Setembro Amarelo – Verdades e mitos sobre o suicídio

16 . set . 2021

Você já viu por aqui que não há uma receita para detectar seguramente uma crise suicida em uma pessoa próxima. Mas conferiu alguns sinais que um indivíduo em sofrimento pode dar e como ajudá-lo – leia Setembro Amarelo: sinais de alerta e como agir. Em mais um post em apoio à campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, hoje o Blog da ABAC traz mitos e verdades sobre o assunto.

Mitos

  • A pessoa que tem a intenção de tirar a própria vida não avisa.
  • O suicídio não pode ser prevenido. 
  • Pessoas que falam sobre suicídio só querem chamar a atenção. 
  • A pessoa que supera uma crise de suicídio ou sobrevive a uma tentativa está fora de perigo. 
  • Falar sobre suicídio pode estimular sua realização. 
  • O suicídio é hereditário.

Verdades

  • Em geral, os suicídios são premeditados, e as pessoas dão sinais de suas intenções.
  • Reconhecer os sinais de alerta e oferecer apoio ajudam a prevenir o suicídio.
  • A expressão do desejo suicida nunca deve ser interpretada como simples ameaça ou chantagem emocional.
  • Perguntar sobre a intenção de suicídio não aumenta nas pessoas o desejo de cometer o suicídio. 
  • Nem todos os suicídios estão associados a outros casos de suicídio na família.

O que NÃO se deve fazer

Diante de uma pessoa sob risco de suicídio, você não deve:

Condenar/ julgar: 

  • “Isso é covardia.”
  • “É loucura.”
  • “É fraqueza.” 

Banalizar:

  • “É por isso que quer morrer? Já passei por coisas bem piores e não me matei.” 

Opinar:

  • “Você quer chamar a atenção.”
  • “Te falta Deus.”
  • “Isso é falta de vergonha na cara.”

Dar sermão:

  • “Tantas pessoas com problemas mais sérios que o seu, siga em frente.” 

Frases de incentivo:

  • “Levanta a cabeça, deixa disso.”
  • “Pense positivo.”
  • “A vida é boa.”

Você não está sozinho!

Se você está pensando em tirar sua própria vida ou conhece alguém que esteja tendo tais pensamentos, saiba que você não está sozinho. Muitas pessoas já passaram por isso e encontraram uma forma de superar esse sofrimento.

Não hesite em pedir ajuda, você pode precisar de alguém que te acompanhe e te auxilie a entrar em contato com os serviços de suporte. 

Onde buscar ajuda

Serviços de saúde: CAPS e Unidades Básicas de Saúde (Saúde da família, Postos e Centros de Saúde). 

Centro de Valorização da Vida – CVV Telefone: 188 (ligação gratuita) ou www.cvv.org.br para chat, Skype, e-mail e mais informações. 

Emergência: SAMU 192, UPA, Pronto Socorro e Hospitais.

Fontes: www.setembroamarelo.comBoletim Temático da Biblioteca do Ministério da Saúde – 2021Folheto Suicídio. Saber, agir e prevenir, do Ministério da Saúde

Categoria(s):

Institucional

Tag(s):

, , , ,

Deixe seu comentário

Receba novidades



    ENVIE SUGESTÕES
    DE POSTAGENS