Publicado em 16/05/2018 as 10:45H
Educação Financeira

Definindo sonhos a curto, médio e longo prazos

Depois de conhecer seu perfil financeiro e entender por que você precisa estar educado financeiramente, você já pode dar mais um passo. Você precisa definir os seus sonhos para transformá-los em metas. Esse é o terceiro post da série “Minhas Contas no Azul”, uma iniciativa da ABAC em apoio à 5ª Semana Nacional de Educação Financeira (Semana ENEF).

Bens materiais são um tipo muito comum de sonho, mas não o único. Existem ainda os não materiais. Viajar ao redor do mundo é uma experiência dessa categoria. Outro exemplo é fazer aquela tão sonhada festa de casamento. Escreva os seus sonhos em uma folha de papel, no celular ou no computador. Para começar, divida-os em três:

  1. Um de curto prazo (até um ano)
  2. Um de médio prazo (de um a dez anos)
  3. Um de longo prazo (acima de dez anos)

Até mesmo em família essa lista de desejos pode ser feita, mas, por enquanto, evite mencionar cortes de despesas a eles. Deixe que cada integrante sonhe à vontade, independentemente das implicações.

Defina quanto precisa para realizar seus sonhos

A próxima tarefa é averiguar quanto cada sonho custa, ou seja, pesquisar. Coloque tudo no papel: para cada sonho, escreva quanto custa, quanto vai ser possível investir por mês e em quanto tempo será realizado. Quando o valor do sonho for alto e a quantia mensal que você tiver para realizá-lo for baixa, uma solução é alongar o prazo da obtenção. E quanto maior for seu esforço, maior será seu sucesso.

Os sonhos passam a ocupar posição de prioridade tanto na vida como no orçamento. É por isso que, quando se monta um orçamento, eles são posicionados acima de tudo. Se você tiver sonhos que custem, por exemplo, R$ 50, R$ 80 e R$ 120 mensais, um para cada prazo de realização (curto, médio e longo), serão R$ 250 de um dinheiro a ser visto como intocável.

Dica importante: a quantia para realizar cada sonho deve caber no seu orçamento. Isso é fundamental para que você não desista do plano poucos meses depois! 

Continue acompanhando a série “Minhas Contas no Azul”, que contará com posts durante toda a Semana ENEF, de 14 a 20 de maio.

E não deixe de baixar nossa cartilha “Na corda bamba – Como a educação financeira pode melhorar a sua vida”, que é gratuita. Aproveite! Clique aqui para baixar a cartilha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*