inferior ao 0,125% de doze meses antes (agosto de 2015).

consorcio_maquinas_agricolas_taxa_administracao

A pesquisa revelou também que a maioria dos consorciados contemplados utilizou o crédito para adquirir implementos agrícolas e rodoviários (37,3%). Os tratores de roda e esteira, bem como as retroescavadeiras, ficaram com 27,3%. As colheitadeiras foram adquiridas por 22,6% e os cultivadores motorizados, por 12,8%.

De acordo com o levantamento, o crédito médio totalizou R$ 222,4 mil, variando, em sua maioria, de R$ 73,5 mil a R$ 618,9 mil. Os 88 mil participantes ativos do consórcio de máquinas e implementos agrícolas em julho representam 31,6% dos participantes de veículos pesados, categoria à qual este setor pertence.

Confira o resumo abaixo:

Resumo_consorcio_maquinas_agricolas

Pagamentos acessíveis com prazos variados

De todas as máquinas e equipamentos adquiridos por meio do consórcio, 58,1% são destinados a plantio de grãos (soja, milho, arroz). O plantio de cana de açúcar responde por 12,3% dos equipamentos; café por 4,8%; frutas por 3,4%; serviços gerais por 1,7%; e uso florestal por 1,2%.

Isso mostra que tanto a mono como a policultura representam boas oportunidades para os consórcios. Além da mono e da policultura, que respondem por 81,5% dos bens adquiridos por meio do consórcio neste segmento, os 18,5% restantes são destinados à agropecuária, com gado de corte e leiteiro.

As formas de pagamento de suas parcelas continuaram sendo diferenciais positivos:

1 – Pagamentos normais;

2 – Pagamentos por safra – pagamentos anuais;

3 – Pagamentos por safra – adiantamentos – pagamento trimestral ou semestral;

4 – Meia parcela (reforço trimestral ou semestral).

Para saber mais sobre a pesquisa realizada em agosto de 2015, leia o post O consórcio de máquinas e implementos agrícolas. E continue acompanhando o Blog da ABAC para saber o desempenho do Sistema de Consórcios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*