fbpx

Consórcio de eletroeletrônicos triplica vendas no 1º trimestre de 2020

21 . maio . 2020

As adesões ao consórcio de eletroeletrônicos mais que triplicaram no 1º trimestre de 2020, com a venda de 26,31 mil cotas. Apesar do bom resultado, o segmento observou tendência de desaceleração a partir da segunda quinzena de março, em virtude dos efeitos da pandemia do novo coronavírus.

Com os negócios aquém da normalidade, a possibilidade é que os resultados futuros sejam inferiores. Entretanto, vale ressaltar que nos últimos anos o consórcio de eletroeletrônicos viveu uma retomada. Com isso, os resultados obtidos apenas nos três primeiros meses de 2020 chegam a superar o acumulado em 12 meses de anos anteriores.

O total de cotas vendidas no 1º trimestre de 2020 supera as 21,5 mil cotas comercializadas em todo o ano de 2017. Também já se aproxima das 29 mil adesões contabilizadas em 2018 e representa quase metade (48%) das 55 mil adesões registradas em 2019.

Na comparação com o acumulado entre os meses de janeiro e março de 2019, as vendas do consórcio de eletroeletrônicos cresceram 255,5%. Naquela ocasião, ocorreram 7,4 mil adesões.

Faturamento em alta

O faturamento do segmento de eletroeletrônicos aumentou 352,6% no 1º trimestre de 2020. Pulou de R$ 39,34 milhões, no ano passado, para R$ 178,07 milhões este ano. Esse resultado ganha ainda mais peso quando é comparado com o acumulado em todo o ano de 2018, quando o segmento faturou R$ 148,36 milhões em 12 meses.

Dois fatores são preponderantes para o incremento no faturamento do consórcio de eletroeletrônicos. Além da já mencionada expansão nas vendas, houve valorização de 41,1% no valor médio da cota comercializada em março. Fechou em R$ 7,62 mil, acima dos R$ 5,4 mil registrados um ano antes.

Outro indicador de desempenho importante foi o das contemplações. Cresceu 171,1%, chegando a 8,54 mil consorciados contemplados. No total, foram disponibilizados R$ 58,84 milhões para aquisição de bens na categoria eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis. O volume superou em 283,3% o disponibilizado no 1º trimestre de 2019.

Confira no quadro abaixo o resumo do desempenho do consórcio de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis no 1º trimestre de 2020:

consórcio de eletroeletrônicos

Como aderir ao consórcio de eletroeletrônicos?

O passo a passo para aderir ao consórcio de eletroeletrônicos é o mesmo que os demais segmentos. A primeira coisa a se fazer é procurar uma administradora que atue com grupos dessa categoria – clique aqui para conhecer as nossas associadas. A empresa precisa ser autorizada pelo Banco Central do Brasil, instituição que normatiza e fiscaliza o Sistema de Consórcios. Saiba mais sobre essa relação no post abaixo:

Lembre-se: a adesão ao consórcio é formalizada mediante assinatura de um contrato de adesão. Nele, devem constar as informações do grupo, todas as promessas feitas pelo vendedor e os seus direitos e deveres.

Para mais informações, leia o post Como comprar eletroeletrônicos com consórcio.

Categoria(s):

Drops de Mercado

Tag(s):

, , , ,

Deixe seu comentário

*

Receba novidades




ENVIE SUGESTÕES
DE POSTAGENS