fbpx

Vendas de consórcios crescem 35,4% em maio

27 . jul . 2020

As vendas de consórcios cresceram em maio deste ano, na comparação com abril. A elevação foi de 35,4%, indo de 128,35 mil para 173,83 mil cotas vendidas. O resultado animou o setor, que pode já estar se recuperando dos efeitos da pandemia da covid-19.

“A reversão da tendência observada em maio, que sinalizou possíveis evoluções para os próximos meses, deixou o mercado de consórcios otimista”, explica Paulo Roberto Rossi, presidente executivo da ABAC. “A retomada das vendas apontou confiança na modalidade e contribuiu para a recuperação de vários setores da economia”, completa.

Considerando o acumulado do ano, as vendas de consórcio tiveram seu 3º melhor resultado da década para o período janeiro a maio. Em 2020, nos cinco primeiros meses foram 1,02 milhão de cotas vendidas. Fica abaixo apenas de 2019, quando a comercialização superou 1,16 milhão de cotas – recorde do setor, e de 2013, quando ficou em 1,05 milhão de cotas.

Segmentos que se destacaram nas vendas de consórcio

Em dois segmentos, as vendas de consórcio cresceram. São eles eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis e o de serviços. Outro segmento, o de veículos pesados, permaneceu estável e registrou ligeira alta.

As vendas de consórcio de serviços mantiveram seu crescimento no acumulado entre janeiro e maio de 2020. Foi uma alta de 70,1%, chegando a 48,14 mil cotas vendidas, ante 28,3 mil janeiro a maio do ano anterior. O faturamento aumentou 42,5%, atingindo R$ 369,06 milhões no acumulado. Em maio, houve ainda crescimento no valor médio da cota contratada. Passou de R$ 8,1 mil, em maio de 2019, para R$ 11,54 mil, em maio de 2020 – alta de 42,5%.

Leia também:

No segmento de eletroeletrônicos e outros bens móveis duráveis, as vendas de cotas cresceram 60,5%, passando de 18,8 mil, entre janeiro e maio de 2019, para 30,18 mil, em igual período deste ano. Tanto o volume de créditos comercializados, quanto o tíquete médio, também aumentaram. O faturamento atingiu R$ 211,66 milhões, mais que dobrando os R$ 102,13 milhões registrados entre janeiro e maio de 2019. Já o tíquete médio de maio, valorizou 54,1%, fechando em R$ 8,49 mil, ante R$ 5,51 mil, de um ano antes.

O consórcio de veículos pesados apresentou estabilidade entre 2019 e 2020. Foram 35,9 mil cotas vendidas, ante 35,6 mil de janeiro a maio do ano anterior. O faturamento, com incremento de 3,1%, atingiu R$ 5,91 bilhões. O valor médio da cota comercializada em maio ficou em R$ 176,06 mil, passando por valorização de 7,4%, ante R$ 164 mil de um ano antes.

Para conhecer outros resultados do consórcio entre janeiro e maio de 2020, leia o post Sistema de Consórcios em maio/2020: dados econômicos.

Categoria(s):

Drops de Mercado

Tag(s):

,

Deixe seu comentário

*

Receba novidades



ENVIE SUGESTÕES
DE POSTAGENS