fbpx

Negócios contratados via consórcio atingem R$ 121,5 bilhões

10 . jan . 2020

Com mais consumidores fazendo adesão ao consórcio, o volume de negócios contratados pela modalidade também segue em alta no país. Chegou a R$ 121,5 bilhões no acumulado até novembro de 2019. Trata-se de um valor que supera em 26,1% os R$ 96,32 bilhões registrados em igual período do ano anterior.

O volume de negócios contratados representa a somatória dos valores dos contratos comercializados em determinado período. Entre janeiro e novembro de 2019, foram 2,63 milhões de adesões ao consórcio. São quase 300 mil cotas comercializadas a mais que no mesmo período de 2018, quando foram vendidas 2,36 milhões de cotas. Percentualmente, a alta ficou em 11,4%.

Há ainda outro fator a ser considerado no aumento dos negócios contratados via consórcio, além do crescimento nas adesões. É a valorização do tíquete médio – ou seja, o valor médio das cotas comercializadas. Em novembro, atingiu R$ 49 mil, superando em 16,1% o alcançado um ano antes (R$ 42,2 mil).

Para o presidente executivo da ABAC, Paulo Roberto Rossi, o consumidor tem refletido mais, considerando os momentos vivenciados nos últimos anos, ao tomar decisões que envolvam compromissos ou investimentos de prazos mais longos. “Há quase seis décadas, a modalidade proporciona realizações de forma simples e econômica, transformando as adesões ao Sistema de Consórcios em verdadeiros investimentos mensais na formação ou ampliação de patrimônios ou na aquisição de bens de produção”, pontua.

Negócios contratados em cada segmento do consórcio

O crescimento no volume de negócios contratados via consórcio foi percebido em todos os segmentos da modalidade. Desde a compra de veículos em geral (incluindo aí leves, motocicletas e pesados), a aquisição de imóveis, eletroeletrônicos e outros bens móveis, ou ainda na contratação de serviços.

Para a aquisição de veículos, o valor das cotas comercializadas entre janeiro e novembro de 2019 atingiram R$ 76,15 bilhões – 62,5% do total do Sistema de Consórcios. O volume superou em 22,7% os R$ 62,06 bilhões registrados um ano antes. Já no segmento de imóveis, foram contratados R$ 44,44 bilhões em créditos através do contato. Em igual período de 2018, foram R$ 33,79 bilhões, expansão de 31,5%.

Percentualmente, os maiores indicadores foram registrados nos segmentos serviços e eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis. No caso deste último, o volume mais do que dobrou. Foram contratados R$ 325,71 milhões via consórcio, superando em 142,3% os R$ 134,4 milhões acumulados entre janeiro e novembro de 2018.

Por fim, o volume dos créditos comercializados para a contratação de serviços teve alta de 76%. Foram R$ 588,82 milhões entre janeiro e novembro de 2019, ante R$ 334,5 milhões de igual período do ano anterior.

Categoria(s):

Drops de Mercado

Tag(s):

, ,

Deixe seu comentário

*

Receba novidades




ENVIE SUGESTÕES
DE POSTAGENS