Publicado em 11/09/2017 as 12:13H
Drops de Mercado

Uso do FGTS no consórcio de imóveis cresce 9,5%

Mais trabalhadores movimentaram mais recursos do FGTS no consórcio de imóveis no 1º semestre de 2017. Segundo informações divulgadas pela ABAC, 1.647 trabalhadores que são participantes do consórcio de imóveis usaram, de forma parcial ou total, mais de R$ 65,6 milhões de janeiro a junho deste ano.

No acumulado do 1º semestre, houve aumento de 9,5% no volume total de recursos do FGTS no consórcio de imóveis. Há um ano, o montante foi de R$ 59,9 milhões, beneficiando 1.602 consorciados. Entre as modalidades analisadas, a que mais cresceu proporcionalmente foi o uso do saldo para aquisição de imóvel em construção. Houve alta de 27,2%, com a movimentação de R$ 2,8 milhões. No 1º semestre de 2016, foram R$ 2,2 milhões. Para abater parte do valor da prestação, os recursos movimentados cresceram 21,4%. Foram de R$ 2,8 milhões, nos seis primeiros meses de 2016, para R$ 3,4 milhões, em igual período deste ano.

A aquisição de imóvel pronto foi a que mais movimentou recursos do FGTS no consórcio. O crescimento foi de 13,8% no 1º semestre de 2017, com quase R$ 39,4 milhões. No mesmo período de 2016, esse montante foi de R$ 34,6 milhões. O uso do FGTS para amortizar o saldo devedor aumentou 10,1%. Pulou de R$ 11,8 milhões, no 1º semestre de 2016, para R$ 13 milhões, em 2017.

A única modalidade que não registrou aumento na movimentação de recursos do FGTS foi liquidação de saldo devedor. Houve queda de 17,8%, com a destinação de R$ 6,9 milhões. Há um ano, o montante utilizado chegou a R$ 8,4 milhões.

Como funciona o consórcio de imóveis

O consórcio de imóveis funciona da seguinte forma: várias pessoas se unem em grupos, com a finalidade de formar uma poupança única, destinada à compra de imóvel, por período determinado. Somando as contribuições de todos os participantes, cada um compra seu imóvel através de créditos concedidos mediante sorteio ou lance. Basicamente, o FGTS no consórcio de imóveis pode ser utilizado de quatro formas: ofertar lances, complementar carta de crédito, pagar parte das prestações e amortizar ou liquidar o saldo devedor. Mais informações no post Como usar o FGTS no consórcio de imóvel. Se você está de olho no seu saldo do FGTS para utilizar no consórcio de imóveis, fique atento a essas regras!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*