fbpx
Publicado em 28/06/2016 as 11:35H
Cases

“Nunca pensei que consórcio poderia ser tão rápido” 

Fazer um consórcio e contar com a sorte não é a única forma de ser contemplado, conforme você já leu aqui no Blog da ABAC. A falta de recursos, a incapacidade de planejamento para oferecer um lance e um suposto azar, são algumas das explicações que algumas pessoas dão para o fato de não investirem em consórcios. “Nunca pensei que poderia ser tão rápido, mas no 3º pagamento eu fui surpreendida com uma ligação da empresa avisando que meu nome tinha sido sorteado”, conta a profissional autônoma Danielly Rodrigues, de Vitória (ES).

Se locomover de forma prática e ágil é praticamente um diferencial na rotina de Danielly, que acumula entre suas funções a de vendedora de semi joias. Assim como ela, a motocicleta é utilizada por 10% da população brasileira para se locomover, de acordo com pesquisa sobre transporte público realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). “A gente precisa ir até o cliente e prestar um atendimento personalizado. Como são produtos que chamam a atenção, inclusive de pessoas mal-intencionadas, é inviável me locomover através do transporte público e táxi representariam custos muito altos. Foi então que decidi comprar uma moto”, explica.

Como naquele momento um carro estava além das possibilidades, surgiu a ideia de investir em uma moto para facilitar seu trabalho. A escolha do consórcio para viabilização da meta acabou acontecendo de forma natural. “Sou do interior e desde pequena via meus amigos e parentes falando que tinham adquirido bens através do consórcio, mas só fui pesquisar sobre o assunto depois que tive a necessidade de financiar a aquisição da moto. Agora entendo perfeitamente o que eles diziam com relação a praticidade, facilidade de pagamento e também pelos custos, que realmente são mais baixos do que outras opções disponíveis no mercado”, lembra Danielly.

A autônoma diz ainda que não tinha pressa para ser sorteada na moto porque ainda estava fazendo as aulas para tirar a habilitação, então encarou o consórcio como uma “poupança programada”. “Me dispus a guardar aquela quantia mensalmente, só que ao invés de abrir uma poupança e fazer os depósitos lá, preferi fazer um consórcio cujas parcelas eram de um valor próximo. A rapidez com que fui sorteada foi uma surpresa e tanto”, acrescenta.

Com a experiência bem sucedida, Danielly agora pretende trocar a moto por um automóvel. “O consórcio possibilita que a gente alcance nossos objetivos e a compra do carro é algo que está muito mais acessível. E não vai demorar”, avisa.

Conte sua experiência bem sucedida com o Sistemas de Consórcios para a gente. Entre em contato  através do e-mail marketing@abac.org.br e compartilhe sua história.

Imagem de Thiago Lourenço

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

2 comentários sobre ““Nunca pensei que consórcio poderia ser tão rápido” ”

  1. Luís eduardo disse:

    Só possui consórcio auigo tempos atrás , e n fui bem , vou voltar a fazer isso com vcs , espero qvtd de certo

    1. ABAC disse:

      Olá, Luiz Eduardo.

      A ABAC representa administradoras de consórcios de todo o país. Neste link você encontra a relação de todas as nossas associadas: http://abac.org.br/a-abac/administradoras-associadas. Para encontrar as empresas que atendem às suas necessidades, selecione seu estado e a categoria desejada (veículos leves, pesados, motocicletas, imóveis, serviços ou outros bens móveis) e clique em “Buscar”.

      Qualquer dúvida, conte com a ABAC!

      Abraços