Sistema de Consórcios em março/2021: dados econômicos

28 . abr . 2021

O Sistema de Consórcios voltou a registrar recorde histórico em participantes ativos. O total de 7,93 milhões de consorciados em março de 2021, representou crescimento de 7% em relação aos 7,41 milhões registrados um ano antes. Todos os segmentos avançaram, reafirmando o desejo dos consumidores em conquistarem seus objetivos através do consórcio.

O acumulado de adesões no 1º trimestre de 2021 ficou em 791,43 mil cotas vendidas. Com isso, houve aumento de 10,3% ante as 717,2 mil do mesmo período de 2020. Nessa mesma comparação, os créditos comercializados avançaram 42,8%, saltando de R$ 33,56 bilhões para R$ 47,03 bilhões.

Para o presidente executivo da ABAC, Paulo Roberto Rossi, a convivência com as restrições determinadas pelas autoridades sanitárias tem provocado constantes adequações nas estratégicas de atuação das administradoras junto ao mercado. “Sempre existem novos formatos de contatos e de abordagem, visando conscientizar, mostrar as diferenças e motivar os consumidores a aderirem ao consórcio”, pontuou.

Confira os principais indicadores gerais do Sistema de Consórcios no 1º trimestre de 2021:

Abaixo, você confere o desempenho do Sistema de Consórcios, por segmento, entre janeiro e março de 2021. Os dados foram compilados pela assessoria econômica da ABAC e estão comparados com o mesmo mês de 2020.

Consórcio de Veículos Leves

Quatro indicadores do consórcio de veículos leves fecharam em alta no 1º trimestre de 2021. Apoiado na alta das adesões e tíquete médio, o segmento avançou nos créditos comercializados, mas teve retrações em contemplações e créditos concedidos. 


Consórcio de Motocicletas

Bons resultados marcaram o consórcio de motocicletas no 1º trimestre de 2021. Houve alta em todos os principais indicadores. As mais de 133 mil contemplações ocorridas no período foram potenciais compradoras de 64,7% das vendas do mercado interno. Segundo dados da Fenabrave, essas ficaram em 205,56 mil. 


Consórcio de Veículos Pesados

A demanda pelo consórcio de veículos pesados tem observado avanços constantes, mesmo em tempos de pandemia. Isso se deve, especialmente, por se tratar de parcela importante nas atividades essenciais, como o agronegócio e o transporte rodoviário de cargas. Dos seis indicadores, cinco registraram resultado positivo no 1º trimestre de 2021.


Consórcio de Imóveis

Cinco dos seis indicadores divulgados pela assessoria econômica da ABAC cresceram no consórcio de imóveis. O segmento teve registrou a maior variação percentual entre cotas vendidas, com 38,1% e nos negócios realizados, com 70,5%. Os totais em dados absolutos influenciaram fortemente os resultados gerais do Sistema de Consórcios.


Consórcio de Serviços

Apenas dois indicadores tiveram desempenho positivo, participantes ativos e tíquete médio. Ambos cresceram no mesmo patamar, de 25%, e registraram resultados superiores que aos obtidos em março de 2020. Na ocasião, foram contabilizados 154,29 mil participantes ativos e tíquete médio de R$ 8,48 mil.


Consórcio de Eletroeletrônicos

Os destaques do segmento de eletroeletrônicos ficaram para os indicadores de participantes ativos e tíquete médio. Foram os únicos que cresceram em relação a 2020, quando ficaram em 86,63 mil e R$ 7,62 mil, respectivamente.

Para conhecer outras notícias econômicas do setor de consórcios, leia os posts da seção Drops de Mercado.

Categoria(s):

Drops de Mercado

Tag(s):

, , , , , , , , , ,

Deixe seu comentário

Receba novidades



    ENVIE SUGESTÕES
    DE POSTAGENS