Publicado em 2/11/2017 as 11:46H
Educação Financeira

Orçamento familiar: como buscar o comprometimento de todos

Envolver cônjuge, filhos e agregados na elaboração do orçamento familiar é fundamental para o sucesso do projeto de gestão financeira doméstica. A participação e o comprometimento de todos os membros são fundamentais. Entretanto, é importante considerar as especificidades de cada um.

Para elaborar um orçamento familiar, é preciso ter em mente que as pessoas são diferentes umas das outras. Ou seja, cada membro da família possui comportamentos distintos, inclusive financeiros. Enquanto alguns tem uma tendência natural para poupar, outros preferem consumir de imediato. Há quem controle os gastos, outros são desorganizados. Esses diferentes perfis comportamentais vão exigir uma abordagem adequada em torno do orçamento familiar. Só assim será possível criar uma sinergia entre todos os membros da família.

Existem duas abordagens distintas para tratar da organização do orçamento familiar: impor limites ou buscar limites. A imposição, esbarra na dificuldade de conquistar o comprometimento de todos os familiares no alcance da meta estabelecida. Já a segunda, que costuma ser mais efetiva, implica em envolver todos os membros da família para buscar um limite.

Orçamento familiar: ponha em prática

  • Cultive o hábito saudável de fazer seu orçamento. Utilize-o como uma ferramenta poderosa para gerenciar sua vida financeira. Clique aqui e veja como organizar seu orçamento em apenas quatro passos; 
  • Tenha sempre em mente que o principal objetivo é fazer com que seu orçamento seja superavitário. Ou seja, receitas maiores do que despesas. Em suma, gaste menos do que recebe;
  • Caso enfrente dificuldades em fazer o orçamento, saiba que isso é normal. Sempre que iniciamos um procedimento, é comum surgirem dúvidas. O importante é não desanimar;
  • As formas de acompanhar um orçamento vão das mais simples às mais sofisticadas. Você pode utilizar uma planilha, como esta disponibilizada gratuitamente pela ABAC , ou ainda aplicativos para melhorar seu controle financeiro. Vale até mesmo anotar tudo em um bloco, se for o que você se sentir mais confortável;
  • Em muitos casos, o uso do dinheiro envolve toda sua família. Se essa for sua realidade, converse com todos os membros e trace planos em comum. Essa é uma forma de garantir que todos estejam comprometidos com as metas do planejamento orçamentário.

Na organização do seu orçamento familiar, tente tomar decisões em parceria e com projetos que sejam comum a todos. Reflita: os membros de sua família se empenhariam em economizar para a compra de um carro novo que só beneficiará uma pessoa? Se for assim, dificilmente os outros se motivarão a economizar. Agora, se todos caminharem juntos, a organização do orçamento familiar pode acabar unindo ainda mais sua família.

Este texto foi elaborado com informações do projeto “Cidadania Financeira”, do Banco Central do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*