Publicado em 19/09/2017 as 16:18H
Drops de Mercado

Vendas de consórcio no 1º semestre do ano superam expectativas

As vendas de consórcio fecharam o 1º semestre de 2017 em ritmo acelerado. Com mais de 1,113 milhões de novas cotas vendidas, a alta em relação ao mesmo período de 2016 é de 9%. O desempenho supera as expectativas iniciais da ABAC, que previa um mercado 7,5% maior que o ano anterior.

De janeiro a junho de 2017, as vendas de consórcio cresceram em cinco dos seis segmentos contemplados. Apenas o de motocicletas teve queda, de 6,13%. O maior índice foi registrado no segmento de serviços, com alta de 82,83% nas vendas. Na sequência, o consórcio de eletroeletrônicos cresceu 33,29%. O segmento de veículos leves registrou expansão de 20,68%, o de imóveis, de 17,19%, e em veículos pesados, as vendas cresceram 8,09%.

Vendas de consórcio crescem, mas contemplação e participantes caem

Embora tenha havido aumento contínuo nas vendas de consórcio ao longo dos últimos seis meses, a contemplação veio caindo. No acumulado do 1º semestre, a baixa foi de 8,09%, com a contemplação de 601.834 cotas. Porém, analisando por segmentos, os comportamentos foram distintos. As contemplações cresceram mais de 21% no segmento de serviços, subiram 1,8% no segmento de veículos leves e, no segmento de imóveis, tiveram ligeira queda, de 0,63%. Na avaliação da assessoria econômica da ABAC, isso é reflexo da baixa atividade econômica. Acredita-se que o cenário negativo tenha influenciado os consorciados na oferta de lances.

Outro indicador que não tem acompanhado o aumento nas vendas de consórcio é o número de participantes ativos. A queda é pequena – apenas 1,83%. Reflexo do número de grupos se encerrando, que está maior que o de grupos se formando. Por segmentos, contribuíram para o resultado total a queda de 13,36% no total de participantes ativos do segmento de motocicletas, e de 2,2% no segmento de veículos pesados.

Todos os demais segmentos do consórcio registraram altas no total de participantes ativos. A maior expansão se deu no consórcio de serviços, de 22,94%. Os consorciados do segmento de veículos leves cresceram 6,2%, o de eletroeletrônicos cresceu 4,69%, e o de imóveis teve alta de 2,24%.

Perspectivas para o fechamento de 2017

O Sistema de Consórcios tem perspectivas positivas para o fechamento de 2017, inclusive para os segmentos de veículos leves e veículos pesados, que estão entre os mais prejudicados pela crise econômica. Segundo a assessoria econômica da ABAC, a movimentação de grandes players pelo produto (sejam administradoras de consórcio ou empresas do setor automotivo), faz com que alguns segmentos apresentem perspectiva de crescimento de 15% nas vendas. Já o segmento de motocicletas, deve seguir a tônica do mercado e enfrentar mais um ano difícil.

A estimativa da assessoria econômica da ABAC, com base na melhora de diversos indicadores no 1º semestre de 2017, é de que as vendas de novas cotas fechem o ano com alta de 7,51%, com a comercialização de 2.452.500 cotas. Por segmentos, a melhor estimativa é o consórcio de serviços, com previsão de crescer quase 36%. As altas deverão ser de 15,56% no segmento de veículos leves, de 2,61% em imóveis, de 2,13% em veículos pesados e de 0,13% no segmento de eletroeletrônicos. A previsão para o segmento de motocicletas é queda de 1,17% nas vendas, o que já sinalizaria alguma melhora, visto que no acumulado de 2016, as vendas de novas cotas caíram 18,2% em relação a 2015.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Um comentário sobre “Vendas de consórcio no 1º semestre do ano superam expectativas”

  1. Luiz Henrique disse:

    Muito bom prova que estou trabalhando no seguimento certo