Black Friday
Publicado em 22/11/2018 as 10:46H
Educação Financeira

Black Friday: 6 em cada 10 pretendem fazer compras

Consolidada no Brasil, a Black Friday chama a atenção de consumidores que querem aproveitar as ofertas. Pesquisa realizada pelo SPC Brasil constatou que seis em cada dez consumidores (56%) pretendem fazer compras na Black Friday 2018.

A intenção de compras está maior este ano. Em relação a 2017, houve uma alta expressiva de 18 pontos percentuais no total de consumidores que pretendem fazer compras. Segundo a ABComm, a estimativa é de que apenas no comércio online sejam movimentados R$ 2,87 bilhões nos dias 22 e 23 de novembro. Se confirmado, esse volume representará alta de 16% sobre o atingido no ano passado.

Embora a disposição de comprar tenha aumentado, o estudo do SPC Brasil também indicou certa cautela dos consumidores em relação à data. Isso porque 32% afirmaram que só comprarão se encontrarem boas ofertas. Há ainda 10% de consumidores que não pretendem comprar nada.

Produtos mais procurados na Black Friday 2018

Itens de vestuário aparecem no topo da preferência dos consumidores que irão comprar na Black Friday. O primeiro lugar da lista é ocupado por roupas, que devem ser adquiridas por 38% dos consumidores – alta de dez pontos percentuais. Na segunda colocação vem o item calçados. Ele foi apontado por 32% dos entrevistados. Na terceira colocação, com 30%, estão os celulares e smartphones.

O levantamento identificou ainda uma tendência de alta entre os eletrônicos. Este item foi apontado por 25% dos consumidores, aumento de 8 pontos percentuais em relação a 2017. Já os eletrodomésticos, foram mencionados por 24% dos consumidores que pretendem comprar na Black Friday 2018.

Para identificar o percentual de pessoas que pretendem comprar na Black Friday, o SPC Brasil entrevistou 966 consumidores, de ambos os sexos, acima de 18 anos e de todas as classes sociais nas 27 capitais brasileiras.

Como aproveitar a Black Friday de forma consciente

O Blog da ABAC já mostrou que a compra por impulso é o caminho mais rápido para o endividamento – leia o post. Além disso, o comércio não está de brincadeira quando o assunto é atrair a atenção dos consumidores! Existe uma verdadeira ciência voltada para fazer as pessoas comprarem mais. Por isso, é importante se informar sobre essas quatro técnicas de vendas para fisgar o consumidor.

A economista Sandra Aragão orienta os consumidores a ponderarem bastante sobre as ofertas que aparecerão na Black Friday. “É preciso ter noção da capacidade de pagamento. O ideal é sempre fazer as compras à vista, mas quem decidir comprar a prazo deve se certificar de que o valor das parcelas não vai comprometer o orçamento. De nada adianta comprar produto mais barato se depois vai pagar juros no cartão de crédito. O desconto pode nem compensar”, destaca.

Na visão de Sandra, o consumidor consciente tem condições de aproveitar melhor as ofertas da Black Friday. “Uma das recomendações básicas da educação financeira é fazer pesquisa de preços antes de efetuar uma compra. Sendo assim, aquele consumidor que já faz um controle de suas contas e vem acompanhando os preços do produto desejado poderá avaliar se de fato as condições estão vantajosas”, acrescenta.

Clique aqui para conhecer os desafios e vantagens de planejar o consumo. Se você quer dicas para conseguir resistir a ofertas e promoções, recomendamos a leitura deste post:

Resistir a ofertas e promoções: você consegue!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*