mesada-para-os-filhos
Publicado em 11/02/2016 as 16:37H
Educação Financeira

Por que os pais devem dar mesada aos filhos?

Quem já ouviu o ditado popular “é de pequeno que se aprende”? Diz a crença que tudo o que uma criança aprende na infância, leva para a vida adulta. Por isso, é nessa fase que os pais devem começar a dar mesada aos filhos e a conversar sobre educação financeira, para que as crianças se tornem adultos que lidam com o dinheiro de forma consciente e consistente.

Dar mesada aos filhos possui um propósito educacional, pois, por meio dela, os pequenos aprendem a gastar, a poupar e a cometer erros que serão benéficos para o entendimento da importância de um planejamento financeiro. De acordo com Cássia D’Aquino, especialista em educação financeira, a idade ideal para começar a receber mesada é a partir dos 6 anos.

“Nessa idade, é recomendável que os pais optem pela semanada (quantia dada pelos pais aos filhos para as despesas de uma semana) no valor de R$ 1 por idade. É uma quantia suficiente para a criança aprender a escolher os gastos e iniciar uma nanopoupança, ou seja, uma poupança para um período curtíssimo de tempo”, explica Cássia.

Segundo a especialista, a semanada é indicada até os 11 anos de idade, pois nessa fase as crianças estão aprendendo a noção de tempo e possuem dificuldades em fazer planejamentos de longo prazo. À medida que os adolescentes se tornam mais autônomos – a partir dos 12 anos – é normal que os gastos aumentem e a mesada é uma opção mais viável.

Explique o motivo da mesada

Cássia recomenda que os pais conversem com os filhos antes de começarem a dar mesada ou semanada. “É importante incentivar as crianças a terem pequenos sonhos e objetivos de curto prazo para que possam utilizar o dinheiro recebido com sabedoria. O real valor da mesada é que os filhos aprendam a se planejar financeiramente”, diz.

Para auxiliar os pequenos nessa tarefa, uma dica é ensiná-los a anotar a quantia recebida e todos os gastos efetuados. Desse modo, eles se tornarão adultos com uma visão mais clara do seu orçamento.

Exemplo que vem de casa

É importante ressaltar que o maior exemplo para as crianças é o comportamento dos pais e familiares que convivem diretamente com elas. Por isso, se você quer educar financeiramente seus filhos, é preciso ter uma relação saudável com o dinheiro.

“Muito mais do que falar sobre o valor do dinheiro, os pais devem transmitir a cultura do equilíbrio financeiro por meio do planejamento”, destaca Cássia. “É necessário que a criança saiba, desde pequena, que o dinheiro é um bem finito e, por isso, os gastos devem ser planejados”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*